Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Sabores do Mundo

À mesa nos festivais de inverno

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
PUBLICADO EM 04/07/15 - 03h00

Não é de hoje que os festivais de inverno em cidades do interior atraem muita gente. A programação é intensa, o foco é a cultura, o público universitário sempre foi o mais assíduo, e o clima de experimentação e descontração difere do clima cool dos festivais de cinema e gastronomia e da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip).

Festivais de inverno sempre combinaram mais com cozinhas de botecos e bons restaurantes simples. Não há foco em gastronomia elaborada, mesmo porque o dinheiro dos participantes muitas vezes é curto (com exceção do festival do Campos do Jordão, com preços da Suíça). Mas comer bem e com simplicidade pode ser muito bom quando se quer tirar férias de grandes experiências gastronômicas.

Se de um lado, no interior, o grande foco sempre foi a cozinha regional bem-feita, com produtos de raiz e cozinha tradicional, hoje novos e talentosos chefs trazem com qualidade sopros de modernidade e criatividade aos seus restaurantes em cardápios autorais. Nesse caso, custa mais caro, mas, para quem está disposto, vale a experiência.

Em Minas, o leque de cidades que sediarão festivais de inverno é grande, indo desde as históricas, como Ouro Preto, Mariana, São João Del Rei e Diamantina até outras, como Poços de Caldas e Itabira.

Estando em São João é inevitável a referência à gastronomia de Tiradentes. As novas referências na cidade são o Angatu, do chef Rodolfo Mayer, e o Pacco e Bacco, do chef Rafael Pires, disputando a preferência popular com o Entrepot du Vin, além do Empório Santo Antônio. Como as opções são muitas, há também o Hambúrguer do Zé, o Atelier da Cerveja, o tradicional bar do Celso e Seu Bartho Pizzaria.

Em Diamantina, fazem sucesso o Relicário Gastronomia, o Deguste, o Apocalipse, a Livraria Café Espaço B, o Al Arabe, o Sushi Barroco e o Garimpeiro, enquanto em Ouro Preto estão os Lanches do Baby, o Escada a Baixo, o Porão Cervejaria, e, para quem quiser um restaurante mais caro, o Pastifício Mama Roma.

Menos famosos

Fora do circuito das cidades históricas, em Itabira, o Filé de Gato é ponto certo no festival assim como o Restaurante Lili pelo preço e pela qualidade. Outras referências são o Bar do Helton, o Grill Gourmet, o Apricci, com pizzas e vinhos, e o Tratoria de Prima, referência como uma das melhores cozinhas da cidade.

Em Poços de Caldas, o hambúrguer do Dona Dulce Classic Burguer vai estar na pauta em conjunto com uma visita ao mercado municipal, Bar do Junior, Nina Bistrô, Pizza na Roça e Becco Gastronomia.

Os festivais de inverno estão entre as melhores tradições de Minas. Descontração, cultura, boa comida, cerveja e, felizmente, atualmente, conta também com ótimas opções para quem gosta de vinho.

O que achou deste artigo?
Fechar

À mesa nos festivais de inverno
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter