VATICANO

Papa pede cessar-fogo na guerra entre Israel e Hamas e libertação dos reféns

Pelo menos 1.400 pessoas morreram em Israel durante o ataque, a maioria civis, de acordo com as autoridades. Entre os mortos, mais de 300 eram militares

Por Agências
Publicado em 05 de novembro de 2023 | 11:45
 
 
 

O papa Francisco reiterou neste domingo (05) seu apelo ao cessar-fogo nos combates entre Israel e o movimento islamita palestino Hamas, à libertação de reféns e ao fornecimento de ajuda humanitária em Gaza, onde a situação é "muito grave".

"Continuo pensando na grave situação" nos territórios palestinos e em Israel, "onde tantas pessoas perderam a vida", disse ele, após rezar o Angelus para milhares de fiéis na Praça de São Pedro.

"Peço-lhes que parem, em nome de Deus: cessem o fogo! Espero que todos os caminhos sejam percorridos para evitar absolutamente uma ampliação do conflito, que os feridos possam ser socorridos e a ajuda chegue à população de Gaza, onde a situação humanitária é gravíssima. Que os reféns sejam libertados imediatamente"

Desde o início da guerra, em 7 de outubro, quando o Hamas perpetrou um ataque sangrento em solo israelense, o papa já se manifestou algumas vezes, pedindo o fim dos combates, a libertação de reféns e ajuda humanitária para Gaza.

Pelo menos 1.400 pessoas morreram em Israel durante o ataque, a maioria civis, de acordo com as autoridades. Entre os mortos, mais de 300 eram militares.

Em retaliação, Israel tem atacado incessantemente a Faixa de Gaza, controlada pelo Hamas.

Os ataques em resposta resultaram em mais de 9.700 mortes até o momento, incluindo 4.800 crianças, de acordo com o último balanço do movimento palestino. (AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!