O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Covid-19

Treinamento para pesquisa começa na próxima semana

Prefeitura mapeará circulação do coronavírus

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Pesquisa
Pesquisa com moradores percorrerá todas as regionais da cidade

Veja Também

PUBLICADO EM 21/05/20 - 23h09

A Prefeitura de Betim continua trabalhando na pesquisa que mapeará a circulação do novo coronavírus (Covid-19) no município. Na próxima semana, está marcado o treinamento das 36 equipes que irão às residências coletar o exame. 
“Nossa previsão é iniciar os treinamentos na quarta-feira e fazer essa preparação até sexta”, informou o secretário adjunto de Gestão da Saúde, Augusto Viana. 

Para realizar o estudo, a prefeitura firmou uma parceria com o Laboratório de Biologia Integrativa do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), coordenado pelos professores Renan Pedra e Renato Santana, e iniciará, em junho, um levantamento com 1.080 habitantes. 

O objetivo é identificar, por amostragem, o percentual de moradores de Betim que já tiveram contato com a Covid, mesmo aqueles que não apresentaram sintomas graves da doença, os “assintomáticos”. 
A coleta será feita por equipes da prefeitura – formadas, cada uma, por um enfermeiro, um agente de saúde e um motorista – que irão às residências fazer dois tipos de exames: o teste rápido e a coleta de material para PCR, que é mais completo e capaz de precisar se a pessoa já teve contato com a Covid-19, ainda que ela não esteja mais infectada. A pesquisa abrangerá as dez regionais da cidade, com a divisão de amostras de acordo com a densidade populacional.

Para que os 1.080 moradores que participarão da pesquisa retratem a população da cidade, o setor de geoprocessamento da Superintendência de Tecnologia da Informação dividiu o território do município em 36 áreas, com base nos setores censitários do IBGE, e no cadastro de endereços da prefeitura. “Assim foi definida estatisticamente, com base na população do município, uma amostragem de 1.080 moradores, divididos por sexo e idade”, declarou o supervisor de Geoprocessamento da prefeitura, Tuffi Saliba. 

Cada equipe que participará da pesquisa receberá uma cota de moradores que precisarão ser testados por sexo e idade. “Essa cota serve para garantir a representatividade da amostra. Caso uma equipe encontre uma residência que não possua moradores de acordo com o sexo e a faixa etária da cota, ela não poderá testar os moradores daquela residência e precisará procurar um domicílio mais próximo”, afirmou Octávio Rodrigues, do setor de Bioestatística da prefeitura. 

Os moradores participantes terão acesso aos dois resultados do exame. 

Rádio Super

O que achou deste artigo?
Fechar

Covid-19

Treinamento para pesquisa começa na próxima semana
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter
Log View