Duda Gonçalves
@eduardacg_
24/09/21
05h00

Problema

América é o 4° time que mais finaliza, mas tem 5º pior ataque da Série A

Coelho tem números próximos aos do líder da Série A, Atlético, mas não consegue converter em gols

Coelho não marcou gols em nove dos 21 jogos que fez no Brasileirão — Foto: Mourão Panda / América
Duda Gonçalves | @eduardacg_
24/09/21 - 05h00

A luta do América contra a zona de rebaixamento da Série A tem sido marcada pelo baixo aproveitamento ofensivo. Ainda que tenha mais posse de bola, domínio do jogo e mais finalizações que o adversário, se mostra pouco efetivo nas chances criadas. Foram apenas 18 gols marcados em 21 jogos (média de 0,8 por jogo). Resultado, o 5° pior ataque da competição.

Em finalizações, o América tem números próximos do líder do campeonato, o Atlético; são 107, contra 106 do Coelho. Porém, o rival converteu quase o dobro de gols, sendo 32 marcados. Os dados são do site especializado em estatísticas de futebol, Footstats. O problema, não é novidade. Nesta quarta-feira (23), após o empate sem gols com o São Paulo, o técnico Vagner Mancini lamentou as chances desperdiçadas.

“O América ficou a desejar na finalização, porque tivemos lances interessantes. Isso é uma coisa que, internamente, a gente tem conversado com os jogadores, tentado melhorar, e espero que rapidamente possa solucionar. Para vencer partidas tem que fazer gol, é necessário que o atacante tenha a frieza necessária, ainda mais quando joga fora de casa, para colocar a bola para dentro”, pontuou o comandante.

No último jogo, o América finalizou nove vezes, contra seis do São Paulo; quatro chutes foram no gol, mas o placar não foi alterado: 0 a 0. Contra o Corinthians, no último domingo (19), a situação foi parecida. Foram 16 chutes, sendo 7 no gol, contra 15 do time paulista, que chutou a gol oito vezes. Mais um empate.

Baixo rendimento do ataque 

E o problema ofensivo do América é reflexo da baixa produção do ataque. Dos 18 gols, 11 foram dos atacantes, porém, marcaram mais de uma vez e em um curto período, e depois não balançaram mais as redes. Por exemplo, o atacante Ribamar, que antes de lesionar, fez dois gols (Bahia e Internacional), após o retorno ainda não marcou. Felipe Azevedo marcou três vezes, em um intervalo de três jogos (contra Bahia, Grêmio e Athletico-PR).

Rodolfo, homem de referência no ataque, tem apenas um gol no campeonato contra a Chapecoense. Ademir converteu dois gols diante do Atlético-GO e Fluminense, e parou por aí. Carlos Alberto fez contra o Santos, mas agora retornou ao Sub-20 para disputar as competições da categoria. 

O nome de destaque do América no momento, o atacante Fabrício Daniel, autor de dois gols na vitória por 2 a 0 sobre o Ceará. O jogador não atuou nos dois últimos jogos pois se recupera de Covid-19. Para Vagner Mancini, Fabrício tem feito a diferença. “É óbvio que são dois jogadores muito interessantes dotados de técnica, um que poderia ter feito gols hoje (Fabrício Daniel) e o outro que tem uma saída de bola muito interessante (Lucas Kal)”, comentou.

Além dos atacantes, os gols recentes saíram dos pés de outros atletas: o volante Juninho Valoura se destaca com dois tentos, além dos companheiros de posição Juninho e Geovane, os laterais-esquerdos Marlon e João Paulo, e o zagueiro Lucas Kal, cada um com um gol na conta.

América passou em branco em 43% dos jogos

Dos 21 jogos que fez na Série A, o América passou em branco em nove: contra Athletico-PR, Corinthians, Flamengo, Cuiabá, Fortaleza, Atlético, Sport, Red Bull Bragantino e São Paulo. Destes, empatou apenas com o Dourado e com o Tricolor Paulista, o restante foram derrotas. Neste grupo, o posto de melhores defesas ficam a cargo do Galo (13 gols sofridos), seguido do Rubro-Negro, o Leão da Ilha e o Timão (com 18 cada).

Tenta, mas a bola não entra

Chutes ao gol não faltam de diferentes formas, seja de fora da área, dentro da área ou cabeceio. Com base nos dados do Sofascore, o Super.FC traz os números dos atacantes do Coelho no quesito finalizações.

Finalizações
  Dentro da área Fora da área Chutes no gol Grandes chances perdidas Total de finalizações
Ademir 15 18 14 5 33
Berrío 1 1 0 0 1
Chrigor 10 1 5 3 11
Fabrício Daniel 9 15 9 0 24
Felipe Azevedo 9 15 12 0 32
Isaque 0 0 0 0 0
Marcelo Toscano 2 5 0 0 7
Mauro Zárate 2 4 0,9 0 6
Ribamar 29 3 13 7 32
Rodolfo 17 6 7 4 23
Yan Sasse 0 2 0 0 2

 

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000