Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Desaparecida na rodoviária

Homem confessa assassinato e diz que levou restos de mulher em caixa

Em depoimento à polícia, ele informou que ofereceu emprego a vítima como caseira; Marta desapareceu no dia 17 de setembro após sair do terminal rodoviário de BH

Capturar.jpg
Marta foi vista na rodoviária
Publicado em 11/10/18 - 18h23
Letícia Fontes

Os possíveis restos mortais de Marta Soares da Fonseca, de 41, que desapareceu no dia 17 de setembro após sair do terminal rodoviário de Belo Horizonte, foram encontrados em Contagem, próximo à região do Ceasa. De acordo com a Policia Civil, o suspeito, de 45 anos, confessou o crime e relatou à polícia que ofereceu um emprego à vítima, que estava desempregada, para atraí-la até o local do fato. Ele foi preso nessa terça (9).

Segundo a chefe de divisão da pessoa desaparecida, Maria Alice Faria, em depoimento à polícia, o homem informou que ofereceu uma oportunidade de emprego como caseira de um sítio. Como a renda da vítima era proveniente da pensão dos filhos e do Bolsa Família, ela teria demonstrado o interesse na oportunidade de trabalho e seguido o suspeito.

Ao chegar ao sítio, que na realidade não existe, Marta suspeitou da situação e teria começado a gritar por socorro. “Naquele momento ele disse que desesperou e acabou dando o que chamou de 'gogó', asfixiando-a”, explicou a delegada.

Cerca de três dias depois do crime, o suspeito retornou ao local para enterra o corpo, mas devido ao mau cheiro, jogou algumas madeiras por cima do corpo e ateou fogo. Segundo a Polícia Civil, logo depois o homem , distribuiu os restos mortais em sacos de lixo, os colocou em caixas, pegou um ônibus e as deixou em uma área próxima ao Ceasa.

De acordo com Maria Alice Faria, chefe de divisão da pessoa desaparecida, o suspeito deu declarações desconexas. Segundo a Polícia Civil, o homem teria passagens pela polícia e passagens pelo sistema prisional, mas não especificou qual crime teria o suspeito cometido. Segundo a delegada, o homem negou que manteve relações sexuais com a vítima, contudo, afirmou que levou a mulher ao local na expectativa que “rolasse um clima”. “Antes dela, ele abordou uma outra pessoa, então, foi uma vítima aleatória”, afirmou a delegada, que investiga se o homem teria feito outras vítimas.

Preso

O suspeito está preso deste a última terça-feira (10). Após denúncias anônimas, militares chegaram a um imóvel na Vila Cristina, em Betim, na região metropolitana. O homem tentou fugir pulando muros de várias casas, mas foi localizado em uma mata às margens da Via Expressa. O homem responderá por homicídio e ocultação de cadáver.

Compartilhar:
Enviar por e-mail
Imprimir
avatar
Li e aceito os termos de utilização
Cadastre-se para poder comentar
Fechar

Desaparecida na rodoviária

Homem confessa assassinato e diz que levou restos de mulher em caixa
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório