tragédia

Funcionários da ONU ficam feridos após bombardeio no sul de Gaza

Imagens gravadas em um hospital da região mostram pelo menos três funcionários, com trajes da ONU, em macas

Por Agências
Publicado em 19 de outubro de 2023 | 14:22
 
 
 

Voluntários da ONU (Organização das Nações Unidas) estão entre os feridos no bombardeio que destruiu um quarteirão da localidade de Khan Younis, no sul da Faixa de Gaza, na manhã desta quinta-feira (19).

Imagens gravadas em um hospital da região mostram pelo menos três funcionários, com trajes da ONU, em macas. Alguns deles recebem suporte de outros funcionários das Nações Unidas na unidade de saúde.

O ataque que feriu os funcionários atingiu uma região residencial da cidade e deixou pelo menos 13 pessoas mortas, segundo informação dada pelo diretor do Centro Médico Al-Nasser à CNN dos Estados Unidos.

Entre os mortos, estão sete crianças que estavam em uma casa. Outras 40 pessoas ficaram feridas. A estimativa das equipes de socorro é de que outras 25 pessoas estejam desaparecidas sob os escombros.

Pelo menos 12 funcionários da organização já morreram desde o início da guerra entre Israel e Hamas, informou um balanço divulgado pela própria ONU em 12 de outubro.

Desde o início do conflito Israel-Hamas, 3.785 palestinos foram mortos em Gaza, segundo balanço do Ministério da Saúde da Palestina. Em Israel, o governo diz que são mais de 1.400 mortos e pelo menos 200 reféns.

(AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!