Ásia

Primeiro voo internacional da Coreia do Norte desde a pandemia pousa na China

País asiático fechou as fronteiras no início de 2020 em resposta ao coronavírus

Por Agências
Publicado em 22 de agosto de 2023 | 07:59
 
 
 

O primeiro voo comercial internacional da Coreia do Norte chegou nesta terça-feira (22/08) a Pequim, no momento em que Pyongyang flexibiliza o bloqueio de suas fronteiras decretado pela pandemia de Covid-19.

A Coreia do Norte fechou suas fronteiras no início de 2020 em resposta ao vírus e, até as últimas semanas, não demonstrou sinais de abertura. 

No mês passado, autoridades chinesas e russas compareceram a um grande desfile militar em Pyongyang e, na semana passada, uma delegação de atletas norte-coreanos foi autorizada a participar de uma competição de taekwondo no Cazaquistão.

Nesta terça-feira, o voo JS151 Pyongyang-Pequim da companhia estatal Air Koryo pousou às  9h17 (22h17 de Brasília, segunda-feira) na capital chinesa.

Correspondentes da reportagem presentes no aeroporto de Pequim-Capital observaram apenas dois norte-coreanos saindo pelo portão de desembarque. Ambos utilizavam cartões com os rostos dos ex-líderes Kim Il Sung e Kim Jong Il, respectivamente avô e pai do atual líder norte-coreano Kim Jong Un.

Um dos passageiros era o general Kim Jin, segundo Colin Zwirko, analista do portal NK News, especializado em notícias da Coreia do Norte. Nenhum deles fez declarações à imprensa.

Um voo da Air Koryo decolou de Pequim com destino a Pyongyang, de acordo com um site de rastreamento de voos. A NK News informou que a Air Koryo também deve retomar os voos entre Vladivostok, no extremo leste russo, e Pyongyang nesta semana.

(AFP)

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!