Renata Abritta
Ao vivo
Super Conectado
Renata Abritta
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

João Vitor Cirilo

Um viva ao melhor vôlei do país

praia clube volei
Praia terminou fase de classificação na segunda posição, atrás do Minas | Foto: Ramon Bitencourt
PUBLICADO EM 10/04/19 - 03h00
João Vitor Cirilo
@supernoticiafm

A semana esportiva começou com uma grande notícia pra nós, mineiros e fãs do voleibol. Com vitórias incontestáveis e atuações quase impecáveis, Itambé-Minas e Dentil-Praia Clube confirmaram o favoritismo desenhado desde os primeiros passos na temporada e cravaram seus lugares na grande final da Superliga feminina de vôlei. Trata-se de um fato a ser bastante comemorado e exaltado com uma certeza: o nosso Estado é onde se joga o melhor vôlei do país.

Nos últimos anos, nós nos acostumamos a ver o Sada Cruzeiro atingir o posto de maior time de todos os tempos, com o domínio nos níveis estadual, nacional e internacional desde o início da década, tomando o protagonismo que um dia, também entre os homens, pertenceu ao tradicionalíssimo Minas Tênis Clube, que empilhou conquistas dos anos 1980 até a virada do século.

Na última temporada, o Praia Clube, que há alguns bons anos construiu um projeto sólido em Uberlândia e vem disputando, sequencialmente e sem interrupções, a principal divisão feminina, atingiu a glória ao conseguir seu primeiro título da elite nacional. Passávamos a ter, tanto no feminino quanto no masculino, a importante presença de equipes do nosso Estado no lugar mais alto do pódio.

Ainda faltava o retorno do Minas, que já foi elogiado neste espaço há algumas semanas. Até então, a equipe da Rua da Bahia era a única a ter conquistas nacionais e internacionais entre as mulheres – entre o início dos anos 1990 e a década de 2000 –, mas já fazia um longo tempo que sequer uma decisão era conquistada. Ao bater a equipe de Osasco na noite de segunda-feira, o Minas interrompeu uma sequência de 14 temporadas fora dos dois primeiros lugares e retomou seu protagonismo.

No elenco, comandado por um brilhante treinador, Stefano Lavarini, que me chamou a atenção desde sua chegada, a presença de uma levantadora diferente no atual cenário (Macris), uma oposta muito firme e regular (Bruna Honório), uma líbero que se posiciona entre as melhores do país há certo tempo (Leia), uma central espetacular que vive impressionante momento da carreira aos 37 anos (Carol Gattaz), e a melhor dupla de ponteiras do país e uma das melhores do mundo (Natália e Gabi). A montagem do elenco foi pensada neste momento para o alcance do topo.

Porém, do outro lado, está um igualmente brilhante Praia Clube, comandado por um treinador acostumado ao ambiente vencedor, o excelente Paulo Coco, ex-minastenista.

A quantidade de jogadoras de alto nível também chama a atenção. São nomes como a levantadora Carli Lloyd, a ponteira Fernanda Garay, a oposta Nicole Fawcett, a líbero Suelen e as centrais Carol e Fabiana.

Temos tudo para acompanhar grandes confrontos, em Uberlândia e na grande casa do voleibol no Estado, o Mineirinho, a partir do dia 21. Felizmente, uma decisão que será disputada em melhor de três jogos, sem bobagens como final única ou dois jogos definidos no injustificável “golden set”.

Fique ligado em nosso caderno SUPER FC e também na rádio Super 91,7 FM para acompanhar a melhor cobertura desta grande decisão.

comentários (1)

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar