negociação

Israel libera 16 pessoas que ainda estão em Gaza para virem ao Brasil

Estes nomes fazem parte da lista de 24 refugiados que não puderam deixar a região no início do mês

Por Agências
Publicado em 19 de dezembro de 2023 | 19:26
 
 
 

Israel comunicou ao Itamaraty que vai autorizar a saída de parte dos brasileiros e familiares que ainda estão na Faixa de Gaza. Ainda não há uma data definida para a liberação.

A autorização é para que 16 pessoas deixem Gaza por meio da saída de Rafah. O governo brasileiro, porém, faz uma busca e levantamento de outras pessoas que tenham interesse em deixar a região e, portanto, a lista pode aumentar.

Estes nomes fazem parte da lista de 24 refugiados que não puderam deixar a região no início do mês. Na mesma relação, estavam as 47 pessoas que conseguiram deixar a área e voaram ao Brasil, em 10 de dezembro.

Desde o início do conflito, mais de 1.500 passageiros e mais de 50 animais domésticos foram repatriados em dez voos da Força Aérea Brasileira.

No início do mês, embarcaram 27 menores, 16 mulheres (duas idosas) e quatro homens adultos. Entre eles, 11 binacionais brasileiro-palestinos e 36 palestinos.

No Cairo, ainda embarcou uma 48ª passageira. Trata-se de uma irmã, brasileira, filha de Marwan Abusaada, que não conseguiu cruzar a fronteira entre Gaza e o Egito. Formada em medicina, ela tem 22 anos de idade.

Segundo o governo, ela havia cruzado a fronteira dias antes com o marido canadense e se juntou aos resgatados que viajam ao Brasil. Ela é filha de uma das integrantes do grupo de repatriados em Gaza.

"Agradeço ao governo do Brasil pelos esforços. Sinceramente, o que a embaixada forneceu não é fornecido por nenhuma no mundo. Que Deus os abençoe e obrigado", afirmou Marwan Abusaada.

(Folhapress)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!