Josias Pereira
09/02/20
20h19

Expectativa

Adilson aguarda Cruzeiro sobre Moreno; capitão Léo torce por acerto

O técnico treinou Moreno na Raposa em 2008, quando o jogador foi o artilheiro da Libertadores ao lado de Salvador Cabañas, do América-MEX, com oito gols

Conhecidos de longa data: Adilson já treinou Moreno em 2008 — Foto: VICTOR SCHWANER/O TEMPO - 27.2.2009
Josias Pereira
09/02/20 - 20h19

Em negociações avançadas com Marcelo Moreno e na expectativa que o atleta consiga a liberação junto ao Shijiazhuang Ever Bright, da China, o Cruzeiro está em compasso de espera por um final feliz envolvendo o jogador boliviano. O técnico Adilson Batista, que treinou Moreno na Raposa em 2008, quando o jogador foi o artilheiro da Libertadores ao lado de Salvador Cabañas, do América-MEX, com oito gols marcados, deixou a responsabilidade com a diretoria.

"O Marcelo (Moreno) está com a gestão, direção. Eu aguardo. Eu lembro que treinei ele em 2008, era menino ainda. Ele e Guilherme formavam o ataque. Doze anos depois (podem se reencontrar). É um jogador de identificação. Agora é com eles (diretoria). Está lá o Carlos (Ferreira - gestor do futebol), Ocimar (Bolicenho - diretor executivo de futebol), Benecy (Queiroz - supervisor administrativo). Eu apenas dou o treinamento, é a minha função", disse o técnico.

Capitão e ex-companheiro de Moreno em 2014, ano da conquista do tetracampeonato brasileiro, Léo revelou a torcida para que as tratativas com o atacante sejam concluídas de forma positiva. O zagueiro ainda elogiou o centroavante e suas características dentro da área.

"A questão do Marcelo Moreno tomara que dê certo. É um jogador que possui identificação com o clube, nós já conhecemos, atleta de presença de área. Também com mobilidade na frente, tomara que ele venha. A gente vem encorpando, além do Marcelo Moreno, tem jogadores aqui como o Thiago, Roberson, entre outros, com qualidade, como o Judivan, que sempre estão à disposição. Mas a vinda do Marcelo Moreno vem para acrescentar e somar com a gente também", apontou o defensor.

O "Flecheiro Azul", como é chamado pela torcida, sempre flertou com retornos a Belo Horizonte e constantemente atesta sua identificação com o clube nas redes sociais. Em duas passagens, de 2007 a 2008 e em 2014, Moreno acumulou 93 jogos e 45 tentos pela Raposa, ele é o segundo estrangeiro com mais gols pelo clube, atrás apenas de Arrascaeta, com 50.

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000