Argentina

Mãe leva gêmeos idênticos à delegacia para saber quem era quem

Pais pedem ajuda ao Registro Nacional de Pessoas (Renaper) para comparar impressões digitais e diferenciar quem era Lorenzo e quem era Valentin

Por Da Redação
Publicado em 18 de março de 2023 | 17:55
 
 
 
normal

Uma mãe argentina precisou levar os filhos gêmeos à polícia para identificar quem era quem. A angústia dos pais de Lorenzo e Valentin gerou uma comoção internacional, quando Sofi Rodriguez postou no Twitter, na quinta-feira (2):  “Amanhã tenho que ir à polícia para que tirem as impressões digitais dos meus gêmeos e me digam qual é qual. Já ganhei o prêmio de mãe do ano”. Seu tweet viralizou, com mais de 15 milhões de visualizações.

Os bebês idênticos nasceram em janeiro deste ano. Segundo a mãe, a confusão começou quando ela precisou remover as pulseiras de identificação. “Nós usávamos essas pulseiras de cores diferentes para identificá-los, mas eles cresceram e precisamos cortá-las. Foi um dia em que eles estavam doentes, vomitaram e, na hora em que fomos vesti-los novamente, não sabíamos mais quem era quem. Já colocamos novas pulseiras nos pulsos deles, mas não sabemos quem é o Valentin e quem é o Lorenzo”, contou Sofi, em entrevista à ABC.

No dia 15 de março, o Registro Nacional de Pessoas (Renaper), órgão do Ministério do Interior argentino, foi à casa da família, em San Francisco, Córdoba, e coletou as digitais das crianças para compará-las com os dados biométricos colhidos no nascimento. Foi isso que colocou fim à angústia dos pais, que agora já sabem quem é Lorenzo e quem é Valentín. Na verdade, apesar da confusão, eles confirmaram que cada um era quem realmente pensavam.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!