No Café com Política

Ciro Gomes ataca PT e Lula: 'Não podemos ser reféns. O rei está nu'

O vice-presidente do PDT rechaçou, ainda, uma futura chapa com Haddad, afirmando que o Partido dos Trabalhadores tem “natureza de escorpião

Por Da redação
Publicado em 22 de agosto de 2019 | 10:48
 
 
 

Não é de hoje que Ciro Gomes mostra-se contrário às ações do Partido dos Trabalhadores (PT). E, nesta quinta-feira (22), durante entrevista concedida ao Super N, da Rádio Super, o vice-presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT) voltou a atacar a legenda, outrora aliada.

Assista na íntegra:

Segundo ele, é preciso que Lula deixe de ser uma figura central e hegemônica dentro da sigla e do contexto político.

“O país não pode ficar refém do Lula, por mais amada e odiada que seja essa figura. O PT está encalacrado. Isso é uma questão trágica. Quase toda a executiva do PT responde por corrupção. Não é trivial. Vamos obrigar o brasileiro a ficar refém disso? Vamos perder as próximas cinco eleições se continuarmos assim. É meu dever dizer que o rei está nu. Ou seja, que o Brasil precisa procurar novas opções, novos projetos”, afirmou Ciro.

Pauta tem que avançar

Outrora aliado, sendo, inclusive, ministro da Integração Nacional durante o primeiro mandato de Lula, Ciro enfatizou que lamenta a situação atual do PT e do ex-presidente, afirmando que ele não pode ser abandonado, mas que a pauta precisa avançar. 

“Não comemoro (situação atual do PT). Não fico feliz. Não é agradável. Mas é um fato produzido pelo próprio PT e pelo Lula. Ele colocou em vigor a lei da Ficha Limpa, que determina cidadão que for condenado em segunda instância está proibido de participar de eleições. Ou entendemos isso ou o país ficará refém da figura popular, exuberante, amada e odiada. Mas o país está indo para o brejo. Não quero o Lula abandonado. É justa toda a expressão de seus aliados e advogados. Eu próprio condeno a conduta do (Sergio) Moro durante o processo. Mas não podemos ficar refém do Lula”, lamentou. 

Ao ser questionado sobre uma futura chapa com Haddad, Ciro rebateu dizendo que o PT é um escorpião, citando a fábula na qual o aracnídeo sobe nas costas de um sapo para atravessar um rio, mas o pica no meio do caminho, afirmando que essa é sua natureza e nada poderia fazer. 

“Não creio que seja provável. O PT tem a natureza do escorpião, como da fábula. A natureza do PT não é amar o brasil. É o poder pelo poder”, concluiu.

Notícias exclusivas e ilimitadas

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo profissional e de qualidade.

Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Fique bem informado!