Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Minas S/A

Mater Dei Betim

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
PUBLICADO EM Mon Jan 21 03:00:07 BRST 2019

Mater Dei Betim

Com a geração inicial de 500 empregos no Hospital Mater Dei Betim-Contagem, 80% deles são de Betim, na região metropolitana de BH, calcula o prefeito da cidade, Vittorio Medioli. “E o hospital poderá empregar mais de 2.300 pessoas. Estamos incentivando os cursos profissionalizantes na área de saúde para preencher esta demanda dos próximos anos”, comemora.

Expansão

Da mesma maneira que a Rede Mater Dei inaugurou, há quatro anos e meio a unidade Contorno, em BH, Henrique Salvador diz que o objetivo é continuar a expansão. “Até porque o setor de saúde passa por um momento em que é importante ter mais unidades pela questão da escala”, explica. O Mater Dei Betim-Contagem é a terceira unidade.

Catástrofe

Para o ano fiscal das prefeituras, o prefeito de Betim, Vittorio Medioli, tem máxima preocupação com a incerteza nos repasses constitucionais feitos pelo Estado: “Estamos vivendo uma catástrofe porque o não repasse do ICMS que se intensificou a partir de outubro, logo após as eleições, e que foi aumentando, gerou um rombo que é impossível a prefeitura preenchê-lo”. Em Betim, Medioli aponta um saldo com o Estado de R$ 214 milhões contabilizado até o dia 17/01, o que representa 15% do orçamento da prefeitura, ou seja, um mês e meio de funcionamento.

Apropriação indébita

Entretanto, a dívida com os municípios é ilegal, é apropriação indébita do Estado, afirma Vittorio Medioli. “Ele (Romeu Zema) diz que vai tentar corrigir isso porque o Estado não pode se socorrer com aquilo que é do município. Não é uma esmola que estamos pedindo, que seja respeitada a Constituição, o pacto federativo. Ele é fundamental para poder dar sustentação aos 853 municípios. Se não for respeitado o pacto federativo, aí é a falência de tudo”, prevê o prefeito.

Influência

FOTO: Sebrae Minas Gerais/Divulgação

Em 2018, o Sebrae Minas Gerais foi responsável por 1,063 milhão de atendimentos em todo o Estado. Minas Gerais tem 8,5 milhões de pequenos negócios que representam 98% do total de empresas e 52% dos empregos gerados. O novo presidente do conselho deliberativo do Sebrae Minas Gerais, Roberto Simões, planeja trabalhar mais com os sindicatos e com as cooperativas numa aproximação maior com o órgão.

FOTO: MDS Brasil/Divulgação

Medicina privada

O presidente da Rede Mater Dei, Henrique Salvador, conta que o hospital já tem 20 convênios com operadoras de planos de saúde. São 13 salas de cirurgia e o pronto-socorro pode atender até 1.500 pessoas por dia. “É um hospital que tende a absorver grande parte da demanda da medicina privada das regiões de Betim, Contagem, Oeste de Minas, Sul e Triângulo Mineiro”, calcula.

Nova Lima

O fundador do Mater Dei, José Salvador, garante que o sonho de fazer crescer a rede vai continuar. “Em Nova Lima ainda vamos construir. Não tem data, mas vamos fazer na área da antiga fábrica da Skol”, conta o executivo, referindo-se ao espaço na região metropolitana de Belo Horizonte.

Ajuda de Deus

FOTO: Edy Fernandes

Diante do desastre para todos os prefeitos, Vittorio Medioli conta que já conversou com o governador Romeu Zema para encontrar saídas. “O governador diz que está numa situação complicadíssima porque o Estado perdeu a capacidade de tomar empréstimos e o rombo que temos é em contas correntes. Para poder preenchê-los só com a ajuda do governo federal ou a ajuda de Deus”, avalia o prefeito de Betim.

O prefeito de Betim, Vittorio Medioli, contou que tem recebido pedidos de vários outros prefeitos da região para externar ao governador Romeu Zema os gravíssimos problemas das prefeituras devido à falta de repasses constitucionais pelo governo.

Sebrae Minas Gerais

O presidente do Sistema Faemg, Roberto Simões, foi empossado presidente do conselho deliberativo estadual do Sebrae Minas Gerais, para a gestão 2019/2023. A cada quatro anos, as entidades representativas dos setores da indústria, comércio e agronegócio se revezam à frente da instituição. Roberto Simões já ocupou o mesmo cargo de 2007 a 2010, e presidiu também o conselho deliberativo nacional do Sebrae, de 2011 a 2014.

MDS Minas

FOTO: MDS/Divulgação

A MDS Brasil – multinacional de corretagem de seguro e resseguro e consultoria de riscos – teve alta de 18% em receita em 2018. Para 2019, a projeção é seguir com esse ritmo de crescimento e a operação de Minas Gerais, inaugurada no ano passado, deverá ter um importante papel nesse desempenho.

A MDS Brasil nomeou Eduardo de Paranaguá para assumir a diretoria da operação em Minas Gerais. O executivo também responde pelos escritórios nos Estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul.

O que achou deste artigo?
Fechar

Mater Dei Betim
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter