O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

ALERTA

Não existe possibilidade de animais transmitirem coronavirus para humanos

De acordo com a protetora e presidente do Instituto de Proteção e Amparo Animal. Leninha Marilene, de Contagem, a cada dia, recebe mais pedidos de resgate

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
ARQUIVO PESSOAL/DIVULGAÇÃO
Leninha , presidente do IPAA - Instituto de Proteção e Amparo Animal
PUBLICADO EM 27/03/20 - 13h28

Desde o início da pandemia do coronavírus, o abandono de animais tem crescido em Contagem e Belo Horizonte, de acordo com a protetora e presidente do Instituto de Proteção e Amparo Animal (IPAA). Leninha Marilene, de Contagem, a cada dia, recebe mais pedidos de resgate. Segundo ela, isso ocorre, principalmente, devido à circulação de notícias falsas na internet que dizem que os cães transmitem a doença. " É muito importante que todos saibam que os animais não transmitem o vírus.  Os cuidados devem ser redobrados com aqueles que saem de casa para dar uma voltinha com seus cães, esse é um fato que precisa ser avaliado. De acordo com estudos, esses animais que saem podem ser vetores e não transmissores, assim como nós humanos. Então, se é isolamento social vale também para os animais. Em Contagem, o número de abandonos aumentou significativamente e nós voluntários da proteção estamos lotados de resgates não havendo mais espaços para tantos", declara Leninha.

Nesta semana, de domingo (22) até esta quinta-feira (26), foram 14 animais que  Leninha diz que imaginava que tinham donos. Cães das raças Yorkshire e Shih Tzu, por exemplo, foram resgatados nos últimos dias. "São animais difíceis de encontrar na rua. A gente vê mais vira-latas normalmente", afirma Leninha. Em alerta contra o abandono, o Conselho Federal de Medicina Veterinária está utilizando a internet para esclarecer à população que os animais não transmitem coronavírus. A entidade diz que "o abandono de animais é inaceitável e já era um problema de saúde pública no Brasil" e ressalta que cachorros e gatos sem vacinação e cuidados de saúde são potenciais transmissores de outras doenças, como raiva, leishmaniose, leptospirose e toxoplasmose. O presidente do Conselho Regional de Medicina Veterinária de Minas Gerais (CRMV/ MG), Bruno Divino Rocha, explica que os cães têm coronavírus, mas não é o mesmo que atinge os humanos. Nos cachorros, o vírus causa diarreia. "Não existe possibilidade de o animal passar para o homem, nem de o animal pegar a Covid-19. Não há nada comprovado nesse sentido e tudo está caminhando para provar que isso não acontece", pontua.

Rádio Super

O que achou deste artigo?
Fechar

ALERTA

Não existe possibilidade de animais transmitirem coronavirus para humanos
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter
Log View