Envenenamento

Índia investiga xaropes com etilenoglicol que podem ter matado 66 crianças

Quatro marcas de medicamentos, produzidos por farmacêutica, são suspeitos de ter causado as mortes na Gâmbia, país da África Ocidental

Por Agências
Publicado em 07 de outubro de 2022 | 08:27
 
 
 

As autoridades indianas, alertadas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), investigam quatro xaropes para tosse e resfriado produzidos por um laboratório nacional que podem ter causado a morte de 66 crianças na Gâmbia, país da África Ocidental. A OMS detectou contaminação dos produtos com etilenoglicol e dietilenoglicol, substâncias responsáveis pelo suposto envenenamento de cachorros no Brasil e pelo caso das cervejas contaminadas da Backer

O Ministério da Saúde da Índia explicou, em comunicado publicado na noite de quinta-feira (6), que estão sendo analisadas amostras dos medicamentos indicados pela OMS e que, com base nos resultados, decidirão quais medidas tomar. 

O laboratório indiano que os fabrica, Maiden Pharmaceuticals, sediado no estado de Haryana, no norte, apenas exportou esses xaropes para a Gâmbia e não os comercializa na Índia, segundo o ministério.

De acordo com a OMS, quatro xaropes indianos para tosse e resfriado "podem estar ligados à lesão renal aguda e à morte de 66 crianças". Especificamente, são os produtos Promethazine Oral Solution, Kofexmalin Baby Cough Syrup, Makoff Baby Cough Syrup e Magrip N Cold Syrup. Todos são produtos da Maiden Pharmaceuticals Limited. 

A OMS informou o regulador geral de medicamentos da Índia no final de setembro. No documento técnico do alerta, a OMS indica que "a análise laboratorial das amostras de cada um dos produtos confirma a contaminação com dietilenoglicol e etilenoglicol em quantidades inaceitáveis". A AFP entrou em contato com a Maiden Pharmaceuticals, sem sucesso. 

Segundo a OMS, os quatro xaropes foram identificados na Gâmbia, mas podem ter chegado a outras partes de África por meio do comércio irregular.

(AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!