Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Raquel Faria

Novo favorito

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
Fonte Normal
PUBLICADO EM Fri Sep 14 03:00:00 BRT 2018

Novo favorito

O novo Ibope trouxe mais nitidez à disputa do Senado. Agora, além de confirmar a liderança disparada da petista Dilma (28%), o instituto sinaliza a consolidação de um vice-líder na corrida: Carlos Viana (PHS), que se firma no 2º lugar ao pontuar 12% e abrir cinco pontos, acima da margem de erro, em relação aos dois concorrentes que vêm a seguir em 3º, empatados com 7%, Rodrigo Pacheco (DEM) e Dinis Pinheiro (SD). Na pesquisa anterior o jornalista havia marcado seis pontos de frente; a comparação dos levantamentos mostra que ele está mantendo sua vantagem na disputa. O que faz dele, por ora, um favorito para a segunda vaga de senador.

Sinal amarelo

O novo Ibope para o Senado caiu como uma ducha gelada nos comitês dos candidatos embolados a partir do 3º lugar. Em uma dessas campanhas, que se destaca pelo volume de propaganda e apoios, o clima foi descrito por fontes próximas como sendo de um nervosismo que beira o desespero.

FOTO: foto e legenda: Barbara Dutra/divugação

Rodrigo Lasmar e Mariana Pentanha

Mito da mala

Os pagamentos e transações em espécie celebrizaram a expressão “mala preta”. No sentido literal ou imaginário, seria uma pasta 007 cheia de notas. Mas, na realidade, os receptáculos mais usados para acomodar dinheiro são as sacolas ou mochilas e os sacos de papel pardo, desses de escritório ou mesmo de padaria. Aliás, muitos preferem saco de papel por ser acessível, prático, barato e não chamar atenção.

Mais um recorde

No melhor dos cenários, que é aquele projetado pelo mercado financeiro em seu relatório Focus, o Brasil crescerá 1,4% em 2018 depois de avançar apenas 1% em 2017. Nos dois anos governados inteiramente por Temer, a média de expansão do PIB será no máximo de 1,2% anual, a mais baixa desde o fim do regime militar. O menor índice até agora era de 1,3%, no governo Collor. Mais um recorde negativo do atual presidente.

Tem suporte

O desempenho nas pesquisas se reflete na campanha de Viana, que ganha adesões de peso. Ele já conta com o apoio do prefeito da capital, Alexandre Kalil, que é do seu partido, e de outras grandes cidades como Uberlândia e Betim. Agora, segundo aliados, está recebendo reforço da Igreja Universal, que deve mobilizar todos os meios e fiéis em favor da sua candidatura.

É a tendência

Outra leitura importante do último Ibope: os dados apontam tendência mais clara de 2º turno em Minas. Na nova pesquisa, Anastasia tem cinco pontos a menos que a soma dos seus adversários (31% a 36%). Na anterior, realizada pelo mesmo instituto no final de agosto, antes da propaganda na TV, o tucano empatava com os concorrentes: 24% a 24%. O comparativo das pesquisas mostra que Anastasia está crescendo: sete pontos a mais entre os dois levantamentos. Ocorre que os outros postulantes também avançam e com maior intensidade: mais 12 pontos no conjunto.

Teto furado

Pela lei, um candidato a deputado federal só pode gastar até R$2,5 milhões. Então, todos os postulantes apresentarão contas de campanha abaixo desse teto. Mas, correm soltas as queixas de candidatos sobre gastos excessivos de concorrentes. Dizem todas as línguas, más e boas, que há candidatos em Minas torrando mais de R$ 10 milhões por uma vaga na Câmara Federal. A maior parte da dinheirama é consumida em pagamentos a correligionários, muitas vezes em espécie, sem recibo ou testemunha.

Efeito facada

Predomina nos bastidores políticos a avaliação de que o ‘efeito facada’ nas intenções de voto de Bolsonaro se limitará ao crescimento já registrado nas pesquisas ao longo desta semana: até 4 pontos. Ou seja, a expectativa da maioria dos analistas é de que o seu índice se estabilize no pico verificado nos dias seguintes ao atentado. Mas, é bom frisar, trata-se de uma aposta, a ser confirmada ou não por novas pesquisas. O Datafolha está em campo.

O que achou deste artigo?
Fechar

Novo favorito
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório

Comentários (37)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter