O Tempo
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Saiba mais

Parceria ao governo federal para a municipalização da CeasaMinas

A intenção do governo municipal é levar desenvolvimento para a região onde está instalada a CeasaMinas e, em contrapartida, gerar recursos financeiros para o Município

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PMC/DIVULGAÇÃO
O prefeito Alex de Freitas, acompanhado do procurador geral do Município, Marius de Carvalho, e dos diretores da SEDDM/ME, Idalicio Silva e Bruno Westin.
PUBLICADO EM 22/10/19 - 17h07

O prefeito de Contagem, Alex de Freitas, participou de reunião, nesta terça-feira (22), na Secretaria de Secretaria Especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia (SEDDM/ME), em Brasília, na qual a Administração Municipal, sob seu comando, destacou o interesse em manter com o governo federal um canal aberto de diálogo sobre a municipalização da CeasaMinas (Centrais de Abastecimento de Minas Gerais S/A).

A empresa de economia mista, que funciona sob supervisão do Ministério da Agricultura, possui um entreposto em Contagem, inaugurado na década de 1970. Atualmente, a empresa está na mira das privatizações almejadas pelo governo federal.

Inicialmente, a ideia apresentada pelo Executivo Municipal aos representantes do governo federal é um estudo de viabilidade da criação de um fundo imobiliário, em parceria com a União, que teria a prerrogativa da emissão de Certificados de Potencial Adicional de Construção (CEPACs). Os certificados seriam comercializados com o mercado sob a responsabilidade desse fundo a ser criado.  A intenção do governo municipal é levar desenvolvimento para a região onde está instalada a CeasaMinas e, em contrapartida, gerar recursos financeiros para o Município.

O que achou deste artigo?
Fechar

Saiba mais

Parceria ao governo federal para a municipalização da CeasaMinas
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter