O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

PANDEMIA

CDL-Contagem orienta lojistas para enfrentameto da Covid19

Leia o decreto do prefeito Alex de Freitas sobre o fechamento dos estabelecimentos comerciais, sob pena de multa

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
DIVULGAÇÃO
Devido à Pandemia do Cornavírus fechamento temporário de restaurantes, bares, lanchonetes e outros estabelecimentos comerciais
PUBLICADO EM 20/03/20 - 11h42

Diante da disseminação do Coronavírus (Covid-19), a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Contagem - com base nas orientações da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais (FCDL-MG) - divulga a seguir diretrizes em relação aos procedimentos que devem ser adotados pela entidade e pelos associados para lidar com este período de pandemia.

A principal indicação é para que os lojistas e empresários adotem medidas de precaução e evitem pânico. Os lojistas devem prosseguir com suas atividades, adotando as seguintes medidas preventivas:

 Atendimento ao Público

– A CNDL orienta aos seus associados que, em suas áreas de atendimento ao público, seja disponibilizado álcool gel aos clientes, e que a frequência de limpeza de pisos, corrimãos, maçanetas e banheiros seja feita com álcool 70% ou solução de água sanitária.

– O atendimento presencial deve ser feito a uma distância de, pelo menos, um metro entre as pessoas, e os atendimentos ao público externo, assim como visitas fora do ambiente de trabalho, devem ser substituídos por contatos por meios digitais.

– As reuniões devem ser substituídas por contatos telefônicos, videoconferências, e-mails e redes sociais.

Colaboradores

 – Os colaboradores que pertencem ao grupo de risco (idosos, diabéticos, hipertensos, pessoas com insuficiência renal e que tenham doença respiratória crônica) devem, se possível, serem orientados a realizarem suas atividades home office.

– Devem ter utensílios individuais (copos, xícaras, talheres, etc.).

– Todos colaboradores com suspeita de vírus devem imediatamente ficar em isolamento em suas residências.

Eventos e reuniões

– A CNDL orienta que as entidades do sistema evitem reuniões e eventos presenciais.

– No lugar dos encontros presenciais, dar preferência às videoconferências e às chamadas telefônicas.

Ministério da Saúde

A CNDL segue as orientações emitidas pelo Ministério da Saúde (MS). O órgão desenvolveu aplicativos com dicas de prevenção, descrição de sintomas, formas de transmissão, mapa de unidades de saúde e até uma lista de notícias falsas que foram disseminadas sobre o assunto.

Os aplicativos estão disponíveis para usuários dos sistemas operacionais iOS e Android:
iOS: https://apps.apple.com/br/app/coronav%C3%ADrus-sus/id1408008382
Android: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.gov.datasus.guardioes&hl=pt_BR

Fake News

O presidente da FCDL-MG e da CDL-Contagem, Frank Sinatra, alerta para o cuidado com as fake news, especialmente neste período. “A maioria das informações que recebemos em nossas redes sociais não são verdadeiras. É necessário verificar a veracidade destes conteúdos antes de divulgar. O momento é de preocupação, não de desespero. Devemos nos precaver, mas manter a calma”, afirma.

Para confirmar se a informação recebida sobre o tema procede, qualquer cidadão poderá enviar mensagens com imagens ou textos que tenha recebido nas redes para o WhatsApp (61) 99289-4640 (Saúde sem fake news - Coronavírus).

Frank Sinatra reforça que devemos seguir as orientações da Saúde. “Não compartilhar itens de uso pessoal, evitar aglomerações e ao tossir ou espirrar cobrir o nariz e a boca com um lenço ou com a parte interna do cotovelo, não utilizar as mãos. Caso esteja retornando de viagem, respeite o período de quarentena recomendado pelos órgãos de Saúde.  Só deve ir ao hospital quem estiver se sentindo muito mal ou apresentar sintomas como febre alta e dificuldade para respirar. Se for só um resfriado ou gripe leve, a recomendação é ficar em casa. Mais do que nunca, precisamos que cada um faça a sua parte”, firmou.

Decreto Municipal determina fechamento temporário de restaurantes, bares, lanchonetes e outros estabelecimentos comerciais para conter o Coronavírus em Contagem

 

O prefeito de Contagem, Alex de Freitas, assinou no início da noite de quinta-feira, 19 de março de 2020, o Decreto 1.524, suspendo temporariamente, a partir de domingo, 22 de março, o funcionamento de:

I – casas de shows e espetáculos de qualquer natureza;

II – boates, danceterias, salões de dança;

III – casas de festas e eventos;

IV – feiras, exposições, congressos e seminários;

V – shoppings centers, centros de comércio e galerias de lojas;

VI – cinemas e teatros;

VII – clubes de serviço e de lazer;

VIII – academia, centro de ginástica e estabelecimentos de condicionamento físico;

IX – clínicas de estética e salões de beleza;

X – parques de diversão e parques temáticos;

XI – bares, restaurantes e lanchonetes;

XII – velórios públicos e privados.

 

O Decreto “Determina a suspensão temporária dos Alvarás de Localização e Funcionamento e autorizações emitidos para a realização de atividades com potencial de aglomeração de pessoas para enfrentamento da Situação de Emergência Pública causada pelo agente Coronavírus – Covid-19”.

 

Bares, restaurantes e lanchonetes que “tenham estrutura e logística adequadas” poderão oferecer o serviço de entrega em domicílio, bem como a retirada no local de alimentos prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento, “desde que adotadas as medidas estabelecidas pelas autoridades de saúde de prevenção ao contágio e contenção da propagação de infecção viral relativa ao Coronavírus”.

 

O Decreto também prevê que o “funcionamento de bares, restaurantes, lanchonetes e estabelecimentos congêneres no interior de hotéis, pousadas e similares poderá ser mantido para atendimento exclusivo aos hóspedes.

 

Não serão suspensos o funcionamento de supermercados, farmácias, laboratórios, clínicas, hospitais e demais serviços de saúde, mesmo que seja no interior de shoppings, centros de comércio e galerias de lojas, “desde que adotadas as medidas estabelecidas pelas autoridades de saúde de prevenção ao contágio e contenção da propagação de infecção viral relativa ao Coronavírus”.

 

O Artigo 3º do Decreto 1.524 estabelece:

Ficam suspensas enquanto perdurar a Situação de Emergência em Saúde Pública:

I – autorizações para eventos em propriedades e logradouros públicos;

II – autorizações de feiras em propriedade;

III – autorizações para atividades de circos e parques de diversões.

 

Rádio Super

O que achou deste artigo?
Fechar

PANDEMIA

CDL-Contagem orienta lojistas para enfrentameto da Covid19
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter
Log View