O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Crime bárbaro

Suspeito de decapitar homem em Betim e enterrar cabeça em lote é preso

Suspeito golpeou a cabeça da vítima com uma picareta, a decapitou com um machado e, depois, arrastou o membro até chegar em um lote vago, onde a enterrou

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Crime. Corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML)
Crime. Corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML)
PUBLICADO EM 10/07/20 - 14h00

“Estava muito bêbado. A gente brigou, dei uma pedrada nele. Daí ele foi pegar uma faca. Pensei: ou é ele ou sou eu”. Essa foi a justificativa dada por um jovem de 22 anos para ter assassinado de forma bárbara um homem de 47 anos, logo após um desentendimento ocorrido entre os dois, em um bar, na última quinta-feira (9), em Betim, na região metropolitana. Por causa de uma bebida que teria sido derramada no ex-presidiário, ele golpeou a cabeça da vítima com uma picareta, a decapitou com um machado e, depois, arrastou o membro por alguns quarteirões do bairro Icaivera até chegar em um lote vago, onde a enterrou.

Nesta sexta-feira (10), depois de uma operação da Polícia Militar de Minas Gerais (PMMG), o rapaz acabou sendo preso na casa de parentes em Contagem, na Grande BH. De acordo com o soldado Igor Vale, da 284ª Cia. do 33º Batalhão de Betim, o jovem estava sentado na calçada da residência em que estava escondido, no bairro Pedra Azul, quando foi surpreendido pelos militares. 

“Ele não resistiu à prisão. Apesar de ter justificado que matou a vítima em legítima defesa, não acreditamos na versão dele. O homem morto era pai de família e trabalhador, não tinha histórico de violência. Ao contrário, sabemos que esse autor é muito violento. No ano passado, ele tentou matar a companheira e o pai dela, de 80 anos, com golpes de facão. Na época, ele foi preso, mas, em janeiro deste ano, foi solto e acabou cometendo mais este crime violento”, esclareceu o militar. 

A frieza do suspeito de 22 anos seria tamanha que, conforme o soldado, depois de decapitar e enterrar a cabeça do homem de 47 anos, o jovem foi para casa dormir tranquilamente. “Recebemos informações que o autor só fugiu hoje (sexta) de manhã, depois de ficar sabendo que estávamos atrás dele”, disse Vale. 

As armas usadas no crime, um machado e uma picareta, foram recolhidos pela polícia. Já o suspeito de 22 anos será encaminhado para a Delegacia Regional de Betim.

Rádio Super

O que achou deste artigo?
Fechar

Crime bárbaro

Suspeito de decapitar homem em Betim e enterrar cabeça em lote é preso
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter
Log View