O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Saúde

Cidade duplica vagas de hemodiálise em um ano

Doze meses depois da prefeitura transferir o atendimento de diálise para o Hospital Evangélico, o número de pacientes subiu de 227 para 427; fila de espera foi zerada

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
BETIM - MG.
Foram investidos R$ 5,1 milhões na aquisição de máquinas e em obras de ampliação
PUBLICADO EM 14/03/19 - 22h04

A parceria firmada entre a prefeitura e o Hospital Evangélico, instituição filantrópica que assumiu a linha de cuidados de nefrologia da rede de saúde pública de Betim desde outubro de 2017, já contabiliza bons frutos. No mês em que se comemora o Dia Mundial do Rim, um balanço divulgado pela entidade mostra que, em apenas um ano de atuação na cidade, o número de vagas de pacientes da Hemodiálise do Hospital Regional quase duplicou, passando de 227 para 427 vagas – aumento de 88%.

Somente no primeiro ano de atuação da entidade em Betim, foram investidos R$ 4,2 milhões na aquisição de 90 novas máquinas e equipamentos, além de R$ 980 mil utilizados em obras de ampliação e melhoria do setor, que inaugurou um segundo salão no hospital, ocioso desde 2011.

“Hoje, não há nenhum paciente de diálise de Betim sem tratamento ou internado esperando vaga no Hospital Regional. Com a transferência do serviço, ampliamos o número de vagas, oferecendo mais conforto, comodidade e segurança aos pacientes. Também liberamos 19 leitos do Regional eram vagas ocupadas por pacientes com doença renal crônica e que tinham que ficar internados na unidade para garantir o tratamento no setor”, explicou o secretário municipal de Saúde, Guilherme Carvalho.

Ainda de acordo com o gestor, ao transferir o serviço de nefrologia para a instituição filantrópica, a prefeitura conseguiu, além de otimizar o atendimento, economizar R$ 3 milhões no primeiro ano de atuação da entidade. “Isso tudo com o dobro de vagas em hemodiálise, mas com um melhor atendimento, insumos de mais qualidade e maior número de consultas no ambulatório do setor”, disse.

O número de consultas ambulatoriais em nefrologia também aumentou e a colocação das fístulas (arteriovenosas no lugar dos cateteres no pescoço) foram agilizadas. Já 60 betinenses que precisavam recorrer a cidades vizinhas para fazer o tratamento de diálise agora são assistidos no município.

“O balanço do primeiro ano foi positivo. Em parceria com a prefeitura, vamos incluir o tratamento em terapia ocupacional, onde os pacientes terão oficinais artesanais na hora da sessão de diálise, e tentaremos incluir a educação para adultos nas sessões diálise, já que muitos dos nossos pacientes são semianalfabetos. Além disso, em breve vamos construir uma sede própria fora do Hospital Regional”, adiantou Dália Moraes, diretora administrativa da nefrologia do Hospital Evangélico. 

Presidente da Associação dos Pacientes Renais, Doadores e Transplantados de Betim, e paciente da hemodiálise do Regional há 36 anos, Valdemar Batista de Freitas, 54, confirmou a melhoria do atendimento. “O serviço melhorou, com uma equipe de profissionais bastante qualificada e que acolhe bem os pacientes. Fora o fato de que os pacientes da cidade que tinham que sair de Betim para fazer hemodiálise agora estão se tratando aqui. A única coisa que gostaria que melhorasse é o espaço físico do refeitório e dos banheiros, que não foram ampliados, mesmo com o aumento do número de pacientes”.

Celebração

Na semana do Dia Mundial do rio (14 de março), a Secretaria de Saúde, em parceria com o Hospital Evangélico, realizou uma campanha de prevenção à doença. Além de palestra, equipes da saúde aferiram pressão, entregaram panfletos e orientaram a população sobre a doença. 

Já o paciente da Hemodiálise e artista plástico Geraldo Pereira expôs seus trabalhos no Centro de Especialidades Divino Ferreira Braga e na praça Tiradentes.

O que achou deste artigo?
Fechar

Saúde

Cidade duplica vagas de hemodiálise em um ano
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter