INSECTOFOBIA

Infestação de percevejos em Paris gera preocupações sobre Olimpíadas

Grande quantidade de insetos na capital da França e em outras cidades levanta questões de saúde e segurança para os Jogos Olímpicos

Por O Tempo
Publicado em 05 de outubro de 2023 | 17:33
 
 
 

Nas últimas semanas, diversas publicações da população francesa, incluindo vídeos, mostram a imensa quantidade de percevejos em Paris, em locais como metrô, cinemas e outros locais públicos de Paris e também em outras cidades da França. A "invasão" levantou questões relacionadas à saúde e à segurança pública na cidade que sediará os próximos Jogos Olímpicos, em 2024.

Com a repercussão, o porta-voz do governo da França, Oliver Verán, confirmou que está marcada uma reunião de emergência, que acontecerá nesta sexta-feira (6), para tratar o assunto. Enquanto isso, pessoas continuam compartilhando registros pela internet. 

Assista ao vídeo: 

O caso de infestação do percevejo na França, no entanto, não é novidade. Pesquisa realizada pela Ipsos em julho aponta que, entre 2017 e 2022, 11% das casas francesas tiveram problemas com o inseto. 

"Estes pequenos insetos estão semeando o desespero em nosso país", disse a deputada Mathilde Panot no parlamento segurando um pote contendo inúmeros insetos. 

A primeira-ministra, Élisabeth Borne, alegou que os percevejos são "uma fonte de ansiedade" (fato conhecido como insectofobia) para a população. 

Com a infestação, diversas instituições foram fechadas no país. Entre eles, escolas em Marselha e um pronto-socorro em Boulogne-sur-Mer. A Agência Sanitária francesa divulgou nota em que indica a população a verificar camas de hotéis e que haja cautela ao recolher móveis ou colchões usados. 

O ministro de Saúde, Aurélien Rousseau, tentou tranquilizar a situação alegando que está tudo sob controle. "Acho que não é motivo para pânico generalizado", disse à rádio France Inter. 

No entanto, o percevejo é um inseto que pode morder os seres humanos para se alimentar de sangue. Essa mordida pode causar irritação no local, ansiedade, depressão e insônia. (Com informações de "Exame" e "G1")

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!