O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Entrave

Estado diz que não há verba para construção de centro de menores

Secretário estadual pediu que prefeitura ache parceiros para construção; em 2017, projeto para construir espaço seria licitado, mas não saiu do papel

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Sem aporte. Em reunião em Betim, secretário disse que Estado não tem dinheiro para construir unidade
Sem aporte. Em reunião em Betim, secretário disse que Estado não tem dinheiro para construir unidade
PUBLICADO EM 23/05/19 - 22h37

O governo do Estado afirmou que não possui recursos para construir o centro de ressocialização de menores infratores em Betim. A informação foi repassada pelo secretário de Estado de Segurança Pública, general Mario Lúcio Alves, ao prefeito Vittorio Medioli, durante uma visita que o secretário fez ao município na quinta (16). 

Na ocasião, Alves alegou que, por causa da situação financeira do governo estadual, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) não tem condições de construir o espaço. A obra ficaria em torno de R$ 13 milhões a R$ 15 milhões. O terreno onde será instalado o centro já foi doado pela prefeitura ao Estado: uma área de 22 mil metros quadrados no distrito industrial, na BR–262.

“O secretario nos disse que o Estado não tem recursos para construir o centro para menores, mas que poderia arcar com a mão de obra. Ele pediu auxílio do município para que a prefeitura pudesse conseguir contrapartidas para a construção do local. O município não tem dinheiro, mas vamos ver o que podemos fazer”, disse o prefeito Vittorio Medioli, acrescentando que chamará a Comissão de Segurança Pública da Câmara para debater o assunto.

A construção do centro de menores é reivindicação na cidade há mais de uma década. Em 2017, a antiga gestão do Estado declarou que o projeto já seria licitado e que as obras levariam três anos. A previsão é que o centro de ressocialização tenha 90 vagas. 
Mesmo com a redução do número de menores apreendido no município em 2018 – foram 780 contra 1.130 no ano anterior –, o espaço é imprescindível. “O município tem grande interesse na implantação do centro de menores, porque hoje não há um local para ressocializá-los. É um grande anseio nosso ter esse espaço”, declarou o secretário adjunto de Segurança Pública de Betim, Júlio Cézar de Paula.

Em nota, a Sesp reconhece a importância do centro para menor em Betim e que “há necessidade de prospecção de recursos para finalização deste projeto” por causa da situação financeira do Estado”. Declarou ainda que a visita do secretário a Betim “buscou ampliar as possibilidades de parceria”.

O que achou deste artigo?
Fechar

Entrave

Estado diz que não há verba para construção de centro de menores
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter