Daniel Ottoni
@dottoni
28/10/20
14h38

'Disse-me-disse'

Garay com Covid? Paulo Coco desconversa e postura do Praia Clube decepciona

Informação inicial do clube era de incômodo muscular para justificar ausência da atleta

Fernanda Garay foi a maior pontuadora do Praia na derrota para o Novara (ITA) — Foto: FIVB - Divulgação
Daniel Ottoni | @dottoni
28/10/20 - 14h38

No Campeonato Mineiro feminino de vôlei, o Dentil Praia Clube sentiu a falta da ponta Fernanda Garay. A jogadora não pôde atuar em nenhum dos três jogos da campanha do vice-campeonato.

Enquanto o clube afirmava que a ausência se dava por um incômodo muscular, o Estadão trouxe a informação de que Garay havia contraído a Covid-19, situação que também aconteceu com outras duas atletas do elenco: a líbero Suelen e a levantadora Claudinha.

Depois da Coluna Esportivamente não ter retorno de mensagens enviadas à assessoria do clube, foi somente após entrevista do técnico Paulo Coco que veio a informação de que a palavra oficial do clube seria a do treinador, assistente-técnico da seleção brasileira. 

"Algumas atletas do elenco tiveram e nossa postura é de não citar os nomes. O mais importante é que a Garay já está disponível e com condição de nos ajudar", desconversou o treinador, sem voltar a citar o possível incômodo muscular. Nesta quinta, o Praia encara o Curitiba pelo Super Vôlei com a presença da ponteira, que ainda não reúne a melhor condição física e o ritmo de jogo ideal. 

Eu não entendo o motivo de esconder uma situação que tornou-se recorrente em nossa sociedade e no esporte. Casos de coronavírus tornaram-se frequentes e não acho positiva a postura do clube em negar ou tentar esconder os fatos.

Por mais que a notícia não tenha sido confirmada, a conduta do clube levanta suspeitas e indica que a atleta esteve contaminada. O caso de Suelen só veio à tona por conta de postagem da jogadora nos 'stories' do seu Instagram. 

Será que vai ser assim quando novos casos aparecerem? Não seria mais fácil abrir o jogo, admitir a contaminação e indicar o isolamento e tratamento do atleta? Tal forma de proceder já se tornou comum nos clubes de futebol, que estão convivendo com casos há meses. Admitir o contágio não quer dizer que o clube tem responsabilidade ou agindo de forma inadequada.

Ficar dando voltas para encobrir uma determinada notícia não me parece o caminho ideal. Mas, cada um age da maneira que acha melhor e cabe à imprensa seguir atrás das notícias verdadeiras para informar o público interessado. 

Esportivamente

Esportivamente

Daniel Ottoni é repórter de esportes especializados do jornal O Tempo, do portal Super.FC e da rádio Super. Com experiência de cobertura em Copa do Mundo, Olimpíada e Mundiais de vôlei, tem uma predileção por bastidores e lado B. Por aqui, espaço para os esportes que têm uma religião chamada futebol como concorrente em muitos momentos.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000