Josias Pereira
25/09/19
07h51

Currículo vitorioso

500 vezes Henrique: capitão celebra marca com Cruzeiro em crise e cobranças

Volante tornou-se símbolo da Raposa, mas momento turbulento do time suscita questionamentos sobre sua continuidade entre os titulares

Henrique destaca-se pela consistência do trabalho — Foto: Agência i7/Mineirão
Josias Pereira
25/09/19 - 07h51

Capitão do bicampeonato da Copa do Brasil e do Campeonato Mineiro, os títulos que marcaram a vitoriosa era Mano Menezes no Cruzeiro, Henrique pode completar na noite desta quarta-feira (25), contra o Ceará, em Fortaleza, sua partida de número 500 com a camisa estrelada. Uma história que iniciou-se em 2008, com o dedo de Adilson Batista. Fez sua estreia em duelo com o San Lorenzo, em 3 de abril daquele ano, vitória por 3 a 1, pela fase de grupo da Libertadores. 

Oitavo jogador que mais atuou pelo Cruzeiro na história, Henrique destaca-se pela consistência do trabalho, figurando praticamente como titular no trabalho de qualquer treinador que tenha passado pela Toca nesse período, dentre eles Rogério Ceni. O ex-goleiro são-paulino vem mantendo o experiente jogador no meio, inclusive com a braçadeira de capitão, e tem procurado encontrar um companheiro para o atleta, deixando a posição de segundo volante em disputa.

Apesar da marca histórica, Henrique vem perambulando entre o amor e o ódio do torcedor celeste, que destaca o comprometimento do atleta, mas questiona a efetividade de suas atuações na atual fase atravessada pela Raposa. Essa é a segunda passagem de Henrique pelo Cruzeiro. Depois de uma transferência para o Santos em 2011, ele retornou à Toca da Raposa em 2013 e nunca mais deixou o time celeste. 

Somando as duas passagens, foram seis títulos mineiros (2008, 2009, 2011, 2014, 2018 e 2019), duas Copas do Brasil (2017 e 2018), dois Brasileiros (2013 e 2014), e um vice-campeonato da Copa Libertadores, quando marcou o gol da Raposa na derrota para o Estudiantes por 2 a 1, no Mineirão. 

Com 27 gols marcados pelo Cruzeiro, Henrique já atuou 41 vezes neste ano e ainda não foi às redes em 2019. Seu último gol faz tempo. Foi na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil do ano passado, quando a Raposa venceu o Athletico Paranaense por 2 a 1, fora de casa. 

Os jogadores que mais vestiram a camisa do Cruzeiro:

Nome / Jogos 
Fábio 854
Zé Carlos 633
Dirceu Lopes 610
Piazza 566
Raul Plasmann 557
Eduardo Amorim 556
Vanderlei 538
Henrique 499
Joãozinho 485
Palhinha 457
 

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000