O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

UBS

Luta contra a Endometriose e conscientização

Porta de entrada para tratar

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Capturar.JPG
CAUSA. Dor intensa na região pélvica, cólicas e alteração intestinal
PUBLICADO EM 10/05/19 - 03h00

Na terça-feira (7) foi celebrado o Dia Internacional da Luta contra Endometriose. A doença atinge de 10% a 15% das mulheres em idade de reprodução (dos 15 aos 45 anos), segundo dados da Associação Brasileira de Endometriose. Estima-se que pelos menos 6 milhões de mulheres sofram com a doença no país.

No município de Contagem, para procurar um ginecologista, basta ir à Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da residência. O paciente será encaminhado ao ginecologista responsável. Os dias de atendimentos variam em cada unidade.

Saiba mais

Ginecologista no Centro Materno Infantil, Fábio Costa Peixoto explica que, quando não há gravidez, o endométrio descama e é eliminado na menstruação. A maior ocorrência é entre o período reprodutivo, desde a primeira menstruação até a menopausa. “Sua incidência aumenta nas mulheres inférteis e com dor pélvica crônica”, alerta o médico.

Uma das teorias para explicar o surgimento da endometriose seria que um pouco de sangue migra no sentido oposto e acaba nos ovários ou na cavidade abdominal, causando uma lesão. Uma mulher tem maior risco de desenvolver a doença se a mãe ou irmã sofrerem do mesmo mal.

A endometriose pode manifestar-se de diversas formas, como dores intensas na região pélvica, cólicas e alterações intestinais. Ela também pode assintomática. “Por ser uma doença um pouco difícil de ser diagnosticada, recomenda-se que as mulheres que apresentem os sintomas façam exames de imagem, assim o diagnóstico é mais certeiro. Podem ser realizados exames de sangue ou de imagens, mas o diagnóstico preciso se dá por meio de biópsia”, observa.

Quando o tratamento é por meio de remédios, são utilizadas drogas hormonais que suspendem a menstruação e assim diminuem os níveis de estrogênios. Nesse caso, pode-se citar o uso de pílulas combinadas, pílulas de progesterona ou medicamentos supressores da hipófise. O tratamento cirúrgico é feito por meio da laparotomia ou laparoscopia.

O que achou deste artigo?
Fechar

UBS

Luta contra a Endometriose e conscientização
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter