Ao vivo
Madrugada Super
Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Leandro Cabido

Chegou a hora da Libertadores

PUBLICADO EM 05/02/19 - 03h00

Após uma edição ausente, o Atlético volta à Copa Libertadores. Pode não ser ainda a fase de grupos, mas começar a competição já encarando um uruguaio em Montevidéu não é lá das tarefas mais tranquilas. O Continental sempre representa uma pressão diferente para os clubes brasileiros, que se sentem numa obrigação de tentar vencê-la custe o que custar.

O Galo conseguiu fazer algumas boas exibições pelo Campeonato Mineiro, mostrando que pode se sobrepor ainda sem o entrosamento ideal. Claro, sabemos que o Estadual não é referencial, mas pelo menos a equipe está em condições de jogo para encarar um adversário que está longe da sua forma ideal.

O Danubio, que se garantiu por ter sido o maior pontuador na temporada 2018 no Uruguai, ainda não jogou oficialmente em 2019. A estreia será justamente contra os mineiros, no estádio do Defensor. Será um duelo entre um time com ritmo de jogoe outro que se preparou mais na pré-temporada.

Falar do Atlético neste momento pode ser um tanto quanto precipitado, mas já vemos algumas coisas boas neste time que não encantou ano passado. O técnico Levir Culpi tem mais opções para proteger a defesa. Aliás, a zaga também tem mais qualidade, trabalhando em cima de uma juventude que pode dar uma resposta à altura para o torcedor. Na frente, vemos que o time tem feito um bom papel diante dos adversários frágeis, e a dúvida é se isso vai colar a tempo de ter o resultado contra as equipes sul-americanas.

No último teste antes do desafio no estádio Luis Franzini, confirmou-se a capacidade do lateral-direito Guga, que teve ótimo desempenho diante do Guarani, no Independência. Sem dúvida, foi o jogador que mais me agradou nesse período curto.

Não posso deixar de cravar certo favoritismo atleticano, mesmo atuando em território adversário. A diferença orçamentária e de campeonatos domésticos é gritante. Porém, o Atlético está prestes a viver uma condição que só a Libertadores é capaz de proporcionar: criar dificuldades por ela mesma.

A transmissão da rádio Super 91,7 FM começa às 17h, com o Super FC 2ª Edição com participações direto do Uruguai. Na sequência, o Show de Esporte da Super contará comigo, Lélio Gustavo, Lohanna Lima, Roberto Abras e João Vitor Cirilo. O pós-jogo completo será pelas nossas redes sociais e também aplicativos. Conto com a sua audiência.

Super Bowl LIII

O sexto anel de Tom Brady com o Patriots coroou uma dinastia poucas vezes vivida no futebol americano. New England fez basicamente um jogo seguro contra o Los Angeles Rams, anotando um mísero touchdown para sacramentar o hexa. Para se ter uma ideia, o TD levou três quartos e meio para acontecer, o que chamou muito a atenção devido à capacidade técnica não só de Brady, mas também de Jared Goff, do Rams. No fim, prevaleceram a experiência e o trabalho da franquia que não se cansa de jogar grandes decisões. Certamente, junto com seu quarterback, o head coach Bill Belichick forma uma das maiores duplas da história do esporte mundial.

Enviar Comentário

Li e aceito os termos de utilização

ATENÇÃO

Cadastre-se para poder comentar