crime

Mulher escapa de cova após ser esfaqueada e enterrada viva pelo ex-marido

Confusão começou em meio a uma disputa sobre a divisão de bens proposta no acordo de divórcio do casal

Por Agência
Publicado em 10 de novembro de 2022 | 09:45
 
 
 

Uma mulher foi esfaqueada e enterrada viva pelo ex-marido nos Estados Unidos, mas conseguiu sobreviver depois de escapar da cova. O caso insólito ocorreu na cidade de Lacey, no estado de Washington, em outubro. O suspeito está preso e, na semana passada, declarou-se inocente.

De acordo com a emissora americana Fox News, Chae An, 53, teria atacado sua ex-esposa, Young An, 42, em meio a uma disputa sobre a divisão de bens proposta no acordo de divórcio do casal. Na ocasião, ele teria a esfaqueado, usado uma fita para amarrá-la e a enterrado viva em um buraco de 19 polegadas de profundidade em uma floresta a 11 quilômetros da casa da vítima.

Durante os golpes, ele também teria tentado quebrar o Apple Watch da vítima com um martelo, mas ainda assim o aparelho continuou funcionando. O caso ocorreu no último dia 16. Ainda dentro da residência, Young conseguiu ligar para a polícia por meio de seu relógio, embora estivesse com uma fita em sua boca. O contato foi feito quando seu ex-marido saiu da sala, supostamente para esconder sua van e não dar pistas de que estaria no local -os dois moram em locais distintos desde de que ela pediu o divórcio no verão deste ano (no hemisfério norte).

Na conversa, obtida pela Fox, a policial a questiona o que está acontecendo, mas não é possível detectar o que Young diz. Percebendo que algo estava errado na situação, a agente lê o endereço da mulher, pergunta se está correto e se ela estava com problemas. Neste momento, é possível ouvir Young dizer que sim. A policial, então, envia uma equipe de resgate para o endereço e promete ficar na linha até que os agentes cheguem ao local.

É incerto quanto tempo os policiais demoraram para chegar ao imóvel. Mas câmeras da vizinhança mostram que Chae conseguiu colocar a mulher dentro de sua van e levá-la para uma floresta a 11 quilômetros dali. Já no local, ele teria a esfaqueado no peito e a jogado em uma cova rasa com terra e galhos caídos. Horas depois, já de noite e com Chae dentro de sua van, Young rastejou para fora do buraco, correu pela floresta por meia hora e pediu ajuda para um homem que encontrou na rua. A polícia foi novamente acionada e, desta vez, os agentes conseguiram encontrar a mulher.

"Ela foi drogada e colocada no chão. Ela podia ouvir o ex-marido andando ao redor do buraco e sentiu a terra sendo colocada em cima dela", diz o relatório policial apresentado à Justiça. "Quando Young viu os policiais, ela correu, gritando e pedindo ajuda. Ela dizia que o marido dela estava tentando matá-la", acrescentou. Seis horas depois, os agentes encontraram Chae An perto da cova rasa em que ele é acusado de jogar sua ex-esposa. No local, a polícia também localizou fragmentos do Apple Watch na fita adesiva utilizada para prender a mulher. 

Chae Kyong An foi acusado de tentativa de assassinato em primeiro grau, sequestro em primeiro grau e agressão em primeiro grau. Ele está detido sem fiança desde então e deverá comparecer ao tribunal local na semana que vem. Chae já havia sido preso em 2021, quando ele também teria agredido a ex-esposa. Na época do crime, segundo documentos judiciais, ele visitava a casa cerca de uma vez por semana para lavar roupa. (Folhapress) 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!