Gabriel Pazini
@superfcoficial
06/10/19
17h56

Desnecessário

Vacilo: após ótimo 1º tempo, Galo recua demais e cede empate ao Palmeiras

Atlético domina etapa inicial, tem boa atuação e vai para o intervalo com 1 a 0 no placar, mas vacila no segundo tempo e volta para BH com apenas um ponto

Galo empata com Palmeiras em SP — Foto: BRUNO S.C.JUNIOR
Gabriel Pazini | @superfcoficial
06/10/19 - 17h56

Tempos distintos. Após ir bem nos primeiros 45 minutos, em que chegou com perigo várias vezes ao ataque, não foi ameaçado pelo Palmeiras e desceu para os vestiários com a vantagem no placar depois de um belo gol de Nathan, o Atlético recuou demais e desnecessariamente na etapa final, deu espaço para o Verdão e saiu de campo com um empate por 1 a 1 que poderia ter sido evitado se o Galo tivesse mantido, no segundo tempo, o padrão e o estilo do primeiro.

Pelas circunstâncias da partida, o time mineiro deixou o gramado do Allianz Parque, na tarde deste domingo (6), com um gosto amargo pela igualdade em São Paulo, em jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Rodrigo Santana e seu time, afinal, voltaram a cometer o erro da eliminação no duelo de volta da semifinal da Copa Sul-americana, contra o Colón-ARG, no Mineirão, quando o Galo poderia deixar o gramado com a classificação para a decisão continental, mas por recuar demais, acabou eliminado da competição.

Mudanças

O Atlético entrou com uma formação tática diferente para a partida desta tarde. Preocupado com o poderio ofensivo alviverde, time com o segundo melhor ataque do Brasileiro, agora com 39 gols, o Galo, que foi vazado nos últimos 14 jogos, ao invés do 4-2-3-1 habitual, entrou num 5-4-1 com três zagueiros. Para colocar mais um defensor, Rodrigo Santana sacou o camisa 10 Juan Cazares. Outra novidade foi a entrada de Guga no lugar de Patric. Sem Réver, com um desconforto muscular na panturrilha esquerda, o trio de zagueiros foi formado por Maidana, Léo Silva e Igor Rabello.

Tabela

Com o resultado, o Galo caiu para o 11º lugar do Campeonato Brasileiro, com agora 31 pontos, sete a menos que o Internacional, sexto colocado e primeiro time no G-6. Já o Palmeiras fica no segundo posto da tabela, com 47, cinco a menos que o líder Flamengo. Na próxima rodada, o Atlético tem nova parada dura. Fora de casa, na quinta-feira (10), às 20h (de Brasília), o time de Rodrigo Santana vai encarar justamente o primeiro colocado da competição, no Rio de Janeiro.

O jogo

Seguro, o Atlético fez um bom primeiro tempo. O time de Rodrigo Santana foi pouco pressionado pelo Palmeiras, que não acertou uma finalização sequer no gol defendido por Cleiton nos primeiros 45 minutos. A chance mais perigosa do Verdão foi o gol anulado por impedimento de Willian, aos 24'. Durante todo o restante do tempo, o time paulista não conseguiu pressionar e criar oportunidades reais de gol, mesmo tendo praticamente o dobro de posse de bola em relação ao clube alvinegro.

O Galo, por sua vez, teve menos a bola, mas foi mais eficiente, criou as melhores chances e controlou a partida. Não à toa, foi premiado com um gol no final da primeira etapa.

O Atlético foi acumulando boas chances ao longo do primeiro tempo. A primeira delas foi em cobrança de falta perigosa de Otero, aos nove minutos, que obrigou Weverton a fazer grande defesa. Aos 14', Di Santo perdeu uma oportunidade incrível sozinho dentro da área. Aos 41', o argentino levou perigo de novo, desta vez em bonita cabeçada, que fez o goleiro palmeirense novamente protagonizar uma linda intervenção. Três minutos depois, foi a vez de Otero voltar a colocar a meta alviverde em risco, acertando um lindo chute e fazendo o arqueiro do Verdão fazer mais uma bela defesa.

Já aos 47', a superioridade atleticana foi premiada. Na intermediária, Guga deu um bom passe para Nathan, que arrancou com a bola dominada, driblou dois adversários e concluiu sua bonita jogada individual com um bom chute, balançando as redes e abrindo o placar para o Atlético. Um belo gol do meio-campista alvinegro para fechar a primeira etapa e colocar o Galo merecidamente em vantagem.

Depois do intervalo, o time de Rodrigo Santana voltou para os 45 minutos finais mais cauteloso e recuou demais e desnecessariamente, mas ainda era pouco ameaçado. Com mais espaço, o Palmeiras pressionou mais, no entanto, seguiu tendo dificuldades em entrar na área alvinegra e criar chances reais. Afinal, com a boa marcação atleticana, Cleiton seguiu sendo pouco exigido e sem precisar fazer grandes defesas. A melhor oportunidade palmeirense foi com Deyverson, aos 27', que acertou cabeçada e colocou a bola no fundo das redes. O atacante, porém, estava impedido, e o gol foi corretamente anulado.

O Verdão seguiu pressionando, mas em tarde pouco inspirada e sem boa atuação, teve muitas dificuldades para criar uma oportunidade real. No entanto, como o Atlético recuou demais, nada fez ofensivamente na etapa final, ao contrário do primeiro tempo, e chamou demais o Palmeiras para o seu campo, o time paulista seguiu tentando mais na base do abafa do que de forma organizada, e a pressão surtiu efeito aos 37', mesmo com a exibição ruim do time de Mano Menezes.

Dudu, em boa tabela com Gustavo Scarpa, invadiu a área alvinegra e finalizou com categoria, sem chances para Cleiton, empatando o marcador. Depois disso, o Palmeiras se empolgou e passou a pressionar ainda mais em busca da virada. A melhor chegada foi aos 42', com o goleiro atleticano fazendo linda defesa após cabeçada perigosa de Vitor Hugo. No entanto, mesmo com a pressão no final, o time de Mano Menezes não conseguiu o segundo gol e a partida terminou mesmo empatada em 1 a 1.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 1 x 1 ATLÉTICO

Palmeiras
Weverton; Marcos Rocha, Gómez, Luan e Diogo Barbosa; Felipe Melo (Raphael Veiga) e Bruno Henrique; Willian, Lucas Lima (Deyverson) e Dudu; Borja (Gustavo Scarpa)
Técnico: Mano Menezes

Atlético
Cleiton; Guga, Iago Maidana, Leonardo Silva, Igor Rabello e Fábio Santos; Luan (Maicon Bolt), Nathan (Zé Welison), Elias e Otero; Di Santo (Ricardo Oliveira)
Técnico: Rodrigo Santana

Gols: Nathan (Atlético, 47' do 1º tempo) e Dudu (Palmeiras, 37' do 2º tempo)

Cartões amarelos: Luan, Léo Silva, Di Santo e Cleiton (Atlético); Gustavo Gómez, Deyverson e Dudu (Palmeiras)

Motivo: 23ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)

Data: domingo, 6 de outubro de 2019

Horário: 16h

Árbitro: Rafael Traci (SC)

Assistentes: Henrique Neu Ribeiro e Alex dos Santos (ambos do SC)

VAR: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Público: 32.659 pessoas

Renda: R$ 2.052.902,35

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000