O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Julho

Prefeitura decreta fim dos supersalários

Gasto com 70 servidores atingia R$ 16,3 milhões em apenas um ano

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Absurdo
O Ministério Público descobriu que 17 servidores recebiam mais do que o prefeito
PUBLICADO EM 18/12/13 - 22h02

O mês de julho foi marcado pela denúncia de que funcionários públicos promoviam uma sangria nos cofres do município no valor de R$ 16,3 milhões anuais. Esse valor era o total pago em maio a cerca de 70 servidores que tinham privilégios dignos de “marajás”. A mordomia chegou ao fim através de um decreto, que passou a valer a partir do dia 1º de outubro.

A medida do governo municipal atendeu a um pedido da promotora do Patrimônio Público, Fernanda Honigmann Rodrigues, que havia solicitado, desde agosto, a redução, de forma imediata, dos altos salários de alguns servidores. Na época, 17 funcionários públicos recebiam salário acima do subsídio pago ao prefeito Carlaile Pedrosa, que é de R$ 21.538,02.

O decreto publicado pela prefeitura estabeleceu que nenhum servidor pode receber mais do que o teto permitido pela Constituição Federal, que é o subsídio pago ao prefeito da cidade.
De acordo com Carlaile, “com a limitação do teto remuneratório ao valor do chefe do Executivo, estamos enquadrando Betim à Constituição Federal, além de obedecer a uma recomendação do Ministério Público. O foco da nossa administração é, e sempre será, trabalhar dentro das determinações da lei”, enfatizou o prefeito.

O governo também promoveu o corte de gratificações, em agosto, para servidores apostilados que ocupam cargos comissionados. Com isso, alguns servidores tiveram que optar pelo salário de apostilado ou pela remuneração paga para o cargo de confiança.

Essa medida gerou, na ocasião, uma economia de R$ 3,5 milhões aos cofres públicos. Com isso, junto com a limitação do teto remuneratório do prefeito, o governo espera uma redução de gastos de quase R$ 5 milhões por ano.

Procurador geral do município, Lucas Neves disse que o corte dos supersalários está sendo aplicado no subsídio pago, mensalmente, a servidores ativos, além de aposentados e pensionistas do Ipremb.
 

O que achou deste artigo?
Fechar

Julho

Prefeitura decreta fim dos supersalários
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter