Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Super Histórias

Genilson não dava pontapé e atacante não fazia a festa

Enviar por e-mail
Imprimir
Aumentar letra
Diminur letra
sf
Equipe do fim da década de 80: Ademir, Balu, Vilmar, Genilson, Gilmar Francisco, Gomes; Robson, Vanderlei, Careca, Douglas e Edson
PUBLICADO EM 11/03/18 - 03h00

Genilson, 54, passou três anos nos juniores do Atlético e foi descartado. Lamentou o tempo perdido, mas um amigo o indicou ao Valério, e foi lá em Itabira que ele reencontrou Dawson Lawiola, com quem tinha trabalhado no Galo. Foi logo efetivado como titular e se tornou um dos melhores laterais, mesmo jogando no interior do Estado. Assim, foi contratado pelo Cruzeiro, inicialmente, por empréstimo, e depois em definitivo.

Por ter trabalhado com Sérgio Araújo no Atlético, Genilson sabia como marcá-lo e não dava espaço, sendo chamado de “Carrapato”. E Genilson não costumava dar pontapé. Não deixava o ponta fazer festa, mas marcando na lealdade.

Jogava um futebol simples e passava despercebido pelo torcedor, já que não fazia firula. Sempre foi um jogador regular e dificilmente ficava fora dos jogos. Marcou apenas um gol, em uma derrota de 2 a 1 para o América.

Curtia o bom ambiente entre os jogadores e não escapava das brincadeiras. Por causa da barba, Genilson era chamado de “Falcon”, um boneco que fazia muito sucesso com a criançada na época.

Reconhecimento. Genilson foi campeão mineiro em 1987 e valoriza todo seu histórico. Ele se lembra também de pessoas que o ajudaram em toda a carreira, como no início, no Valério. “Quando cheguei ao Valério, fui recebido pelo Eduardo Maluf, que era o supervisor do clube e me deu toda a atenção, me conduzindo até a moradia. Lembro também do presidente Olímpio Pires Guerra, dirigente muito sério.

Genilson cita bons treinadores com quem trabalhou: Ênio Andrade, Carlos Alberto Silva, João Avelino, Rui Guimarães, Jair Pereira, Formiga. Ele mantém contato com ex-colegas de time, como Geraldinho, Riva, Delio, Claudinho. E também faz contato com outros ex-jogadores, como Zelão, Jerry, Douglas, Careca, Robson e Hamilton.

O que achou deste artigo?
Fechar

Genilson não dava pontapé e atacante não fazia a festa
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização
Compartilhar usando o Facebook
ou conecte-se com

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar

Comentar com Facebook Comentar com Twitter