Giovanna Pires
@giovannapiresm
20/04/21
19h38

Destaque de fora

Galo: fora da Libertadores, artilheiro do Sub-20 segue treinando com a base

Guilherme Santos, um dos principais nomes da base atleticana, voltou de empréstimo do Coimbra e não foi inscrito na Libertadores

O atacante foi o artilheiro do Campeonato Brasileiro Sub-20 na última temporada — Foto: Bruno Cantini/Atlético
Giovanna Pires | @giovannapiresm
20/04/21 - 19h38

Uma das maiores jóias da base do Atlético, com multa rescisória milionária, o atacante Guilherme Santos, artilheiro do Galinho na última temporada, voltou de empréstimo do Coimbra, antes do fim do contrato e não foi inscrito na Libertadores, mesmo com o número alto de jogadores da base inscritos no torneio - 11, fora os que já estouraram a idade da categoria - e segue treinando com o Sub-20 para ganhar mais maturidade. 

O jogador de 19 anos, que completa 20 em maio, ainda não estreou pelo profissional e a diretoria do Atlético acredita que falta maturidade ao jogador. Com uma passagem apagada pelo Coimbra, na disputa do Campeonato Mineiro 2021, de acordo com fonte ouvida pelo Super.FC, Guilherme saiu do clube por não enxergar “ambição” na equipe, que foi rebaixada para o Módulo II do Estadual. O atacante deixou o clube antes do término do contrato e, por isso, a diretoria teria ficado insatisfeita. 

Na última temporada pelo Sub-20 do Galo, o atacante foi uma das principais peças do time comandado por Marcos Valadares. Artilheiro do título brasileiro, conquistado em cima do Athletico-PR em janeiro, Guilherme marcou 13 gols e deu sete assistências, com isso, teve participação direta em quase metade dos gols do Galo na competição (41 no total). O jogador pode ser utilizado como ponta direita e centroavante.

Guilherme Santos chegou a ser “convocado” para reforçar o elenco principal do Atlético no início do Mineiro, mas teve Covid-19 e, logo após a recuperação, foi emprestado ao Coimbra pela segunda vez. Em 2020, o atacante também foi cedido ao time de Contagem. Pelo profissional do Galo, esteve no banco de reservas de Jorge Sampaoli durante o surto de Covid no clube, mas não entrou em campo. 

O contrato do jogador com o Atlético vai até 2023 e tem multa rescisória para clubes do exterior no valor de 50 milhões de euros, o equivalente a R$336 milhões. Erasmo Damiani, diretor das categorias de base do Galo, disse, em entrevista ao canal Bica Galo, que o futuro do jogador será decidido ainda nesta semana. 

---

Em tempos de desinformação e pandemia, o jornal O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar. Continue nos apoiando. Assine O TEMPO.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000