Daniel Ottoni
@dottoni
08/04/21
09h12

Adeus à seleção

Central Thaísa abre mão de Tóquio para 'esticar' presença como destaque máximo

Jogadora do Itambé Minas conviveu com ciclo de clubes e seleção por 14 anos, deixando o corpo tomar difícil mas necessária decisão

Thaísa terminou Superliga como MVP — Foto: Wander Roberto / Inovafoto / CBV
Daniel Ottoni | @dottoni
08/04/21 - 09h12

Ao mesmo tempo em que a decisão da central Thaísa, do Itambé Minas, pegou muita gente de surpresa, ela é compreensível. Defender a seleção é um prazer e orgulho, mas não tenho dúvidas de que o corpo cobra. Não somos máquinas e é preciso ter sabedoria para escolher o momento de mudanças. Por mais que seja necessário abrir mão de uma Olimpíada. 

Se para os (as) atletas que não são convocados para a seleção, a temporada já é desgastante, imagina para quem tem pouco ou nenhum tempo de férias, precisando abrir mão do desejado descanso. Termina a temporada de clubes, como a de seleções. Quando esta acaba, o ciclo se repete. Para que se mantém em alto nível, essa 'bola de neve' pede uma pausa. 

Na pandemia, a situação piorou e as selecionadas não tiveram folga, já aproveitando a presença no CT de Saquarema para seguir por lá.

Esse fato isoladamente, já mostra o cansaço físico e mental exigido. Multiplique por 14 e temos uma noção do que motivou Thaísa. 

Se seguir nessa batida, a chance de seguir em alto nível é reduzida. O histórico de lesões, principalmente uma grave no joelho esquerdo, exige saber dosar para perdurar e fazer a diferença, como fez nas duas últimas temporadas.

Thaísa abre mão da Olimpíada para ter os últimos anos de carreira como uma atleta de destaque máximo. O time nacional já teve sua cota de contribuição da jogadora, todos sabemos como vai fazer falta em Tóquio. 

Mas de seleção pra ela, já deu. Agora é encontrar uma nova rotina de 'férias de verdade' para esticar sua presença em quadra pelo maior tempo possível. 
 

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Esportivamente

Esportivamente

Daniel Ottoni é repórter de esportes especializados do jornal O Tempo, do portal Super.FC e da rádio Super. Com experiência de cobertura em Copa do Mundo, Olimpíada e Mundiais de vôlei, tem uma predileção por bastidores e lado B. Por aqui, espaço para os esportes que têm uma religião chamada futebol como concorrente em muitos momentos.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000