Só Freud explica

Filho é preso após manter corpo da mãe mumificado por 13 anos no sofá

Suspeita-se que ele tenha desenterrado o corpo logo após o enterro e o levado de bicicleta para casa

Por O Tempo
Publicado em 28 de março de 2023 | 18:44
 
 
 

Um homem foi preso depois que um parente descobriu que ele havia desenterrado a mãe, a transformado em múmia e a mantido no sofá em frente à TV por trezes anos. O estranho caso aconteceu na cidade de Radlin, na Polônia. 

A descoberta foi feita pelo cunhado de Marian L., quando decidiu visitá-lo. Ao chegar, notou que o suspeito vagava de um lado para o outro "parecendo um louco". Neste momento, o parente resolveu chamar os paramédicos. 

Ao entrarem na casa, os profissionais da saúde avistaram um cadáver mumificado sobre o sofá em uma pilha de jornais de 2009. "De acordo com o conteúdo do DNA, o cadáver mumificado é de uma mulher, Jadwiga L., que morreu em janeiro de 2010 e, portanto, da mãe de Marian L.", relatou Joanna Smorczewska, do Gabinete do Procurador Distrital.

Suspeita-se que Marian tenha desenterrado a progenitora logo após o enterro e o levado utilizando uma bicicleta. "É provável que o corpo estava na casa desde 2010", acrescentou a oficial. 

Para manter o corpo da mãe em perfeito estado, ele utilizou produtos químicos. "O cheiro de naftalina era perceptível", comentou o promotor responsável pelo caso, Marcin Felsztyński. 

A descoberta do crime aconteceu em fevereiro de 2023, mas a notícia veio à tona somente agora, depois que Marian foi oficialmente acusado por profanação de cadáver. O corpo da mãe será enterrado novamente. (Com informações de "Daily Mail")

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!