Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Juntar forças

Em entrevista à TV Coelho, Salum fala em união da torcida com o time

Mandatário disse que entende insatisfação dos torcedores, mas lembrou as dificuldades vividas pelo clube na temporada

Marcus Salum cobrou união dos torcedores para ajudar o América na reta final do Brasileirão
Marcus Salum cobrou união dos torcedores para ajudar o América na reta final do Brasileirão | Foto: CHARLES SILVA DUARTE/O TEMPO
Publicado em 07/11/18 - 15h12
Antônio Anderson
@supernoticiafm

Em entrevista a TV Coelho nesta quarta-feira (7) o presidente do América, Marcus Salum, comentou sobre as cobranças que o clube vem recebendo por parte da torcida por causa do desempenho do time no Campeonato Brasileiro.

O alviverde terminou a 32ª rodada na zona de rebaixamento e deve precisar matematicamente de 11 dos 18 pontos que ainda vai disputar pela competição para não voltar a disputar a Série B na próxima temporada.

“Ao longo dos últimos dias temos recebido muitas manifestações do torcedores. Seja de apoio, mais agressivas e até para pedir mudanças. O torcedor está no papel dele e nós estamos trabalhando para tomar as decisões que entendemos como as mais corretas”, destacou Marcus Salum, que lembrou o trabalho desenvolvido pela diretoria desde a temporada passada.

“Começamos este trabalho em 2017. O nosso treinador era o Enderson Moreira, que fez todo o projeto para 2017 e 2018”, disse o presidente. “Fomos campeões brasileiros da Série B no ano passado e neste ano sofremos todo tipo de problemas. Perdemos jogadores importantes e até o próprio treinador (Enderson Moreira se transferiu para o Bahia). Trouxemos o Adílson Batista e conseguimos fazer um bom campeonato ficando apenas uma vez na zona de rebaixamento (na 14ª rodada). Agora, estamos passando pela mesma dificuldade outra vez. Mas, é preciso acreditar e abraçar o nosso time”, declarou Salum.

O presidente americano entende que é impossível agradar todo mundo e atender as ações que cada torcedor quer para que a equipe supere este momento de dificuldade.

“Estamos tentando fazer o que é melhor para o América. Neste ano contratamos treinador e jogadores de nível de Série A. O que acontece é que existe uma diferença de orçamento muito grande. O América está entre os três piores orçamentos do Brasil e só vamos mudar quando tivemos um orçamento melhor, com mais condições de trabalho”, ressaltou o dirigente, que lembrou ainda das ações desenvolvidos pelo clube para a torcida nos jogos do América na Arena Independência.

“Pela primeira vez nos clássicos com Atlético e Cruzeiro as torcidas deles ficaram na parte de cima do estádio, que foi na maioria nosso. Foi assim também contra Flamengo, Corinthians e Palmeiras”, lembrou o mandatário, que aproveitou para convocar a torcida para ajudar o América nos jogos restantes pelo Campeonato Brasileiro.

“Criamos uma expectativa maior devido a este planejamento do que estamos conseguindo até agora, e a torcida está frustrada. Eu entendo e digo que a diretoria também está, mas não vamos conseguir sair desta situação sem união”, declarou Marcus Salum.

“Meu recado para o nosso torcedor é que precisamos dele nestes seis jogos restantes pelo Campeonato Brasileiro. Esta resta final vai ser duríssima e sem a nossa torcida será ainda mais difícil. Mesmo que o nosso treinador não seja o do coração de vocês, mesmo que a equipe não esteja sendo escalada da forma como vocês desejam, precisamos de todos no campo dando apoio para os nossos jogadores. Nós acreditamos que podemos ficar na Série A e queremos que vocês também acreditem. Trabalho e empenho não vão faltar”, ressaltou o dirigente americano.

Compartilhar:
Enviar por e-mail
Imprimir
avatar
Li e aceito os termos de utilização
Cadastre-se para poder comentar
Fechar

Juntar forças

Em entrevista à TV Coelho, Salum fala em união da torcida com o time
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório