destruição

Tufão Haikui avança em direção à China após atingir Taiwan duas vezes

Fenômeno perdeu força nesta segunda-feira (4) e foi rebaixado para uma forte tempestade tropical

Por Agência
Publicado em 04 de setembro de 2023 | 09:37
 
 
 
normal

O tufão Haikui arrancou árvores, danificou estradas costeiras e causou chuvas torrenciais quando passou por Taiwan, antes de perder força nesta segunda-feira (4) e ser rebaixado para uma forte tempestade tropical, e agora se desloca em direção ao sul da China.

Haikui entrou em Taiwan pelo leste no domingo e parecia ter deixado a ilha, mas atingiu novamente a área de Kaohsiung na madrugada de segunda-feira. Não deixou mortos, mas mais de 100 pessoas ficaram feridas, segundo as autoridades, embora a maioria tenha ferimentos leves, causados por quedas de árvores e acidentes de trânsito.

A destruição é evidente na zona costeira de Taitung, um condado montanhoso pouco povoado no leste de Taiwan, onde a tempestade entrou na ilha.

"Esta é a primeira vez na minha vida que vejo um tufão deste tipo", afirmou Chen Hai-feng, um líder comunitário de 55 anos do município de Donghe, Taitung. Haikui foi classificado como uma tempestade menos potente do que outros ciclones que atingiram Taiwan, mas Chen disse à AFP que foi intenso. 

"Veio como uma flecha direta contra nós", contou, enquanto trabalhava para remover as árvores que estavam bloqueando uma estrada. As equipes de resgate usaram escavadeiras para remover galhos de árvores e os cabos elétricos que ficaram nas ruas.

No condado de Taitung, Kirin Chen ajudou uma brigada a remover galhos de árvores que ficaram no caminho de uma escola. "Muitas árvores caíram", disse a mulher. "Estamos tentando retirar as árvores da calçada para que as crianças possam vir para a escola amanhã sem nenhum perigo". 

Na cidade portuária de Keelung, no norte do país, os vendedores do mercado desafiaram a chuva para vender frutas.

Milhares de casas sem luz 

Haikui é o primeiro tufão a atingir a ilha em quatro anos. Antes da sua chegada, 8.000 pessoas foram retiradas do local, especialmente em áreas montanhosas propensas a deslizamentos de terra. Centenas de voos foram cancelados, e as lojas foram obrigadas a fechar. 

Mais de 260 mil casas ficaram sem energia elétrica durante a tempestade, e 22 mil ainda estavam sem luz nesta segunda-feira. Escolas e estabelecimentos comerciais permanecem fechados em 14 cidades, devido às chuvas torrenciais.

O Departamento Central de Meteorologia de Taiwan estimou inicialmente que Haikui parecia abandonar a ilha e se mover em direção ao mar, mas o ciclone atingiu a costa novamente às 4h desta segunda-feira (17h de domingo no horário de Brasília), em Kaohsiung.

À noite, "o centro do tufão estava quase cercando" Kaohsiung, mas à medida que se movia ao longo da costa, "a estrutura do tufão foi danificada pelo terreno e gradualmente enfraquecida", disse.

A mídia local informou que as estradas foram inundadas em Kaohsiung, e árvores estavam derrubadas nas ruas. Ao meio-dia, a tempestade se afastou da ilha principal de Taiwan e se moveu para sudoeste do arquipélago de Penghu, a caminho do sul da China.

A última grande tempestade a atingir Taiwan foi o tufão Bailu em 2019, que deixou uma pessoa morta. (AFP) 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!