Compartilhar:
Enviar por e-mail
Imprimir
Rádio Super
avatar
Li e aceito os termos de utilização
Cadastre-se para poder comentar
Fechar

MACHISTA?

'A masculinidade faz do mundo um lugar mais seguro', diz Juliano Cazarré
Caracteres restantes: 300
* Estes campos são de preenchimento obrigatório
carregando
Log View

Menina nem te conto

Dia dos Pais: atores contam como paternidade na ficção os ajudou na vida real

Dia dos Pais: atores contam como paternidade na ficção os ajudou na vida real

O Dia dos Pais será muito especial para os atores Malvino Salvador, de 44 anos, Lucio Mauro Filho, de 46, Hélio de la Peña, de 61, e Caco Ciocler, de 48. Atualmente, todos eles estão no ar em novelas da Globo. Com exceção de Ciocler, os outros três têm "filhos de mentirinha" na dramaturgia. Os artistas são categóricos em dizer que seus papéis como pais na ficção os ajudaram a ser pais melhores e a entender as demandas e os anseios dos filhos.

Em "Fina Estampa", Malvino interpreta Quinzé, pai de Quinzinho (Gabriel Pelícia), que em 2011, ano original da trama, tinha apenas quatro anos. Hoje o ator mirim tem 13. A relação entre Malvino e Pelícia foi tão forte naquela ocasião que o contato com o garoto nos bastidores ajudou a formar a conduta do ator como pai fora da TV. Hoje ele tem três meninas e aguarda a chegada do primeiro menino.

"Na época eu tinha só a Sofia. Com ele (Quinzinho), eu consegui ter mais percepção de tudo e acessar emoções mais genuínas. Estreitei a relação com ele de um modo que só de olhar a gente já se entendia", relembra o ator.

Malvino recorda o dia em que sua filha Sofia deu um depoimento sobre ele em um quadro do "Domingão do Faustão", na época da exibição da novela, e Pelícia ficou com ciúmes. "A mãe do Gabriel me falou que ele ficou desesperado de ciúme como se ele fosse meu filho mesmo", conta.

Casado com a campeã de Jiu-Jitsu Kyra Gracie, grávida de um menino, Salvador diz que o Dia dos Pais terá festa, bolo e alegria. Ele também revela que não pretende ter mais filhos: "Chega, acabou. No carro não cabe mais ninguém", diverte-se ao revelar que nenhuma das quatro gestações foram planejadas. "Com essa pandemia, a tabelinha atrasou tudo e o meninão está chegando. Queria uma família grande, mas nenhum deles foi pensado."

Pai Hélio de la Peña 

O filho mais velho de Hélio de la Peña nasceu em 1992, quando o ator fazia sucesso no extinto "Casseta e Planeta". E essa coincidência fez com que o menino, hoje com 28 anos, tivesse a impressão de que todos os outros pais de seus amigos também "morassem dentro da TV".

Peña lembra que ser pai é complicado, é preciso muita calma. E diz que se ele pudesse dar um conselho seria: "Tenha primeiro o segundo filho, depois tenha o primeiro". Hoje, o ator tem três filhos e diz que o mais velho deixou a casa há alguns anos, mas que mora perto. "Moro com dois dos três. Domingo tem almoço. Aprendi a cozinhar nessa quarentena e vou fazer algo legal", adianta o ator.

Intérprete do advogado Zé Pedro em "Totalmente Demais", exibida originalmente em 2015, Peña diz que a convivência com seus filhos na trama, um casal de pré-adolescentes, o ajudou a conduzir as coisas na vida real. "Tinha dois filhos de mentirinha, uma relação amorosa. Tinha curiosidade autêntica da vida deles fora da TV. Torço por eles até hoje, só não dou mesada", afirma o ator, aos risos.

Pai Lúcio Mauro Filho

A identificação entre ficção e realidade foi ainda mais forte com Lucio Mauro Filho. Lucinho é pai de dois adolescentes de 16 e 15 anos, além de Liz, de dois anos e meio. "Ela nasceu na troca do diu (método contraceptivo). O médico disse que tínhamos de ficar 40 dias sem transar. Imaginei que, por estarmos há 20 anos casados, seria de boa. E olha quem chegou", diz o ator, aos risos. "Liz é a alegria da família."

O ator está na reprise de "Malhação: Viva a Diferença", em que interpreta Roney, pai de Keyla (Gabriela Medvedovski), uma jovem cheia de dramas e preocupações típicas da idade. Ele conta que o personagem, escrito por Cao Hamburger, serviu como uma aula: "Foi uma experiência além das artes".

"Minha filha Luiza estava com 12 anos. Através da dramaturgia, havia várias lições. Foi legal porque foi didático, meus filhos estavam chegando à adolescência", diz Lucio Mauro Filho, ao recordar que usava as experiências vividas na trama dentro de casa, e vice-versa.

"Não só a bagagem da TV eu usei dentro de casa, com meus dois filhos, como levei muito da relação da minha filha real para a da ficção, a Gabi de 'Malhação'", acrescenta. Hoje em dia, Gabi é como se fosse uma irmã mais velha de Luiza, filha de Lucio Mauro.
"E foi engraçado. Quando acabou 'A Grande Família' (2014), eu pensei que eu já iria pular de filho para avô, sem passar pelos personagens que se tornam pai. E quando fiz 'Malhação', o Cao me deu Roney, que era pai e depois se tornou avô", comemora Lucinho. Na história, Keyla, aos 17 anos, tem um filho dentro de um vagão do metrô.

Pai Caco Ciocler

Dos atores, o único personagem que não é pai na atual história é o médico Peter, de "Novo Mundo", vivido por Caco Ciocler. Mas ele já viveu alguns pais na ficção, como o playboy Edgar, de "Segundo Sol" (2017). "Usamos memória emotiva, um truque no qual pensamos em coisas tristes quando precisamos chorar. Depois que eu virei pai, acessar algumas emoções ficou mais fácil", afirma.

Com 24 anos, Ciocler se tornou pai de Bruno, hoje com 23 anos, e, em 2019, aos 46 anos, tornou-se avô de Elis. "Desde que ele nasceu virei um ator melhor. Bruno me ensinou sobre o tamanho de um amor por um filho, uma saudade. Fui pai novo, então ele virou pré-adolescente rápido. Hoje ele que é meu pai praticamente."

"O contato com a minha neta é só virtual. Triste é vê-la entendendo o mundo através do celular. Para ela a família vive dentro daquele aparelhinho", acrescenta o ator, que diz que irá para São Paulo para ver seu pai. "Estou esperando meu filho dizer que quer vir me ver, mas sei que ele não virá pela pandemia. Acho que eu vou atrás do meu pai em São Paulo."

O ator mudou-se recentemente para o Rio de Janeiro, onde mora com a atual namorada. "Tinha acabado de deixar o meu apartamento um brinco, e me mudei. Vou aproveitar para visitar minha antiga moradia também", diz o ator, aos risos, ao falar sobre a ida para São Paulo.

Ciocler afirma ainda que tem revivido à paternidade com o filho de oito anos de sua namorada. "Matando a saudade de quando eu era jovem e preocupado. Estou curtindo ele mais do que ele próprio.

Marcelo Adnet negocia compra de mansão avaliada em R$ 4 milhões

Marcelo Adnet negocia compra de mansão avaliada em R$ 4 milhões

Marcelo Adnet, de 38 anos, quer comprar uma casa maior agora que sua família está crescendo. A mulher do humorista, Patrícia Cardoso, está grávida de 24 semanas da primeira filha do casal. Ela anunciou a gestação no fim de julho por meio de uma postagem no Instagram: "Só sei que a cada dia que passa te amamos mais, minha filha. Obrigada, vida".

O humorista estaria negociando a compra da mansão da atriz Danielle Winits, no Itanhangá, na Zona Oeste do Rio, para onde ele pretende se mudar em breve. De acordo com informações do jornal  "Extra", o imóvel, avaliado em cerca de R$ 4 milhões, fica no mesmo condomínio de luxo onde moram outros famosos, como os casais Daniel de Oliveira e Sophie Charlotte, e Thaila Ayala e Renato Góes.

A propriedade, que pertence a Danielle desde 2011, tem dois andares, piscina e um amplo terreno. Ela se mudou para lá logo depois de seu casamento com o ator Jonatas Faro, pai de Guy, filho caçula da atriz. A mansão também foi palco da festa de casamento dos dois e já foi usada como cenário para ensaios fotográficos feitos por Danielle.

Adnet e Patrícia estão juntos desde junho de 2017. Antes, ele foi casado por seis anos com a humorista Dani Calabresa. Eles anunciaram a separação em abril de 2017, após o humorista ter supostamente traído a comediante pela segunda vez em menos de três anos. Na primeira vez, ele foi flagrado beijando uma mulher em uma das avenidas mais movimentadas do bairro do Leblon, no Rio de Janeiro, e se desculpou pelo ato. Já a outra história Adnet negou que tenha acontecido.

Zeca Pagodinho sobre a live no Dia dos Pais: 'Tem gente com saudades de shows'

Zeca Pagodinho sobre a live no Dia dos Pais: 'Tem gente com saudades de shows'

Logo depois que seu show "Mais Feliz" foi interrompido por causa da pandemia do novo coronavírus, Zeca Pagodinho deu um jeito de continuar se apresentando. Mesmo não sendo fã das redes sociais, o cantor de 61 anos fez uma live bastante elogiada no Dia das Mães, e se prepara para, neste domingo (9), às 17h, homenagear os pais.

"O show foi muito bem montado", afirma ele, garantindo sucessos no repertório, como "Quando Eu Contar (Iaiá)", "Coração em Desalinho" e, claro, "Mais Feliz". "São músicas que precisam estar lá, se não o público reclama". A intenção é que, com a live via YouTube, ele ajude mais pessoas a permanecerem em casa - "até porque tem muita gente com saudades de shows".

O músico passa a quarentena com a mulher, Mônica da Silva, em Xerém, em Duque de Caxias, no Rio de Janeiro, depois de "não aguentar mais" ficar em seu apartamento na Barra da Tijuca. Trocou o confinamento após três meses em um prédio pelo vasto quintal e o contato com os animais - especialmente cavalos e cães que, segundo ele, perturbam desde a hora que ele acorda, até quando vai dormir. "Se eu tivesse uma corda vocal assim, faria dez shows por dia. Eles não ficam roucos nunca", diz, entre um "shiu" e outro para os animais.

Em sua casa, Zeca opta pelos DVDs às lives, e tem lido livros como sua própria biografia. "Eu me lembro de muitas coisas, pessoas que já morreram. Dá saudades. É esquisito, mas é o que a gente tem para fazer." No restante do tempo, ele brinca no quintal e dá voltas de quadriciclo com sua filha, Duda, de 16 anos, e os netos, Catarina, de 5, e Noah, de 10 - este último, de quem ele se considera um "pai-avô".

Das redes sociais, ele nem chega perto. Quem atualiza as informações em seu perfil no Twitter e Instagram é sua assessoria de imprensa. "Não gosto disso não. Gosto é de ver as pessoas. Não abro, nem sei mexer. Meu telefone é para ligar e atender. E tirar uma foto dos netos, dos cavalos... Mais nada", garante ele.

"É legal saber (pelas redes sociais) que a gente é bem querido. Mas não me preocupo com essas redes não. Me preocupo com a saúde dos meus filhos, dos meus amigos... Isso sim", acrescenta.

As notícias em jornais, Zeca diz que só lê de vez em quando. "É muita notícia ruim. Muito feminicídio, violência sexual contra criança... Que coisa horrível, Deus que nos perdoe. Parece o fim do mundo", afirma, lembrando ainda do anúncio de adiamento do Carnaval 2021. "Eu nunca passei por isso."

O único assunto que o interessaria neste momento, diz o músico, seria o da descoberta de uma vacina eficiente para o coronavírus. Ele anseia pelos shows e contato com o público, e afirma que a pandemia tem atrapalhado a criatividade "de todo mundo". "Está todo mundo triste, dentro de casa. Vou fazer música de que, de pandemia?", ironiza.

Ciente de que precisa esperar pela cura, especialmente considerando sua idade e seu quadro de diabetes, Zeca diz que só o resta aguardar. Perguntado sobre a primeira coisa que quer fazer quando essa realidade chegar, ele já tem múltiplas respostas na ponta da língua: "É cortar o cabelo, fazer minhas unhas, ir aos restaurantes que costumo ir, tomar uma boa cerveja, conversar com meus amigos, abraçar todo mundo e ir à praia."

Luccas Neto anuncia que vai ser pai pela primeira vez

Luccas Neto anuncia que vai ser pai pela primeira vez

Luccas Neto, de 28 anos, vai ser papai pela primeira vez! O youtuber e empresário contou, nas redes sociais, que a namorada dele, Jéssica Diehl, está grávida do primeiro filho do casal.

“É com muita emoção que venho dizer para vocês que eu vou ser papai e a Jessi mamãe! Podem gritar daí que eu grito daqui! Hoje é o meu dia! Eu vou ser pai!”, escreveu ele, no Instagram, neste domingo (9), Dia dos Pais,, ao compartilhar uma foto ao lado de Jéssica - na imagem, ela segura uma imagem do ultrassom da criança.

 

Ele, entretanto, não informou de quantos meses a namorada está grávida. “Em breve voltaremos aqui com mais notícias. Obrigado por todo o carinho de vocês, estamos vivendo um mundo de magia e fantasia na vida real”, escreveu ele. “Construir a minha família sempre foi o maior sonho da minha vida”, afirmou o youtuber. 

Considerado o maior comunicador infantil do país na atualidade, Luccas é dono de um dos maiores canais brasileiros na plataforma de vídeos - já são mais de 31 milhões de inscritos -, com produtos que vão além da internet. 

Criador do Aventureiro Azul e de mais 38 personagens, o comunicador, por meio de sua empresa, possui mais de 50 produtos licenciados no mercado (incluindo um boneco que leva o nome dele); seis filmes para as plataformas digitais (o mais recente é “Luccas Neto em: O Hotel Mágico”); e shows pelo Brasil, com ingressos esgotados em mais de 100 cidades. “Batemos recordes, como por exemplo, com os livros que já venderam 2 milhões de exemplares”, comemorou Luccas, em entrevista ao O Tempo, em julho, referindo-se aos nove títulos que já lançou. 

Lives do Dia dos Pais: Fábio Jr, Zeca Pagodinho e mais shows deste domingo (9)

Lives do Dia dos Pais: Fábio Jr, Zeca Pagodinho e mais shows deste domingo (9)

O Dia dos Pais, celebrado neste domingo (9), também será de muita música. Vários artistas farão lives especiais, em homenagear a data. 

Fábio Jr. é um dos destaques da programação. Ele fará uma apresentação que será transmitida pela Band e também pelo canal dele no YouTube. A live, marcada para começar as 15h45, trará no repertório canções como Alma Gêmea”, “Caça e Caçador”, “Só Você” e, claro, “Pai”. “Vai ser legal pra caramba! Fiquem ligados!”, adiantou o cantor.

Zeca Pagodinho é presença garantida neste domingo. Ele fará uma transmissão online, pelo YouTube, marcada para começar às 17h. Mais cedo, às 14h, o samba vai rolar com Xande de Pilares. Alguns membros da família, "devidamente mascarados", estarão na laje da casa de um familiar do cantor, que foi adaptada para ser o palco da live. Mas os dois filhos, de 20 e 21 anos, não estarão perto do pai. "Só vão ficar de casa. Só quando tiver vacina. Essa impressão de que está tudo bem é perigosa", afirmou Xande.

Confira a agenda de lives deste domingo:

  • César Menotti e Fabiano

Horário: 13h30 

Onde: YouTube

  • Xande de Pilares

Horário: 14h 

Onde: YouTube 

  • Blitz 

Horário: 15h 

Onde: YouTube 

  • Daniel

Horário: 15h

Onde: YouTube

  • Parangolé

Horário: 15h

Onde: YouTube

  • Fábio Jr.

Horário: 15h45

Onde: YouTube e Band

  • Zeca Pagodinho

Horário: 17h

Onde: YouTube

  • Nando Reis e seus filhos

Horário: 18h

Onde: YouTube

  • Flávio Venturini (Em Casa Com Sesc)

Horário: 19h

Onde: YouTube 

  • João Suplicy e Eduardo Suplicy (Casa Natura Musical)

Horário: 19h

Onde: Instagram

 

Regina Duarte diz a amigos próximos que quer voltar a fazer novelas na Globo

Regina Duarte diz a amigos próximos que quer voltar a fazer novelas na Globo

 A atriz Regina Duarte tem afirmado a pessoas mais próximas que gostaria de voltar a fazer novelas na Globo. De acordo com o colunista Ricardo Feltrin, do site UOL, ela tem sinalizado a intenção a amigos atores. E a pelo menos uma autora da emissora ela teria dito que aceitaria um papel num projeto futuro, caso fosse convidada. 

Depois de mais de 50 anos na Globo, a atriz encerrou seu contrato com a emissora para comandar a Secretaria Especial da Cultura do governo Jair Bolsonaro. Ela assumiu o posto em 4 de março, para deixá-lo pouco mais de dois meses depois, em 20 de maio. Aos mais próximos ela diz não se arrepender de nada.

Segundo Feltrin, a artista não tem as portas fechadas na emissora dos Marinho. Portanto, a possibilidade de uma volta existe. 

 

 

Marcos Palmeira e a vida, sem pressa, na lida no campo

Marcos Palmeira e a vida, sem pressa, na lida no campo

Na novela "Renascer", de Benedito Ruy Barbosa, exibida pela primeira vez em 1993, o ator Marcos Palmeira era João Pedro, o filho rejeitado do coronel José Inocêncio, papel de Antonio Fagundes. Sem o título de "doutor" ostentado pelos irmãos, João se dedicava à lida na fazenda de cacau do pai, na Bahia. Matuto, vivia com o facão na cintura, cuidando da plantação.

O personagem parecia mais um caso de ficção na carreira do ator carioca, nascido na zona sul do Rio de Janeiro, em uma família ligada à cultura - ele é filho do produtor e cineasta Zelito Viana e sobrinho do ator e humorista Chico Anysio (1931-2012). Mas, sem clichê algum, a vida imitou a arte, e Palmeira acabou se aproximando das questões do campo: há 23 anos, é proprietário do Vale das Palmeiras, fazenda de 220 hectares em Teresópolis, na região serrana do Rio de Janeiro, na qual produz hortaliças "e laticínios orgânicos.

A primeira tentativa do ator em se dedicar a uma propriedade rural foi nos anos 1990, quando partiu para a Bahia para cuidar da fazenda Cabana da Ponte, em Itororó, no sudeste do Estado, de seu avô materno, Sinval Palmeira, advogado e deputado cassado pela ditadura militar de 1964. Na época, a plantação de cacau sofria com a vassoura-de-bruxa, uma praga capaz de produzir perdas severas na colheita - fato retratado também em "Renascer".

"Sempre me senti muito carioca, mas eu era mais da experiência, das idas à floresta do que da academia. E, por coincidência, ao longo da carreira, me chamaram para fazer personagens ligados ao mato, à terra. Lembro que aprendi muito com o João Pedro, inclusive sobre a vassoura-de-bruxa. Por diferenças familiares, não consegui implementar o que eu queria na fazenda do meu avô", diz Palmeira, em entrevista por telefone ao "Estadão", diretamente da "roça" em Teresópolis, onde passa a quarentena.

Foi então que ele juntou as economias e encontrou a propriedade na qual instalou o Vale das Palmeiras que, na época, produzia apenas hortaliças. Animado com o que via brotar no chão, distribuía a produção para amigos e família. Mas algo lhe parecia estranho: os funcionários não consumiam as verduras. "Fui perguntar o motivo e eles me disseram que o solo estava cheio de veneno (agrotóxicos)."

O ator, então, juntamente com o amigo Rildo de Oliveira Gomes, que ele trouxe da Bahia (e que acabou morto em um assalto anos depois), resolveu conhecer os conceitos de agricultura orgânica e da agrofloresta. Fizeram da propriedade um celeiro de alimentos saudáveis, com o solo recuperado em cerca de um ano e meio. "Não sou radical, como carne, inclusive, mas defendo uma alimentação mais saudável, com produtos feitos sem produtos químicos em sua origem. Até porque eu achava que me alimentava superbem, mas, na verdade, não era bem isso", diz Palmeira.

Atualmente, o foco do Vale das Palmeiras é o laticínio orgânicos, com 40 hectares dedicados à produção, 11 funcionários diretos, 120 cabeças de gado - 38 delas dando 600 litros de leite por dia. Entre os produtos, estão os iogurtes, queijos tipos cottage e minas frescal e a ricota. O gado é tratado com homeopatia. A mastite - inflamação das mamas das vacas -, com banhos de óleos, como o de copaíba.

A produção até poderia ser maior, mas Palmeira confessa que não é ele quem manda nisso. "Aqui é a vaca quem 'diz' se está bom, se a quantidade é essa mesma. Os animais são respeitados", afirma o ator, que faz parcerias com pequenos produtores para, por exemplo, o fornecimento dos morangos para o iogurte ou para o mel que leva sua marca. Há ainda o chocolate, feito com cacau orgânico, vindo da fazenda de seu avô, que agora é tocada por seu pai, Zelito, que, inspirado pelo filho, adotou a produção sustentável por lá.

Durante a quarentena, Palmeira tem estado mais perto da produção e viu as vendas, feitas por e-commerce, crescerem 20% neste período - de fato, dados da Associação de Promoção dos Orgânicos (Organis) mostram que a procura por orgânicos no varejo cresceu 50% no primeiro semestre do ano.

Sustentabilidade

"As pessoas estão mais preocupadas com uma vida mais saudável, com a imunidade. É uma boa hora para pensarmos nessas questões. A pandemia nos mostrou que o futuro é agora", diz. As hortaliças e os queijos são distribuídos em Teresópolis e em alguns pontos no Rio de Janeiro - o selo de laticínios da fazenda tem abrangência estadual.

Palmeira, que já teve uma loja física no Leblon por cinco anos, fechada em 2018, busca parcerias para que seus produtos cheguem a outros Estados. "Queria muito tentar ter novamente um ponto físico, mas, depois da pandemia, fico pensando se compensa, se as pessoas não vão preferir, daqui para frente, comprar tudo pela internet."

Atuante no setor (ele faz parte do conselho do Instituto Brasil Orgânico, que tem como vice-presidente a apresentadora Bela Gil), ele vê com preocupação as notícias de liberação de registros de agrotóxicos por parte do Ministério da Agricultura. "Nos anos 1950, já existia o discurso de que era preciso usar agrotóxico para que a produção aumentasse, para evitar a fome. Passado todo esse tempo, nós ainda vemos a fome pelo mundo. Ou seja, não é esse o movimento correto. O ideal seria o investimento na agricultura familiar, mas isso não acontecerá nesse governo", diz, em defesa da economia sustentável.

O aumento do desmatamento e das queimadas na região amazônica também preocupa o ator, que, aos 16 anos, viveu por dois meses na aldeia indígena São Marcos (MT), habitada por xavantes - dados divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) no dia 1º de agosto mostram que o mês de julho fechou com uma alta de 28% no total de focos de incêndio na floresta, em comparação com o mesmo mês do ano passado. "O governo passa a mensagem de que tudo é permitido. Os índios deveriam ser tratados a pão de ló, são eles que ajudam a preservar a floresta "

Sobre os preços dos produtos orgânicos, geralmente acima dos não certificados como tal, Palmeira diz que a produção, por todos os cuidados, é cara e menos competitiva. Além disso, segundo ele, faltam incentivos e linhas de créditos para os pequenos produtores. Ele aconselha que os consumidores procurem feiras que vendam produtos exclusivamente orgânicos e que peçam para ver o certificado. "Já estamos acostumados a mostrar. Isso leva confiança para quem compra."

Enquanto o mundo não volta ao normal, Palmeira aguarda que produções já prontas das quais participou sejam lançadas, como os filmes "Boca de Ouro", de Daniel Filho, no qual ele faz o protagonista, e "O Barulho da Noite", de Eva Pereira. Sem contrato fixo com a TV Globo, ele, que fez o personagem Amadeu, em "A Dona do Pedaço" (disponível online no Globoplay), no ano passado, ainda não tem data para voltar à TV.

Está também em "Torre de Babel", produção de 1998 que acaba de chegar ao Globoplay, como Alexandre (namorado de Sandrinha, interpretada por Adriana Esteves). Nesse meio tempo, segue - sem pressa - na lida no campo.

Alanis Morissette lança clipe, gravado na pandemia, em que enaltece sua família

Alanis Morissette lança clipe, gravado na pandemia, em que enaltece sua família

Nem a quarentena imposta pelo novo coronavírus impediu diversos artistas de produzirem seus conteúdos. Alanis Morissette provou que consegue fazer um trabalho de qualidade durante o isolamento social.

Na quarta-feira (5), a cantora divulgou o clipe da música "Ablaze", do mais recém álbum lançado "Such Pretty Forks In The Road". No vídeo, que foi totalmente gravado na casa de Alanis, é possível ver toda a família dela.

Em um dos momentos, o marido, Mario Treadway, aparece brincando com a filha, Onyx Solace, e com o pequeno Winter Mercy, que completa um ano de vida agora em agosto. 

Em outro trecho, Ever Imrie, o filho mais velho do casal, brinca com bolinhas coloridas e Alanis aparece cantando em diversos lugares da residência enquanto as cenas felizes em família surgem.

Andréa Beltrão conta que ganhou joias do acervo de Hebe Camargo

Andréa Beltrão conta que ganhou joias do acervo de Hebe Camargo

Andréa Beltrão recebeu de presente joias da família da apresentadora Hebe Camargo. A atriz interpreta a apresentadora do SBT na série "Hebe", que está disponível desde dezembro do ano passado na plataforma de streaming Globoplay.

A apresentadora sempre exibia a exuberância das joias que possuía durante o programa que comandava na emissora de Silvio Santos e fora dela. "Ganhei todas as joias. A família me deu de presente", revela Andréa Beltrão, que usou todos os adereços originais na fase bem-sucedida da carreira de Hebe.

A atriz surge na trama entre 1965 e 2012, ano da morte da apresentadora. 
Em entrevista à revista "Quem", Andréa conta que está acostumada com um visual mais confortável no dia a dia. Porém, durante a gravação da série, teve de se acostumar com o salto alto.

Scooby-Doo encontra personagens clássicos em novo filme de animação

Scooby-Doo encontra personagens clássicos em novo filme de animação

Um grupo de crianças enxeridas e seu cachorro são chamados para investigar um mistério. Mas o que antes parecia uma trama sobrenatural logo se revela um plano mundano, arquitetado por um vilão improvável que logo é desmascarado.

Essa premissa fez parte da infância de muitas gerações. Há 51 anos, Fred, Daphne, Velma, Salsicha e Scooby-Doo aparecem em releituras do clássico animado produzido pela Hanna-Barbera em 1969. Agora, eles estão no centro de um novo longa-metragem.

"Scooby! O Filme" deveria ter feito sua estreia na telona em maio, mas, por causa da pandemia de coronavírus, foi lançado diretamente na internet. Agora, ele finalmente chega ao streaming brasileiro, a partir desta quinta-feira (6).

Mas engana-se quem pensa que esta é uma trama clássica de Scooby-Doo. Desta vez, o quinteto investigativo encontra outros personagens do baú de Hanna-Barbera, para solucionar um mistério com tons de filme de super-herói. Falcão Azul e Bionicão, de "Dinamite, o Bionicão", e Dick Vigarista, de "Corrida Maluca", são alguns deles.

"Nós queríamos contar um tipo diferente de história, porque os seriados clássicos estão disponíveis por aí e fazem um bom trabalho. Então tentamos algo diferente -o mistério ainda é uma parte importante da história, mas ela agora inclui aventura do tipo de super-heróis e também abre esse universo para incluir outros personagens", explica o diretor do longa, Tony Cervone.

Com essa abertura para que mais gente participasse do banquete de biscoitos Scooby, é inevitável não lembrar dos universos cinematográficos que estão invadindo os estúdios, caso do Universo Estendido DC, da mesma Warner Bros.

Recentemente, a empresa anunciou planos de revitalizar o acervo herdado de William Hanna e Joseph Barbera, por meio de uma série de filmes que poderiam estar conectados.

"Esse filme definitivamente faz parte de um universo de Hanna-Barbera. Mas eles (o estúdio de animação) têm um histórico de fazer isso muito antes dessa moda atual, então tudo me soa muito natural", diz Cervone em referência aos vários episódios em que personagens de diferentes desenhos se encontravam.

Scooby-Doo, por exemplo, já contracenou com nomes como Johnny Bravo, Tutubarão e Homem-Pássaro muito antes de o Homem de Ferro de Robert Downey Jr. criar uma bilionária equipe de super-heróis de elite em "Vingadores".

"Decidiram testar e, se 'Scooby!' for bem-sucedido e o público quiser mais, definitivamente haverá mais histórias para contar nesse universo", diz o diretor da nova animação.

E não é difícil entender o porquê de investir nesses personagens. Há anos eles são recorrentes na televisão mundial, seja por reprises de episódios passados ou por reboots modernizados. Scooby-Doo e sua turma já passaram até mesmo pelo tratamento live-action, no início dos anos 2000.

"Scooby-Doo" e "Scooby-Doo 2: Monstros à Solta", de 2002 e 2004, respectivamente, são lembrados com carinho por toda uma geração que cresceu à época de seus lançamentos. Mas não espere ver no novo "Scooby! O Filme" o mesmo tom sombrio e as piadas pouco infantis de seus antecessores de carne e osso.

"Eu acho que nossa abordagem é um pouco mais... ou definitivamente mais leve. As cores desse filme, por exemplo, são muito claras, por causa dessa orientação mais familiar. O filme foi feito para a tela grande, e algumas das imagens de monstros podem ser assustadoras para crianças pequenas", explica Cervone. "O estúdio não queria assustar as crianças, mas, sinceramente, eu poderia facilmente fazer isso", brinca.

 

Atrizes de Chiquititas lamentam morte de Gésio Amadeu, o eterno Tio Chico

Atrizes de Chiquititas lamentam morte de Gésio Amadeu, o eterno Tio Chico

As atrizes Fernanda Souza e Flávia Monteiro lamentaram a morte do ator mineiro Gésio Amadeu (1947-2020), confirmada na noite de quarta-feira (5) em decorrência de complicações da Covid-19. Protagonistas da primeira versão brasileira de "Chiquititas" (1997), nesta quinta (6), a (6), as intérpretes de Mili e da professora Carol homenagearam o eterno Tio Chico.

"Vou lembrar pra sempre do seu sorriso, do seu abraço amoroso e do seu cheirinho único!", declarou a Fernanda nas redes sociais. "Hoje a festa não armou-se na cozinha, e sim lá no céu, que recebe esse sorriso cheio de doçura e acolhimento. A nós, ficam as lembranças, o legado de um trabalho impecável e generoso e muita saudade", postou Flávia.  

Além de Fernanda, muitas outras personalidades homenagearam o ator mineiro. Camila Pitanga relembrou do trabalho com o amigo na novela "Velho Chico". "Foi uma honra poder estar com ele em Velho Chico com sua luz, sua alegria. Assim como foi uma honra tê-lo no filme Pitanga contando história com muita graça, com muito humor. Esse era um traço total do Gésio Amadeu. Esse homem, um ator, um lutador, um vencedor, acima de tudo. Descanse!!!"

Já Antônio Fagundes destacou "o sorriso aberto, os ensinamentos, a prosa boa no set. Pessoa linda. Vá em paz querido Gésio". 

Confira algumas das mensagens.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

É o sorriso aberto, os ensinamentos, a prosa boa no set. Pessoa linda. Vá em paz querido Gésio ❤️ Pic @lee_taylor

Uma publicação compartilhada por Fabiula Nascimento (@fabiulaa) em

Felipe Andreoli tatua Rafa Brites e apresentadora fica em choque com o resultado

Felipe Andreoli tatua Rafa Brites e apresentadora fica em choque com o resultado

Rafa Brites, 32, foi surpreendida pelo marido, o apresentador do "Globo Esporte", Felipe Andreoli, 40, nesta quarta (5). Através das redes sociais, a apresentadora e YouTuber mostrou a tatuagem que o companheiro fez em homenagem a ela.

"Meu marido chegou tarde em casa com esse presente para mim. Estou em choque", escreveu Brites, que é mãe de Rocco, 3. "Cada pedacinho dessa tatuagem tem um significado... literalmente transbordei de amor", completou.

Os colegas do casal, Fernanda Gentil, Marco Luque, entre outros famosos, comentaram a publicação de Brites elogiando a homenagem e também parabenizando o casal pelos dez anos de relacionamento.

Rafa Brites e Felipe Andreoli subiram no altar no dia 11 de novembro de 2011. Na época, a apresentadora optou não entrar com o seu pai na cerimônia. Ela disse que escolheu quebrar o "protocolo tradicional" por conta do significado por trás do ato que é machista. "Para mim aquela simbologia de um homem entregar a filha para outro homem, me remete ao patriarcado."

Repórter Gerson de Souza é deunciado por crime de importunação sexual

Repórter Gerson de Souza é deunciado por crime de importunação sexual

O repórter Gerson de Souza foi denunciado pelo crime de importunação sexual contra quatro jornalistas da RecordTV. A acusação foi protocolada na Justiça na última segunda-feira (3) pela promotora  Maria do Carmo Galvão de Barros Toscano, do Ministério Público de São Paulo.

O crime teria sido cometido, ao longo de um bom tempo, nos bastidores do programa “Domingo Espetacular”. Se condenado, Gerson de Souza pode pegar até cinco anos de prisão. As informações são do site Notícias da TV.

Ele, que está afastado de suas funções na emissora, mas segue recebendo seus salários, é acusado de importunar as vítimas com palavras maliciosas, comentários de conotação sexual, gestos obscenos e toques lascivos e não consentidos, mantendo com elas mantendo contato físico inoportuno e as constrangendo no local de trabalho.

A história começou em maio do ano passado, quando 12 mulheres procuraram o departamento de Recursos Humanos da RecordTV e afirmaram terem sido vítimas de assédio sexual por parte de Souza. Uma investigação policial, então, foi aberta. Segundo elas, Souza as constrangia com toques físicos e palavras maliciosas chegando até mesmo a surpreender uma produtora com um beijo na boca.

Gerson, que foi incurso quatro vezes no crime de importunação sexual,   negou as acusações à polícia, de acordo com o registro da promotora. Alegando que o processo corre em segredo de Justiça, os advogados afirmaram que não comentariam o caso e que a inocência do jornalista seria comprovada. Ao site Notícias da TV, a RecordTV afirmou que "segue aguardando o desfecho do caso" para decidir as providências em relação ao jornalista.

Em nota à imprensa e em suas redes sociais em junho do ano passado, o repórter, que tem mais de 40 anos de profissão, negou as acusações. “Tenho certeza que nunca agi de maneira ofensiva e sinto profundamente caso em algum momento de minha trajetória de 42 anos no jornalismo algum de meus colegas tenha se sentido desrespeitado. Sou pai de cinco filhas e avô de quatro  netas e é essencial para mim que mulheres tenham um ambiente de trabalho seguro”, concluiu.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Em vista dos acontecimentos que tomaram uma proporção enorme ao longo dos últimos dias, envolvendo minha conduta e caráter, venho esclarecer que sou, e sempre fui, um homem que respeita seus colegas, independentemente de seu gênero. Qualquer pessoa que me conhece ou já trabalhou comigo sabe que eu não sou alguém que ofenderia ou deixaria alguém desconfortável. Tenho certeza que nunca agi de maneira ofensiva e sinto profundamente caso em algum momento de minha trajetória de 42 anos no jornalismo algum de meus colegas tenha se sentido desrespeitado. Sou pai de 5 filhas e avô de 4 netas e é essencial para mim que mulheres tenham um ambiente de trabalho seguro. É devastador saber que minha carreira, e vida pessoal, estão em risco pelas informações que circulam na mídia. Sobre as acusações, no momento posso apenas dizer que o que está sendo dito sobre mim não é verdade e que confio no trabalho da polícia para esclarecer os fatos. Em respeito à minha família, e ao trabalho policial, só me manifestarei por intermédio de meus advogados.

Uma publicação compartilhada por Gérson de Souza (@gersonreporter) em

 

Whindersson Nunes reclama de nunca receber um 'oi' de Gisele, e ela responde

Whindersson Nunes reclama de nunca receber um 'oi' de Gisele, e ela responde

Tudo o que o comediante Whindersson Nunes, 25, queria era receber um "oi" de Gisele Bündchen, 40. Tanto que em recente vídeo publicado por ele no YouTube a reclamação era justamente essa. "Gisele fala oito línguas, mas nunca falou comigo".

Porém, tudo mudou. A modelo mais famosa do mundo fez questão de ir ao Instagram de Whindersson para deixar uma mensagem especial. "Oi, Whindersson", postou ela com um emoji de uma carinha feliz.

A atitude levou o humorista à loucura. Além de repercutir o fato com os seguidores, foi ao Twitter com o print da mensagem. "Maisa, você que é educada me ajude", disse ele ao convocar a apresentadora do SBT para ajudá-lo a entender a interação.

O humorista e influenciador digital afirmou recentemente que vai construir dois teatros no Piauí, um em Palmeira do Piauí, sua cidade natal, e outro na capital do estado. Ele explicou que usará materiais de outros teatros demolidos ou abandonados para a construção dos novos.

"É com muita emoção que eu vou anunciar um dos meus sonhos sendo realizados. Vou construir dois teatros no Piauí, um na minha cidade (cem lugares) e um na capital (700 lugares). Comediantes de primeira viagem poderão se apresentar de graça pela primeira vez", disse Nunes, em seu perfil no Twitter.

Justiça penhora R$ 390 mil em direitos autorais do cantor Paulo Ricardo

Justiça penhora R$ 390 mil em direitos autorais do cantor Paulo Ricardo

A Justiça determinou a penhora de R$ 390 mil em direitos autorais de Paulo Ricardo para pagamento de um processo em que o cantor foi derrotado. A penhora pode envolver créditos futuros.

A ação começou em 2010, quando o tecladista João Eugenio Marques processou a empresa de Paulo Ricardo, a PRMusic, exigindo que os serviços prestados para a banda de cantor fossem reconhecidos com base no regime CLT.

Em outubro de 2013, o juiz Renato Sabino Filho, da 6ª Vara do Trabalho, concluiu que a relação profissional tinha vínculo trabalhista. Na sentença de 2013, ficou definida multa de R$ 50 mil.

A defesa de Paulo Ricardo recorreu da sentença. Em julho de 2016, a decisão favorável a Marques foi mantida em 2ª instância. Uma audiência de acordo foi realizada em junho do ano passado, mas não houve acerto entre as partes. Com juros e correções desde então, a quantia subiu para R$ 390 mil.

Em contato com a reportagem, o advogado de Paulo Ricardo, Rodrigo Bruno Nahas, discorda da decisão judicial e diz que o acordo com Marques não era de natureza exclusiva. O advogado afirmou que o cantor tentou fazer acordo com o autor da ação, mas que jamais retorno.

"O Paulo sempre pagou aquilo que foi acertado, o que é reconhecido pelo próprio autor (da ação). Era uma prestação de serviço estritamente comercial. E mesmo discordando da decisão, o Paulo (Ricardo) buscou acordo, mas existe um cenário de completa intransigência do outro lado.

Paralelamente, o valor vai sofrendo reajustes, chegando a uma quantia que não tem como pagar", declarou Nahas. "O crédito autoral é impenhorável. O bloqueio é errado e injustificável porque afeta a subsistência dele e da família, principalmente durante a pandemia, pois não há mais shows. Se tornou a única fonte de recursos", acrescentou o advogado.

Marques trabalhou com Paulo Ricardo de novembro de 2006 a maio de 2010. Nesta época, o cantor fazia carreira solo (não estava no RPM).

Segundo os advogados de Marques, os acertos financeiros para os ensaios e apresentações musicais eram feitos em cachês. No entanto, o jurídico do tecladista relatou ao tribunal que diversas determinações eram típicas de um trabalhador celetista.

Na ação do tecladista contra o vocalista, a Justiça acolheu os pedidos de pagamento de aviso prévio, férias, 13º salário, multa de 40% do FGTS, horas extras e reflexos.

"A Justiça comprovou que existiam todos os requisitos de um vínculo empregatício. Tentamos fazer todo tipo de acordo (com o Paulo Ricardo), mas não foi possível. Solicitamos a penhora dos direitos autorais para que esse assunto seja enfim resolvido", declarou à reportagem o advogado de Marques, Domingos Zainaghi.

Em dezembro do ano passado, a Justiça notificou a Globo para que informasse eventuais créditos destinados a Paulo Ricardo. O cantor compôs a música "Vida Real", tema do "Big Brother Brasil". A emissora informou à Justiça que não havia créditos disponíveis em favor de Paulo Ricardo.

O processo foi movido contra a empresa de Paulo Ricardo. Ao longo da ação, não foram encontrados ativos em nome da empresa para quitar o débito. Desta forma, a Justiça autorizou a desconsideração da personalidade jurídica, intimando Paulo Ricardo, como pessoa física, a assumir a dívida.

No aniversário de Neil Armstrong, vamos viajar à Lua através dos filmes

No aniversário de Neil Armstrong, vamos viajar à Lua através dos filmes

Completam-se nesta quarta (5), 90 anos do nascimento de Neil Alden Armstrong em Wakaponeta, uma cidadezinha no interior de Ohio. O ano era 1930, os Estados Unidos haviam ingressado na depressão econômica que lançou milhões ao abandono e ao desemprego. Sonharia o menino com epopeias espaciais? Pois ele cresceu para se tornar, em 21 de julho de 1969, o primeiro homem a pisar na Lua. Vale lembrar, até como homenagem a Armstrong - ele morreu em 2012, aos 82 anos - um pouco dessa história extraordinária que o cinema ajudou a celebrar. Vamos viajar à Lua - através dos filmes. E se você sentir falta de clássicos da ficção científica (2001, Solaris, Gravidade), atenção - nossa prioridade é a Lua.

'Viagem à Lua'

O marco zero da ficção cinematográfica, em 1902. Os irmãos Lumière haviam criado o cinematógrafo como um invento científico Não viam muito futuro nele. Foi preciso que um mágico, Georges Méliès, visse na nova máquina o seu potencial para contar histórias e fazer sonhar. E ele começou apostando alto - uma viagem à Lua. O foguete aterrissa - alunissa? - no olho do ser celeste e há uma ruidosa recepção pelas seleniotas. Tudo rudimentar, mas ainda hoje, 118 anos depois, divertido.



'A Mulher na Lua'

Fritz Lang já criara Metrópolis, em 1926, quando decidiu avançar na ficção científica. Dois anos mais tarde, seu fascínio pelo fantástico levou-o a contar essa história original de sua então mulher, Thea Von Harbou. Cientistas descobrem a existência de ouro na Lua e organizam expedição. Matam-se pela cobiça e restam um homem e uma mulher, os novos Adão e Eva para um recomeço da humanidade. Para criar suspense, Lang inventou a contagem regressiva que depois foi adotada nos lançamentos espaciais.



'No Assombroso Mundo da Lua'

Pouca gente lembra-se que Robert Altman, antes da consagração proporcionada por MASH, de 1970, realizou essa odisseia no espaço. No filme de 1967, e na tentativa extrema de superar os soviéticos, a Nasa lança um astronauta numa aventura solitária, sem garantia de retorno. Ele tem de sobreviver no satélite inóspito até que chegue alguma Apollo para resgatá-lo. James Caan e Robert Duvall lideram o elenco. Será que Francis Ford Coppola viu o Altman antes de escalá-los para o primeiro O Poderoso Chefão?



'Capricórnio Um'

Vamos misturar um pouco as coisas. Sempre houve teorias conspiratórias de que a Missão Apollo não tenha sido exatamente daquele jeito e a descida de Neil Armstrong na Lua teria sido encenada por ninguém menos que Stanley Kubrick - após o clássico 2001, Uma Odisseia no Espçaço. Em 1977, Peter Hyams resolveu ficcionalizar a conspiração. Impossibilitada de realizar o desembarque em Marte, a Nasa tenta enganar a opinião pública fazendo uma encenação em estúdio. Um jornalista investiga e o resultado é um suspense infernal no desfecho. O tipo do filme que sumiu na noite dos tempos e que hoje talvez fosse acusado de fake, alarmista e outras coisas mais. Mas é bem impressionante.



'Os Eleitos'

O maior filme sobre corrida espacial - o clássico 2001, de Stanley Kubrick, é sobre outra coisa. A Guerra Fria no espaço. A criação do programa Apollo para concorrer com os soviéticos, os pilotos selecionados para serem os primeiros astronautas. As etapas do programa. Os astronautas e suas mulheres. A obra-prima de Philip Kaufman e um dos maiores, infelizmente não reconhecido como tal, filmes dos anos 1980.



'Apollo 13'

A terceira missão tripulada da Nasa à Lua. "Houston, temos um problema." O que poderia ter sido um fracasso vira uma afirmação do engenho humano. Do desastre ao triunfo - o título no Brasil. Os astronautas a bordo, liderados por Tom Hanks, a equipe em Terra, as famílias em desespero. O esforço para superar os problemas e trazer os astronautas a salvo. Ron Howard colheu merecido sucesso de público e crítica em 1995.



'Os Cowboys do Espaço'

Os velhos caubóis - Clint Eastwood, Tommy Lee Jones, James Garner, Donald Sutherland - que se unem numa missão de resgate. Um Clint de 2000, exercitando a tendência sacrificial que se tornou cada vez mais forte em seu cinema. A terra vista da Lua, o final com a voz de Frank Sinatra - Fly Me To the Moon.

'Moon/Lunar'

Sam Rockwell como o astronauta solitário que cumpre uma jornada de três anos na Lua em companhia de um robô (a voz de Kevin Spacey). Às vésperas de encerrar a missão e voltar à Terra, ele sofre uma vertigem e se defronta com seu clone dentro da nave. Terá enlouquecido? É parte da missão? Terror no espaço - Duncan Jones assina o verdadeiro pesadelo, filme de 2009.

'Estrelas Além do Tempo'

Em plena Guerra Fria, a história - em Terra - das matemáticas negras que fizeram a diferença na corrida espacial. Como elas enfrentaram o preconceito e alcançaram reconhecimento. Theodore Melfi dirige, Taraji P. Henson, Octavia Spencer e Janelle Monae interpretam e, quem acha a história fantasiosa e otimista, tem de saber que a ficção foi um pouco atenuada, sob pena de parecer inverossímil.

'O Primeiro Homem'

Após o sucesso de Whiplash - Em Busca da Perfeição e La La Land - Cantando Estações, Damien Chazelle, em 2018, não obteve muita repercussão com essa reconstituição ficcionalizada da incrível jornada de Neil Armstrong até a Lua. O motivo secreto - o drama familiar - que o fez concluir o desafio de ser o primeiro homem na Lua. Um homem contra a Nasa, o mundo, em busca de Deus - da perfeição? Ryan Gosling é quem faz o papel, mas Claire Foy, como sua mulher, rouba a cena. É magnífica.

Último episódio do 'De Férias com o Ex' terá Matuê e pedido de casamento

Último episódio do 'De Férias com o Ex' terá Matuê e pedido de casamento

O último episódio do reality "De Férias com o Ex", que vai ao ar pela MTV e Amazon Prime Video nesta quinta-feira (6), às 22h, será marcado pelo show do rapper Matuê. Além de se apresentar, o artista conhecerá os cômodos da casa e conversará com o elenco do reality.

A season finale também contará com uma dinâmica inédita, que terá um álbum de fotos de todos os participantes - e Rebecca e Arthur são os nomes mais citados para serem excluídos das recordações destas férias.
Alguns participantes também desfrutarão de um passeio, enquanto, na casa, Bárbara chama Camilla para conversar e as duas acertam suas desavenças.

Jéssica e Arthur vão usufruir da última suíte máster da temporada. O tablet do terror ainda garante um encontro só para os casais Mayara e Natan, e Mina e Caio. Durante o passeio, Mayara se declara para Natan e faz o primeiro pedido de casamento da história do programa. Já Leo e Matheus firmam um namoro, com pedido de Leo em frente às câmeras.

"Eu expandi minha forma de amar. Eu aprendi a amar de uma maneira muito mais livre do que eu sabia, e isso foi uma aula incrível pra mim", diz Igor no jantar final.

A partir das 23h, após a exibição do programa, Matheus Mazzafera entrevista Camilla, Flavia, Jarlles, Hadad, Novinho e Rafa Vieira em uma última live, transmitida ao vivo pelo Twitter, Facebook, Instagram e Youtube da MTV Brasil. A intenção é responder às perguntas da audiência neste último encontro.

Jéssica Ellen testa positivo para Covid-19 e Globo adia mais uma vez gravações

Jéssica Ellen testa positivo para Covid-19 e Globo adia mais uma vez gravações

A atriz Jéssica Ellen testou positivo para o novo coronavírus e levou a Globo a mudar, mais uma vez, a data de retorno das gravações da novela “Amor de Mãe”.  A retomada dos trabalhos já havia sido adiada da última segunda-feira (3) para o próximo dia 10. Agora, com mais um atraso, a emissora ainda não divulgou novas datas.

A atriz não apresentou sintomas e passa bem. De acordo com o site Notícias da TV, a intérprete da personagem Camila na novela das nove descobriu que havia sido infectada no meio de julho. Ficou em um rigoroso isolamento e fará um novo exame nesta semana.

Prevendo que questões dessa natureza, em função da pandemia, poderão realmente acontecer, a Globo decidiu programar a volta dos capítulos inéditos de “Amor de Mãe” e também de “Salve-se Quem Puder” apenas para 2021, pois a possibilidade de algum ator ter o diagnóstico de Covid-19, e o roteiro da trama precisar ser alterado - como aconteceu com Jéssica Ellen - é grande.

 

Padre Fábio de Melo faz tatuagem e web reage: 'Agora dá pra minha mãe deixar'

Padre Fábio de Melo faz tatuagem e web reage: 'Agora dá pra minha mãe deixar'

O padre Fábio de Melo chacoalhou a web nesta quinta-feira ao exibir uma tatuagem que fez na mão - uma pequena abelha de 2 cm. O religioso contou que o desenho foi feito por um amigo e que deu ao inseto o nome de sua mãe, Ana. A imagem foi postada no Instagram com uma frase: “Para que eu nunca me esqueça que o mel é fruto de dedicação, pousei, definitivamente, uma abelha na minha mão”.

No texto que acompanha a foto da tatuagem no Instagram, Padre Fábio conta como veio a inspiração para marcar a pele com a imagem: “Tudo começou com uma abelha que ficava pousando em mim, durante as lives das missas dominicais. Uma minha, outra na @zizafernandes. Quem vem acompanhando já me ouviu falando sobre elas.

Será meu sinal. De um tempo difícil, mas também bonito. De reclusão, de vida interior, de buscas e realizações silenciosas. O poeta tem razão: “abelha fazendo mel vale o tempo que não voou...” 

A reação dos seguidores foi imediata.  “Agora minha mãe deixa eu fazer uma tatuagem também”, escreveu um fã. “Obrigada por, sem querer, desmarginalizar a tatuagem”, escreveu outro. Mas houve quem não tenha gostado nadinha: "Aí um PADRE vai e faz uma tatuagem contrariando o livro que dita as regras que eles devem seguir. Hipocrisia Fábio de Melo?"

Muitas personalidades também se manifestaram a favor do religioso. “Sarado e agora tatuado?? Você é meu Padre!! 100%! Te amo!”, escreveu Marcos Mion. “Aí que lindo! Que sensibilidade, que força e arte, lindos significados. E a você, padre, obrigada por existir serumaninho gigante”, postou Gazi Massafera.  “Ahhh padre você é tão igual a gente... amo-te”, disse Eliana.

Confira as reações no Twitter:

Ana Paula Renault processa Nadja Pessoa e Evandro Santo por apelido de Annabelle

Ana Paula Renault processa Nadja Pessoa e Evandro Santo por apelido de Annabelle

A mineira Ana Paula Renault entrou na Justiça contra a influenciadora digital Nadja Pessoa e o ex-Pânico Evandro Santo, seus rivais no reality show “A Fazenda”, em 2018, pedindo uma indenização de R$ 200 mil por danos morais e materiais. Ela também solicita tutela de urgência de natureza incidental em processo que corre na 45ª Vara Cível do Foro Central da Comarca de São Paulo. 

A apresentadora do “Triturando” (SBT) alega que ter sido apelidada pela dupla de Annabelle (boneca amaldiçoada que protagoniza o filme de terror homônimo, lançado em 2014), além de outros xingamentos durante o reality show, lhe trouxe prejuízos financeiros e emocionais. As informações são do site Notícias da TV.

De acordo com o portal, que teve acesso ao processo, além de pedir uma indenização por danos morais de R$ 100 mil a cada um, Ana Paula também quer proibir os réus de citar seu nome em qualquer rede social ou programa de televisão sob a pena de multa diária de R$ 100 mil. 

A ex-BBB pediu à Justiça tutela de urgência para que o caso fosse julgado o quanto antes a fim de proibir que Nadja e Evandro voltassem a citar seu nome publicamente, mas a juíza Glaucia Lacerda Mansutti indeferiu o pedido.

Ana Paula voltou a fazer a mesma solicitação outras duas vezes, mas os juízes concluíram que não há urgência no "silenciamento" de Nadja e Evandro por se tratar de uma ação que apresenta fatos ocorridos há quase dois anos.

Ana Paula foi a terceira eliminada de “A Fazenda 10” e deixou o confinamento em 11 de outubro de 2018. Somente dez meses depois, em 23 de agosto de 2019, ela decidiu entrar na Justiça.

Ao longo do processo, a apresentadora relata todos os desentendimentos que teve com a dupla durante o programa da RecordTV. Ela lembra que foi chamada de “desequilibrada”, “mentirosa” e, por fim, de “Annabelle”, além de ter sido ofendida por Evandro. Ele a teria xingado de  "grossa, mal educada, fria, lixo, disse que ela é uma vergonha, um fracasso, controladora filha da puta, burguesa de merda, mimada, repete falando que ela é a pessoa mais filha da puta que ele já viu na vida dele, falsa, imunda, nojenta, e finalizou falando para a autora morrer".

De acordo com o processo, todos os xingamentos foram adotados também pelos seguidores de Nadja e Evandro, levando a ex-BBB a sofrer uma de perseguição nas redes sociais, que prosseguiu até mais de um ano após sua saída do programa. 

Ana Paula alega ainda ter sido chamada de homofóbica por Nadja Pessoa e afirma que o rótulo a fez perder contratos, uma vez que era convidada para fazer presenças VIP em festas voltadas à comunidade LGBTQ+.