O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Política

Comissão discute situação de famílias em áreas da Cemig

Audiência sobre casos de Contagem será intermediada pelo Ministério Público; deputada pede diálogo, em vez de despejo

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
ALMG/DIVULGAÇÃO
Deputada estadual Marília Campos busca diálogo
PUBLICADO EM 22/10/19 - 16h53

A situação de aproximadamente 400 famílias que vivem em áreas de servidão da Cemig em Contagem,  será discutida em audiência pública da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG).

A reunião  acontece nesta terça-feira (22), no Auditório José Alencar, a requerimento da deputada Marília Campos (PT). Segundo a parlamentar, o problema se repete em outras cidades do Estado. A estimativa é que 22 mil famílias mineiras estejam nesta situação.

Em Contagem, as famílias estão, sobretudo, nos Bairros Nova Contagem, Vila Nova Esperança e Vila Feliz. Durante reunião no Plenário da ALMG, no último dia 1º, Marília Campos criticou a Cemig pela falta de diálogo e defendeu uma solução negociada.

“Tentamos negociar várias vezes. E, agora, a resposta da Cemig é de tirar as famílias na marra, sem indenização, sem discutir uma proposta que garanta moradia digna. Há famílias que moram nessas áreas há 20, 30 anos, não por escolha, mas por imposição da vida”, afirmou naquela ocasião.

Ainda segundo a deputada, muitas famílias foram enganadas por grileiros e, ingenuamente, pagaram pelos terrenos. Ela aponta que tem feito questão de acompanhar de perto todo o processo com a Cemig e que será "muito firme" ao defender o interesse e a dignidade das famílias. “Vamos discutir com intermediação do Ministério Público. A Cemig tem que ter uma postura de dialogar”, reforçou.

Além da promotora de Justiça Cláudia Spranger e Silva Luiz Motta, coordenadora do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Defesa dos Direitos Humanos e Apoio Comunitário, foram convidados também representantes do Estado, da Cemig, da Defensoria Pública e dos moradores.

O que achou deste artigo?
Fechar

Política

Comissão discute situação de famílias em áreas da Cemig
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter