Fernando Martins y Miguel
@martinsymiguel
19/09/21
10h34

Análise

Galo tem spoiler de dupla de astros, Arana em grande fase e Zaracho fundamental

Vitória por 3 a 0 sobre o Sport mostrou superioridade automatizada do Atlético, que conseguiu dar minutos em campo para quem precisava e poupar quem necessitava

Fernando Martins y Miguel | @martinsymiguel
19/09/21 - 10h34

Quem viu o Atlético na vitória por 3 a 0 sobre o Sport, na noite sábado (18), pôde notar que alguns movimentos do time já se tornaram automatizados. Porém, viu também novas funções de determinados jogadores.

Keno, que voltou a ser titular, atuou por dentro, com Arana avançando bastante na ponta esquerda. O setor foi uma das principais armas do time na partida, com Arana sendo um dos destaques do jogo. Deu assistência, finalizou, combateu e deu muito trabalho à defesa pernambucana. Mostra que a fase é das melhores e que, pode sim, sonhar com  titularidade na seleção brasileira.

Sem Jair e Mariano, suspensos, Cuca mandou a campo jogadores que precisavam de ritmo e minutos em campo, como Tchê Tchê e Gua. Além deles, Diego Costa, que precisava ainda mais de ritmo pelo longo período inativo, começou como titular.

Nathan Silva, que ficou de fora contra o Flu, pela Copa do Brasil, retornou ao time, ao lado de Alonso.

Nacho Fernández e Vargas foram poupados durante boa parte do jogo e entraram faltand meia hora para a partida acabar.

Zaracho foi mantido e tem se mostrado peça fundamental. É ele quem dá dinâmica ao time, preenche espaços no meio, dá combate em vários setores após a perda de bola, chega à área para finalizar, recompõe e abre espaços. O argentino parece evoluir a cada jogo e vem se mostrando dono do meio-campo nos jogos.

E o torcedor atleticano que acompanhou a partida contra o Sport, viu um spoiler do que pode acontecer com sua dupla de astros do ataque. Diego Costa e Hulk, não só fizeram gols, mas levaram perigo em vários lances. A defesa adversária terá que se preocupar não só com um goleador, mas, agora, com dois, já que Diego Costa já demonstrou seu cartão de visitas, mesmo não estando ainda 100% das condições físicas.

Diego Costa mostrou que faz melhor a função pivô, o que deixa Hulk mais livre para buscar tabela, se deslocar para receber e armar jogadas, além de finalizar à longa distância. 

Ainda é cedo, já que Diego Costa foi titular pela primeira vez. Mas o poderio ofensivo do Galo demonstrado é capaz de empolgar qualquer torcedor.

 

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000