Hungria

Homem recebe acerto 367 vezes maior que o devido e se recusa a devolvê-lo

Erro aconteceu pela conversão do florins, moeda da Hungria, para o euro

Por O TEMPO
Publicado em 23 de agosto de 2023 | 11:08
 
 
 

Uma empresa depositou, por engano, um salário 367 vezes maior para um ex-funcionário que se recusa a devolver o dinheiro. O episódio ocorreu na cidade de Kaposvár, na Hungria, e está sendo investigado pela polícia local.  

Segundo os responsáveis pela companhia, que não teve o nome revelado, o ex-funcionário trabalhou na empresa por três meses e foi demitido ainda no período de experiência. Ele deveria receber 92.549 florins, cerca de R$1.300, mas o setor responsável pelo pagamento acabou transferindo o valor em euros, o que representa R$ 500 mil.

Vídeo: Pedreiros entram em casa errada e reformam cozinha 'por engano'

A confusão nos depósitos ocorreu porque o homem tinha uma conta bancária da Áustria, país que usa o euro como moeda oficial, enquanto a Hungria usa o florim. Ao fazer a transferência, a empresa deveria ter convertido os valores, entretanto isso não aconteceu e o homem acabou recebendo €92 mil euros.

Após identificar o erro, o ex-funcionário foi notificado pela companhia que pediu que ele devolvesse o dinheiro. Mas, o homem se recusou em devolver o dinheiro e alega que não tinha mais como acessar a conta bancária. Contudo, uma investigação policial descobriu que ele tinha retirado €15,5 mil euros para outro banco.

O Gabinete do Procurador Distrital de Kaposvár permitiu que a conta do ex-funcionário fosse bloqueada, e a empresa conseguiu recuperar €70 mil euros.

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!