Triste fim

Jovem morre após tomar shake de proteína: 'danos cerebrais irreversíveis'

Rohan Godhania, de 16 anos, faleceu três dias depois de tomar o composto para ganhar mais peso

Por O Tempo
Publicado em 28 de junho de 2023 | 18:12
 
 
 

Um jovem de apenas 16 anos morreu após tomar um shake de proteína em Londres, Inglaterra. A causa da morte foi uma condição genética rara manifestada devido ao pico do nutriente que provocou a elevação da quantidade de amônia na corrente sanguínea para níveis letais. 

Segundo informações do Metro, Rohan Godhania ganhou os shakes do próprio pai, que comprou os compostos para ajudar o filho a ganhar músculos. Infelizmente, o jovem teve uma reação inesperada e, três dias depois do início do consumo, faleceu em um hospital. 

Relatos médicos mostram que os picos de proteína desencadearam uma condição genética rara, chamada de deficiência de ornitina transcarbamilase (OTC). Ela altera a enzima envolvida na metabolização da amônia do corpo. O composto químico é tóxico para o organismo humano e, sem ser digerido, torna-se letal. 

O caso aconteceu em agosto de 2020, porém o inquérito policial aconteceu nesta semana. Além do relato do pai, um especialista foi ouvido. 

Sobre o uso de shakes proteicos, o legista Tom Osborne declarou: "Minha opinião preliminar sobre elas é que eu deveria escrever para uma das autoridades reguladoras que algum tipo de advertência deveria ser colocada na embalagem dessas bebidas porque, embora OTC seja uma condição rara, pode ter efeitos nocivos se alguém beber (um) e causar um pico de proteína", opinou. (Com informações de Metro UK)

 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!