O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Economia

Vilma investirá R$ 140 milhões em nova fábrica em Betim

Serão gerados 366 empregos diretos; empresa, que iniciará obras na segunda (12), construirá unidade no parque industrial da BR-262

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fábrica da Vilma
Empresa tem matriz em Contagem e iniciará obras de nova fábrica em Betim
PUBLICADO EM 08/08/19 - 21h32

Uma das maiores indústrias alimentícias do país, a Vilma Alimentos investirá R$ 140 milhões na construção de uma nova fábrica em Betim. A previsão é que as obras sejam iniciadas na segunda-feira (12) e sejam concluídas até julho de 2021. 

A nova unidade estará localizada no novo parque industrial de Betim, próximo à BR–262, no bairro Aroeiras. 
Segundo o diretor de vendas e marketing da Vilma, Thiago Costa, o foco da nova fábrica será a produção de biscoitos. “O portfólio de biscoitos da Vilma Alimentos conta hoje com 41 produtos”, explicou. 

Costa ainda ressaltou que a empresa decidiu investir em Betim pelo momento econômico vivido pela cidade. “A região se encontra em franca expansão e desenvolvimento. Além disso, possuía um terreno com o tamanho necessário para a implementação do empreendimento”, afirmou. 

Ainda de acordo com o diretor, serão gerados, com o funcionamento da nova fábrica, 366 empregos diretos. Já durante as obras, como os serviços serão terceirizados, a Vilma ainda não tem uma estimativa de quantas pessoas serão contratadas. 

Inicialmente, o projeto terá 34.119,54 m². “Entretanto, esse projeto pode sofrer ampliações, em caso de aumento da demanda ou para compor alguma estratégia da empresa”, completou o diretor. 

Sobre a empresa
Fundada em 1925, a Vilma Alimentos produz hoje 41 mil toneladas de alimentos por mês. São cerca de 2.000 funcionários diretos e 26 mil clientes. 

O diretor de marketing enfatizou que a matriz da empresa, em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, será mantida. Além dela, a empresa tem outras três unidades em Minas Gerais, nas cidades de Montes Claros, São Gotardo e Juiz de Fora, e outras quatro espalhadas pelo país, em Goiânia (GO), Cariacica (ES), Feira de Santana (BA) e Cambé (PR). 

Em 2014, a Vilma entrou no mercado de biscoitos com a aquisição de parte da Krokero, se tornando, três anos depois, dona da marca e se consolidando com uma das maiores indústrias do país nesse ramo.

Interesse
Segundo o secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico da Prefeitura de Betim, Alexandre Bambirra, a instalação da fábrica da Vilma será de grande importância. 

“Para o município, é um ganho muito grande porque estamos diversificando a economia local e implantando uma nova política de captação de empresas. A prefeitura desburocratizou o processo, dando mais agilidade para que os empreendimentos venham para a cidade. Hoje, no que depender do poder público municipal, em 72 horas, o empreendedor consegue constituir sua empresa aqui (retirando o alvará de funcionamento provisório). Além disso, a nossa secretaria acompanha o empresário durante todo o processo de instalação. Isso dá uma segurança muito grande para quem quer investir”, explicou. 

Ainda de acordo com Bambirra, existem cerca de 70 empreendedores interessados em se instalarem na cidade. “São empresas de fora que já se cadastraram com o intuito de virem para o município. E isso sem falar nas 65 empresas que já estão acertadas para se instalarem na expansão do Distrito Industrial do Bandeirinhas. Então, é um novo ciclo que a cidade está vivendo, atraindo empresas, gerando empregos e receitas”.

O número de alvarás para o funcionamento de empresas no município aumentou 146,7% nos últimos dois anos. Enquanto, em 2016, apenas 424 alvarás foram expedidos, esse número saltou para 1.046, em 2017, e para 1.849 em 2018. (Com José Augusto Alves) 

O que achou deste artigo?
Fechar

Economia

Vilma investirá R$ 140 milhões em nova fábrica em Betim
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (3)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter