Recuperar Senha
Fechar
Entrar

Brasileirão

Furar retranca é maior desafio

Cruzeiro encara o Paraná Clube fora de casa, mas deve ter a iniciativa de buscar o jogo para tentar mais três pontos

raniel
Para o atacante Raniel, o Cruzeiro precisa melhorar a pontaria, que foi uma das principais deficiências do time celeste nos últimos jogos pelo Campeonato Brasileiro | Foto: Douglas Magno/O Tempo
Publicado em 13/06/18 - 08h00
Daniel Ottoni

Depois de dois jogos sem vencer, o Cruzeiro vê uma boa chance aparecer na noite desta quarta-feira (13), na última rodada do Campeonato Brasileiro antes da pausa para a Copa. Qual time não gostaria de enfrentar o vice-lanterna para somar pontos e terminar as 12 primeiras rodadas em uma posição mais alta? O desejo de muitos aparece para o time comandado pelo técnico Mano Menezes, que encara o Paraná às 19h30, em Curitiba.

Na teoria, um jogo diante de um adversário que venceu apenas dois dos 11 jogos é favorável. Mas na prática o Cruzeiro sabe bem que as coisas serão complicadas nesta quarta-feira. Enfrentar oponentes que não vivem bom momento não é sinônimo líquido e certo de vitórias. O passado recente comprova isso, nas apresentações contra Vasco (empate em casa) e Chapecoense (derrota em Santa Catarina).

Situação parecida acontecerá para o time celeste, que terá pela frente, novamente, um adversário que não deve ter a proposta de sair para o jogo. As características de Vasco e Chapecoense se assemelham, e foi diante de posturas como essa que o Cruzeiro teve dificuldades para sair de campo com a vitória. “É sempre mais difícil quando você encara times que se fecham bem e não saem tanto para o jogo. O espaço fica limitado, e a articulação precisa ser muito bem-feita nessa criação de jogadas. Precisamos sobressair diante dessas dificuldades que são impostas. Os outros times se defendem todo no seu campo e dificultam bastante”, comenta o goleiro Fábio.

Tabela. A apenas três pontos do vice-líder Atlético, o Cruzeiro sabe como as coisas podem mudar para melhor na tabela em caso de um triunfo. “Contra o Vasco, ficou faltando acertarmos a pontaria, ter mais precisão no último passe. Precisaremos de calma e tranquilidade para que a história seja diferente contra o Paraná”, sugere o atacante Raniel.

“Precisamos manter a regularidade, não perder pontos bobos, tanto dentro como fora de casa”, completou o atacante.

Compartilhar:
Enviar por e-mail
Imprimir
avatar
Li e aceito os termos de utilização
Cadastre-se para poder comentar
Fechar

Brasileirão

Furar retranca é maior desafio
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório