Tragédia

Vários países anunciam ajuda à Turquia e à Síria após terremoto

Oferta de socorro chega de diversas partes do mundo e equipes de resgates e ajuda humanitária são enviados; Lula presta solidariedade

Por Agências
Publicado em 06 de fevereiro de 2023 | 14:57
 
 
 

Vários organismos e países ofereceram ajuda à Turquia e à Síria nesta segunda-feira (6), após o forte terremoto que deixou pelo menos 2.500 mortos, segundo últimos balanços das autoridades dos dois países. Estados Undidos, Rússia, europeus, Irã e vários outros países e organizações de nações já enviaram o prometarem enviar ajuda. Confira:

União Europeia

O bloco europeu enviou equipes de resgate para a Turquia depois de o país pedir ajuda à UE. A União Europeia também ativou seu sistema de satélites Copérnico para fornecer serviços de mapeamento de emergência e disse estar pronta para ajudar os afetados na Síria.

Acnur

O alto comissário das Nações Unidas para Refugiados, Filippo Grandi, expressou sua "solidariedade" para com os afetados em ambos os países e afirmou que o Acnur está "disposto a ajudar a fornecer ajuda urgente aos sobreviventes por meio das nossas equipes no terreno".

Otan

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), Jens Stoltenberg, expressou sua "total solidariedade" com a aliada Turquia e disse estar em contato com as autoridades turcas.

Espanha

A Espanha enviará para a Turquia, nesta segunda-feira, dois aviões com um total de 85 socorristas, para ajudar na busca por sobreviventes, informou o Ministério do Interior. O ministro espanhol das Relações Exteriores, José Manuel Albares, afirmou, por sua vez, que também serão enviados drones.

Venezuela

A Venezuela expressou sua "disposição de preparar apoio imediato, assistência e a ajuda necessária aos esforços dos governos de Turquia e Síria para recuperar, o mais rápido possível, o funcionamento normal das regiões afetadas". 

Índia

A Índia anunciou que enviará para a Turquia, imediatamente, equipes médicas e de resgate, assim como material de socorro. Compostos por 100 pessoas com o auxílio de cães farejadores, dois grupos da Força Nacional de Resposta a Desastres estão prontos para serem enviados para a zona afetada, segundo o Ministério das Relações Exteriores. Equipes de médicos e paramédicos com remédios também estão sendo preparadas.

Alemanha

Lar de cerca de três milhões de pessoas de origem turca, a Alemanha "mobilizará toda a ajuda que puder ativar", declarou a ministra do Interior, Nancy Faeser, depois de conversar com o embaixador turco em Berlim. A Agência Federal Alemã de Assistência Técnica (THW) "pode montar acampamentos para fornecer abrigo, assim como unidades de tratamento de água", afirmou. 

A THW também está preparando geradores, barracas de campanha e cobertores. Além disso, Berlim aumentará em um milhão de euros (US$ 1,1 milhão) sua ajuda a instituições de caridade que prestam ajuda humanitária no noroeste da Síria.

Rússia

Mais de 300 militares russos estacionados na Síria estão ajudando a remover os escombros, informou o Exército russo. Segundo o Ministério da Defesa da Rússia, estão sendo mobilizados 300 soldados e 60 veículos para "retirar os escombros, buscar vítimas e prestar assistência médica nas áreas que sofreram maior destruição". 

Ucrânia

O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, disse que seu país está "disposto a prestar a ajuda necessária para superar as consequências da catástrofe".

Grécia

Kyriákos Mitsotákis, primeiro-ministro da Grécia, um rival de longa data da Turquia, disse que Ancara já havia aprovado o envio de uma unidade de resgate grega e que Atenas está pronta para enviar "equipes adicionais, suprimentos médicos, cobertores e barracas de campanha". 

Reino Unido

O Reino Unido enviou 76 especialistas em busca e salvamento para a Turquia, de acordo com um ministro britânico. "O Reino Unido está pronto para ajudar da maneira que pudermos", disse o primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, no Twitter. 

França

O presidente Emmanuel Macron disse que a França está pronta para oferecer ajuda de emergência à Turquia e à Síria. 

Irã

O Irã está pronto para fornecer "ajuda de socorro imediata a essas duas nações amigas", declarou o presidente Ebrahim Raisi.

Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) expressou nesta segunda-feira (6) solidariedade com a Turquia e a Síria, após um grande terremoto que matou mais de 1.800 pessoas e deixou milhares de feridos nos dois países. “Olhamos com preocupação para as notícias vindas da Turquia e Síria, após terremoto de grande magnitude. O Brasil manifesta sua solidariedade com os povos dos dois países, com as famílias das vítimas e todos que perderam suas casas nessa tragédia”, escreveu Lula em sua conta no Twitter. 

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!