O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Eficácia

Testagem em Betim é superior à média de MG e do Brasil

Município testou 1,8% da população com tipo RT-PCR, 260% a mais que Minas e 80% superior ao país

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Pesquisa Covid Betim
Pesquisa em parceria com a UFMG aplica teste tipo RT-PCR
PUBLICADO EM 09/07/20 - 22h51

Dados da Secretaria Municipal de Saúde mostram que 1,8% da população betinense (8.008 moradores) já foi testada na cidade pelo tipo RT-PCR. Essa proporção é 260% maior que a média de Minas Gerais e 80% superior à do Brasil. 

Já foram submetidos a esse tipo de teste, que é feito a partir da biologia molecular e considerado o “padrão-ouro” para detectar a Covid-19 8.008 betinenses, tanto na rede pública quanto na privada (1,8% do total de 440 mil habitantes). 

Em Minas, a proporção da população que foi testada é de 0,5% em relação ao número total de habitantes. Foram 116 mil testes PCR nos mais de 20,8 milhões de mineiros. Já no Brasil, 1% da população do país foi testada – foram 2,1 milhões de exames nos 209 milhões de brasileiros. 

“O município tem realizado diversas ações que procuram ampliar a testagem para além dos protocolos orientadores do Ministério da Saúde e pela Secretaria de Estado de Saúde. Só na pesquisa feita em parceria com a UFMG, foram aplicados 2.160 testes PRT-PCR em moradores de todas as regiões. Isso mostra que queremos nos aproximar do mais possível da realidade sobre a situação da circulação do vírus”, explicou o secretário adjunto de Gestão à Saúde, Augusto Viana. 

No total, somando todos os tipos de exames (PCR e teste rápido), já foram realizados 12.608 testes, o que dá uma taxa de 2.865 testes realizados para cada grupo de 100 mil habitantes. 

“A prefeitura trabalha com transparência dos dados, e a ampliação da testagem é prova disso. Inclusive, o número de casos confirmados (1.379) é maior se comparado com outras cidades semelhantes a Betim porque o nosso município testa muito mais pessoas. Nesta semana, por exemplo, ampliamos a testagem para os idosos com sintomas gripais leves, o que não acontece em outras cidades”, completou.

Na próxima segunda (13), terá início a terceira rodada da pesquisa que testará mais 1.080 moradores da cidade. O objetivo é mapear a circulação do novo coronavírus. “Pedimos que a população receba os profissionais para nos ajudar a enfrentar a pandemia”, concluiu Viana. 

(com Lucas Negrisoli)

Rádio Super

O que achou deste artigo?
Fechar

Eficácia

Testagem em Betim é superior à média de MG e do Brasil
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (2)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter
Log View