O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Em Betim

Córrego transborda no Vila das Flores

Famílias que foram retiradas do local na semana passada questionam atuação da Copasa

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Caos. Rua José Sales de Lima, no bairro Vila das Flores, foi tomada pela água na última quinta-feira (13)
Caos. Rua José Sales de Lima, no bairro Vila das Flores, foi tomada pela água na última quinta-feira (13)
PUBLICADO EM 13/02/20 - 22h17

Os moradores do bairro Vila das Flores, que residem próximos à represa  Várzea das Flores,  voltaram a ficar apreensivos nesta quinta-feira (13), com a situação do córrego que passa pela região. O sol estava quente e a chuva ainda nem tinha chegado na região quando a água começou a subir, pouco antes do horário do almoço.

O pedreiro Milanez Gonçalves Santos, 53 anos, morou na região por mais de sete anos e, mesmo tendo alugado um barracão em um bairro vizinho, passa pelo antigo endereço todos os dias para verificar a situação da sua casa. Ele ficou assustado com o cenário que encontrou na região nesta tarde. “Não deu tempo nem volume de chuva suficiente para que a água do córrego transbordasse tanto assim. A única explicação é que a Copasa esteja vertendo mais água da represa do que disse que faria”, questionou.

Milanez morava com outros quatro familiares em uma casa na rua José Sales de Lima, mas perdeu tudo durante as primeiras chuvas fortes, em janeiro, e está entre as famílias que foram retiradas da área de risco pela Copasa, na semana passada, após uma decisão judicial.

A equipe de O TEMPO Betim entrou em contato com a assessoria de imprensa da Copasa, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

Ação judicial evitou que tragédia fosse ainda pior
Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Ednard Tolomeu, foi justamente pelo risco do derramamento descontrolado de água do vertedouro da lagoa Várzea das Flores, em decorrência das chuvas, que a Prefeitura de Betim pediu uma intervenção judicial contra a Copasa para garantir  um plano emergencial visando a segurança das famílias que moram na região. “Essa situação confirma que, de fato, havia riscos para aquelas famílias. Graças a Deus as casas estão vazias e não têm vidas em risco, o que sempre foi nossa preocupação”, afirmou.

O que achou deste artigo?
Fechar

Em Betim

Córrego transborda no Vila das Flores
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter