Gabriel Pazini
@superfcoficial
02/11/19
19h05

Sequência negativa

Com 'Mancini Pardal', Galo joga mal, mas arranca empate do Fortaleza

Em má fase, Atlético tem apenas duas vitórias nas últimas 16 partidas do Campeonato Brasileiro

Galo arrancou empate no Nordeste — Foto: Bruno Cantini/Atlético
Gabriel Pazini | @superfcoficial
02/11/19 - 19h05

Apenas duas vitórias nos últimos 16 jogos. A crise e péssima fase do Atlético teve mais um capítulo neste sábado (2), com o empate com o Fortaleza no Castelão, por 2 a 2, pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. Em mais uma atuação pífia, o Galo teve um time grotesco em campo, escalado por um Vagner Mancini à lá Professor Pardal, inventando várias mudanças pitorescas.

Sem contar com Cazares e Otero, suspensos, e poupando Léo Silva, o treinador optou por barrar Fábio Santos e Elias e fazer algumas apostas. Patric foi improvisado na lateral-esquerda e Terans, que não jogava desde 24 de agosto e tinha atuado por apenas 18 minutos nas 29 rodadas anteriores do Brasileiro, entraram no time, assim como Zé Welison e Geuvânio. Réver, que vinha jogando como volante, voltou a formar dupla de zaga com Igor Rabello.

As várias e estranhas mudanças não surtiram efeito algum. O Galo teve mais uma péssima atuação no Campeonato Brasileiro.

O filme de terror atleticano começou cedo. Logo aos 14 minutos de jogo, o lateral-direito Gabriel Dias aproveitou cochilo da zaga alvinegra para abrir o placar, de cabeça, após cruzamento para a área atleticana, colocando o Fortaleza na frente.

Aos 17', o mesmo Gabriel Dias protagonizou um lance incrível, tirando, de costas e com o calcanhar, uma bola quase em cima da linha, evitando o gol de Luan. Já aos 21', Mancini foi obrigado a mexer no time, após Guga sofrer uma pancada na cabeça. O jovem até foi encaminhado para o hospital para passar por exames, mas apenas por protocolo médico e passa bem, segundo a assessoria de imprensa do Atlético. 

Com isso, Fábio Santos entrou na equipe, e Patric foi para a sua posição habitual. E foi no seu posto natural que o lateral-direito empatou para o Galo, aproveitando falha bizarra do goleiro adversário, Felipe Alves, que estava adiantado. Da intermediária, o atleticano chutou de canhota encobrindo o arqueiro que, com a mão mole, não conseguiu impedir o empate mineiro, aos 23'.

A alegria do Atlético, no entanto, durou pouco. Apenas quatro minutos depois, Gabriel Dias, novamente de cabeça, aproveitando mais um cochilo da zaga alvinegra, voltou a colocar o Fortaleza em vantagem.

Depois do gol, o Galo tentou pressionar, mas sem inspiração e organização. Com um time bagunçado e um meio-campo perdido, com péssimas atuações de Nathan, Luan, Terans e Geuvânio, Di Santo praticamente não tocou na bola.

Para piorar a situação, Geuvânio foi expulso logo no início do segundo tempo, após receber o segundo cartão amarelo depois de puxar Gabriel Dias. O Atlético seguiu sem inspiração e em tarde de atuação ruim, sem conseguir criar chances claras de gol, mas achou um aos 41', com Fábio Santos invadindo a área e finalizando sem chances para Felipe Alves.

Com o resultado, o Atlético segue no 13º lugar do Campeonato Brasileiro, com agora 36 pontos, apenas seis na frente do Fluminense, 17º colocado e primeiro time na zona de rebaixamento, que ainda joga na rodada. Na próxima jornada, o Galo recebe o Goiás, às 20h (de Brasília), no Mineirão, nesta quarta-feira (6).

FICHA TÉCNICA

FORTALEZA 2 x 2 ATLÉTICO

Motivo: 30ª rodada do Campeonato Brasileiro
Local: Castelão, em Fortaleza (CE)
Data: sábado, 2 de novembro de 2019
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (CBF/PR)
VAR: Heber Roberto Lopes (CBF/SC)

Gols: 
Fortaleza: Gabriel Dias (14' e 27')
Atlético: Patric (23') e Fábio Santos (41' do 2º tempo)

Cartões amarelos: Jackson, Felipe e Wellington Paulista (Fortaleza); Geuvânio, Réver e Di Santo (Atlético)

Cartões vermelhos: Geuvânio (Atlético)

Escalações:

Fortaleza
Felipe Alves; Gabriel Dias, Quintero, Jackson e Carlinhos; Felipe, Juninho e Romarinho (Felipe Pires, 6' do 2º tempo); André Luís, Wellington Paulista (Kieza, 25' do 2º tempo) e Osvaldo (Marlon, intervalo)
Técnico: Rogério Ceni

Atlético
Cleiton; Guga (Fábio Santos, 21' do 1º tempo), Réver, Igor Rabello e Patric; Zé Welison; Luan, Terans (Marquinhos, 33' do 2º tempo), Nathan (Bruninho, intervalo) e Geuvânio; Di Santo
Técnico: Vagner Mancini

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000