O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Diversidade

Bienal do Livro de Contagem terá programação com 80% das atrações negras

O evento acontecerá seguindo o formato de um Circuito Literário, no qual atividades acontecerão em 5 espaços no centro da cidade

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
ARQUIVO PESSOAL/FACEBOOK/DIVULGAÇÃO
Elza Soares é um dos nomes já confirmados para o evento
PUBLICADO EM 09/08/19 - 17h01

Nos dias 8, 9 e 10 de Novembro, acontece a 3ª Edição da Bienal do Livro de Contagem. O evento acontecerá seguindo o formato de um Circuito Literário, no qual atividades acontecerão em 5 espaços no centro da cidade. 

Além dos diversos projetos integrados ao evento, a organização da Bienal se comprometeu a criar uma programação com 80% dos escritores, escritoras, ilustradores, ilustradoras, atrações em geral negros. 

A decisão é fruto de uma pesquisa do criador do evento Rafael Mansur. A pesquisa foi realizada durante o ano de 2018 no qual foram levantados dados sobre as programações dos maiores eventos literários do Brasil nos últimos 20 anos. A pesquisa revela dois pontos importantes: a média de brancos convidados a participar destes eventos oscila entre 70 a 85%, e o restante de convidados são pessoas não-brancas (negros, asiáticos, indígenas etc). 

A pesquisa também revelou que homens e mulheres negras são convidadas para falar, na maioria das vezes, apenas sobre a negritude enquanto convidados e atrações brancas falam de assuntos diversos. A partir dos dados da pesquisa, o organizador resolveu criar uma programação com 80% das atrações negras e que falarão de vários assuntos dentro da temática central deste ano: O futuro. 

A grande homenageada do evento será a célebre escritora brasileira de Belo Horizonte, Conceição Evaristo. Diversas atividades culturais irão homenagear esta, que é uma dos grandes nomes da literatura do nosso país.

A pesquisa com todos os dados e informações obtidas será apresentada durante a Bienal do Livro de Contagem, em Novembro de 2019.

Nos dias 8, 9 e 10 de Novembro, acontecerá a 3ª Edição da Bienal do Livro de Contagem. O evento acontecerá seguindo o formato de um Circuito Literário, no qual atividades acontecerão em 5 espaços no centro da cidade. 

Além dos diversos projetos integrados ao evento, a organização da Bienal se comprometeu a criar uma programação com 80% dos escritores, escritoras, ilustradores, ilustradoras, atrações em geral negros. 

A decisão é fruto de uma pesquisa do criador do evento Rafael Mansur. A pesquisa foi realizada durante o ano de 2018 no qual foram levantados dados sobre as programações dos maiores eventos literários do Brasil nos últimos 20 anos. A pesquisa revela dois pontos importantes: a média de brancos convidados a participar destes eventos oscila entre 70 a 85%, e o restante de convidados são pessoas não-brancas (negros, asiáticos, indígenas etc). 

A pesquisa também revelou que homens e mulheres negras são convidadas para falar, na maioria das vezes, apenas sobre a negritude enquanto convidados e atrações brancas falam de assuntos diversos. A partir dos dados da pesquisa, o organizador resolveu criar uma programação com 80% das atrações negras e que falarão de vários assuntos dentro da temática central deste ano: O futuro. 

A grande homenageada do evento será a célebre escritora brasileira de Belo Horizonte, Conceição Evaristo. Diversas atividades culturais irão homenagear esta, que é uma dos grandes nomes da literatura do nosso país.

A pesquisa com todos os dados e informações obtidas será apresentada durante a Bienal do Livro de Contagem, em Novembro de 2019.

O que achou deste artigo?
Fechar

Diversidade

Bienal do Livro de Contagem terá programação com 80% das atrações negras
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter