Perguntas e Respostas

‘A rua existe só pra prefeitura’

O Panelaço estreia hoje sob o comando de Tio Nelso, que vai até as comunidades para ajudar a resolver problemas do dia a dia. Ele começou sua ronda pelo bairro Buritis, na região Oeste da capital. O problema no local está na rua Márcio Maia Ferreira, cujas obras ainda não teriam sido concluídas pela Prefeitura de Belo Horizonte. A via, que dá acesso à avenida Mário Werneck, de acordo com os moradores, está sem asfalto e passeio. Além disso, eles relatam, há buracos e carrapatos, situação que tem causado muitos transtornos à comunidade local. Os moradores disseram que já reclamaram na prefeitura, mas que o órgão ainda não se pronunciou. É o que relata o advogado Ricardo Lara. “A prefeitura não dá resposta. Essa rua só existe para o órgão, pois ela está implantada. É uma rua de trânsito local, mas não passa carro”, conta o morador, que considera o problema simples de ser resolvido. Para o engenheiro civil Cláudio Henrique Martins, que foi contratado por um morador da rua para abrir um acesso exclusivo para o prédio dele, não há motivos para a prefeitura ainda não ter concluído as obras da via, uma vez que se trata de um bairro importante e de uma rua pequena. “Parece que não chega a 100 m. Não dá para entender”, reclama. Segundo ele, a obra do edifício está em fase final. “Mas como os carros vão entrar?”, questiona.
Ricardo Lara

Resposta

A Prefeitura de BH, por meio da Secretaria de Obras e Infraestrutura, informou em nota que a Subsecretaria de Fiscalização fará uma vistoria para verificar a regularidade da obra particular que está sendo feita na rua Márcio Maia Ferreira. Sobre a situação da via, o órgão apenas informou que ela se encontra limpa. Ainda de acordo com a secretaria, o cidadão deve fazer denúncias pelo telefone 156, pelo site prefeitura.pbh.gov.br ou presencialmente, no BH Resolve.

FALTA DE LUZ GERA MEDO EM RIBEIRÃO DAS NEVES

Solicito à Prefeitura de Ribeirão das Neves, na região metropolitana de Belo Horizonte, a instalação de um poste de energia elétrica na avenida das Oliveiras, no bairro Nossa Senhora da Piedade. Trata-se de uma rua sem saída, local ermo, onde a criminalidade pode usar de artifícios para fugas e esconderijo. Pedimos também a retirada de um outro poste no meio da mesma rua, em frente ao número 10. Se possível, gostaríamos que ele fosse instalado em outro lugar, podendo, assim, evitar acidentes.
Leitor

Resposta

RESPOSTA I A Prefeitura de Ribeirão das Neves, através da Secretaria de Obras, informou que a instalação de postes é de responsabilidade da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig), e que a responsabilidade do município é somente com a iluminação pública, ou seja, troca de lâmpadas, braços e luminárias. O órgão ainda acrescentou que vai solicitar um orçamento e enviar o pedido para a Cemig, mas que o prazo para autorização do serviço é de aproximadamente de dez meses. Prefeitura Municipal de Ribeirão das Neves RESPOSTA II A Cemig, por meio de nota, disse que a responsabilidade pela instalação de equipamentos de iluminação pública, incluindo postes, é das prefeituras municipais, portanto, cabe ao órgão somente instalar o poste para iluminação, mediante solicitação da Prefeitura de Ribeirão das Neves, que é “a pessoa jurídica de direito público responsável pelas despesas decorrentes”. Cemig

CABINE DE ÔNIBUS

Usuários do transporte público metropolitano do bairro PTB, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, reclamam que na BR–381, sentido São Paulo, na altura do viaduto PTB, tem uma cabide de ônibus destruída por conta do desgaste. De acordo com os usuários, não há como se proteger do sol ou da chuva, pois faz um ano que o teto do local caiu.

Resposta

RESPOSTA I O Departamento de Edificações e Estradas de Rodagem de Minas Gerais (DEER/MG) informou que, por se tratar de um trecho rodoviário que não está sob a responsabilidade do Estado, o órgão não pode instalar, reformar ou substituir abrigo de ônibus. Portanto, cabe ao responsável pelo setor realizar os serviços necessários para atender as demandas e reivindicações da comunidade. DEER RESPOSTA II Por sua vez, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) – responsável pela manutenção, ampliação, construção, fiscalização do transporte rodoviário –, informou que esse trecho da BR–381 foi concedido e não está sob responsabilidade do órgão e, sim, da empresa Arteris Autopista Fernão Dias. DNIT RESPOSTA III Já a Fernão dias disse que a construção e manutenção dos pontos de ônibus urbanos são de responsabilidade das prefeituras ou empresas de transportes urbanos. Fica a cargo destas entidades encaminhar à Arteris Fernão Dias e ANTT (Agência Nacional de Transporte Terrestre) um projeto executivo referente a construção deste ponto de ônibus, para que a agência reguladora e concessionária aprovem os serviços que serão realizados no local. Após a aprovação, as entidades (prefeitura ou empresas de transportes urbanos) ficarão responsáveis pela execução da obra e manutenção do mesmo. Referente a cabine de ônibus do km 489+600, próximo ao bairro PTB, a mesma já foi retirada do local há pelo menos seis meses. Caso empresas de transporte público ou prefeitura venham a construir uma nova cabine, a obra deverá seguir os procedimentos mencionados acima. Fernão Dias RESPOSTA IV A Transbetim informou que o local não é de responsabilidade da empresa, mas que em função do grande número de usuários e das diversas solicitações, ela interviu e entrou em contato com o órgão responsável pelo ponto de ônibus para solicitar autorização para implantação de um abrigo de ponto de ônibus. Para isso, será necessário que o órgão responsável realize uma visita técnica para confirmar se o local possui as características técnicas necessárias para a devida instalação do novo abrigo. Ainda segundo a Transbetim, essa demanda está sendo tratada como prioridade. Transbetim

Alô Redação

Futebol

Pobre futebol mineiro. O América, depois de fazer brilhante campanha na Série B, deixa de subir para a elite do futebol brasileiro ao perder a última partida, jogada em casa. O Cruzeiro, de tantos títulos e glórias, é rebaixado para a Série B, e o meu Atlético, tradicional no futebol, consegue ser eliminado da Copa do Brasil pelo desconhecido Afogados da Ingazeira. Triste e doído.
Por M. P. Alcântara

Carnaval

Sobre a matéria “Parabéns, foliões! Até a próxima”, publicada no caderno especial do Super, do dia 27 de fevereiro, as escolas de samba, blocos caricatos e quem gosta do Carnaval deveriam se mobilizar para a construção do sambódromo de Belo Horizonte. Chegou a hora!
Por Marcelo de Oliveira

Atlético

O início pífio do Galo nesta temporada desiludiu grande parte dos torcedores que almejavam um time pra frente, vencedor de garra e luta. Todavia, quis o destino que ficássemos aquém do esperado e, pior, sendo alvo de justas críticas pelas eliminações precoces na Sul-Americana e na Copa do Brasil. Agora, com o mau desempenho descoberto, vieram as demissões e uma nova postura é prometida pela diretoria daqui pra frente. Agora é esquecer os vexames e começar de novo. A Massa certamente estará presente.
Por Wilton Ronald da Silva

Recados do Coração

Parabéns

Parabéns Curta o seu aniversário com mais intensidade do que os outros dias, pois a celebração da vida deve ser festejada com alegria. Que nunca lhe faltem saúde e muitas conquistas. Parabéns!
Por Leia Ferreira

Para o meu amor

Para o meu amor Parabéns para nós, que completamos 20 anos de companheirismo. Saiba que você é minha amiga, companheira, professora e mulher. Durante esse tempo eu sempre me apaixonei por você. Eu só quero agradecer a Deus por sua proteção e cuidado conosco. Eu amo você, Márcia.
Por Pedro Paulo

Joyce

Eu entendi o tamanho do amor de Deus em minha vida quando Ele me deu você, minha filha, que hoje está completando 15 anos. Parabéns! Que você continue no caminho do Senhor e que hoje o seu dia seja especial. Felicidades!
Por Shirley

Por onde Anda

Amigo

Sérgio Guimarães pede ajuda ao leitores do Super Notícia para conseguir rever seu amigo José Madalena Justiniano, conhecido pelos apelidos de Baixinho ou Badala. Segundo Sérgio, José Madalena é natural de Cipotânea, na Zona da Mata mineira. As únicas informações de que ele se recorda são de que o antigo amigo é ex-funcionário da Empresa Goiana de Pesquisa e Agropecuária, que atualmente se chama Emater GO, no município de Senador Canedo, em Goiás; e que hoje ele trabalha em uma multinacional em Rio Verde, no mesmo Estado. Se você tiver quaisquer informações sobre o paradeiro de José, por favor, entre em contato com Sérgio.
Telefone: (31) 98687-4126

Alguém viu?

Alguém viu? Eduardo Rodrigues dos Santos sumiu no dia 15 de dezembro, na capital mineira. Informações podem ser repassadas para a Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida.
Telefone: 0800 2828 197

Sumiu

O comerciante Jorge Silva há vários dias procura pelo irmão dele, José Antônio da Silva, que trabalha como gerente em uma loja de roupas, no Barreiro.
Telefone: (31) 99214-1443