Rússia

Opositor de Putin que estava desaparecido foi enviado para o Ártico

Alexei Navalni cumpre pena de 19 anos por extremismo

Por Agências
Publicado em 25 de dezembro de 2023 | 13:51
 
 
 
normal

O opositor russo Alexei Navalny, de quem pessoas próximas disseram não ter notícias há quase três semanas, está em uma colônia penal em Jarp, no Ártico russo, informou sua porta-voz nesta segunda-feira (25/12).

"Encontramos Navalny. Ele está na colônia penal número 3, na localidade de Jarp", disse Kira Yarmish na rede X, acrescentando que o opositor "está bem" e que seu advogado visitou-o nesta segunda.

Jarp, uma pequena cidade de 5.000 habitantes, está localizada em Yamalia-Nenetsia, uma região remota no norte da Rússia. Fica para além do Círculo Polar Ártico e abriga várias colônias penais.

Navalni, um ativista anticorrupção e grande inimigo do presidente Vladimir Putin, cumpre pena de 19 anos de prisão por "extremismo". Seus familiares e colaboradores não tinham notícias dele desde o início de dezembro, o que significava que, provavelmente, havia sido transferido da colônia da região de Vladimir, a 250 quilômetros de Moscou, onde estava detido até então.

De acordo com o veredito de "extremismo" pronunciado contra ele, o opositor tem que cumprir a pena em uma colônia de "regime especial". Nessa categoria, normalmente destinada aos condenados à prisão perpétua, ou aos detentos mais perigosos, as condições de detenção são mais duras.

"Desde o início, ficou claro que as autoridades queriam isolar Alexei, especialmente antes da eleição presidencial", prevista para março de 2024, reagiu Ivan Khdanov, um de seus colaboradores mais próximos, em comentário na rede social X.

(Estadão Conteúdo)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!