Josias Pereira
@josiaspereira
06/07/21
20h51

Tudo igual de novo

Cruzeiro empata sem gols com o Coritiba e completa quatro jogos sem vitórias

Partida teve um nível técnico fraco, principalmente na primeira etapa; Raposa segue com problemas sérios de criação e sem perspectiva de uma ideia de time

Cruzeiro e Coritiba se enfrentaram no Mineirão, pela 10ª rodada da Série B — Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro
Josias Pereira | @josiaspereira
06/07/21 - 20h51

Pelo quarto jogo seguido na Série B, a torcida do Cruzeiro não pode comemorar uma vitória. O resultado, aliás, vem sendo raro para a equipe celeste - são apenas duas em dez jogos. Na noite desta terça-feira (6), dentro do Mineirão, o time ficou no empate por 0 a 0 com o Coritiba, o segundo resultado sem gols em sequência, o quarto placar em igualdade no torneio nacional. O primeiro tempo foi fraquíssimo, mas ao menos na segunda etapa, principalmente nos 15 minutos finais, o jogo deu uma melhorada, mas não suficiente para que o placar fosse alterado. 

Com o resultado, o Cruzeiro chegou aos 10 pontos, estacionando na 13ª posição de forma provisória, já que pode perder posição. O Coritiba foi a 20 pontos e fica de olho no Sampaio, que pega o Vasco, na sexta (9), para não perder a vice-liderança. O próximo adversário do Cruzeiro é o Botafogo, no próximo sábado (10), às 16h30, no estádio Engenhão, que volta a receber a Série B depois de ter sido palco - e um dos locais mais criticados - da Copa América. 

O primeiro tempo de jogo entre Cruzeiro e Coritiba foi de dar sono. Talvez um dos piores do clube nesta temporada. O Coritiba parece ter entendido que dar a bola para a Raposa era um grande negócio. Porque o time realmente não tinha nenhuma ideia do que fazer com ela. O trio de ataque teve a volta de Airton, com Bruno José e Sóbis completando a formação. Airton foi praticamente uma figura nula dentro de campo, assim como seus pares, excetuando uma ou outra situação muito pontual.

Giovanni Piccolomo errou muitos passes em campo e quase complicava o Cruzeiro. Sorte é que o Coritiba também não estava muito afim de jogo. Parecia bem conformado com o placar em 0 a 0. afinal de contas, é o vice-líder do certame, vem de invencibilidade e certas situações. Nem Léo Gamalho foi aquela ameaça tão assustadora para a Raposa. 

No segundo tempo de jogo, Mozart ainda deu uma insistidda no time que atuou no primeiro tempo e só foi mexer aos 15 minutos, quando resolveu colocar Rômulo e Moreno nas vagas de Giovanni e Airton. Em um determinado momento da partida, o Cruzeiro esteve praticamente com um 4-2-4 atacando, já que Felipe Augusto e Thiago também deixaram o banco de reservas para terem uma chance no duelo. Porém, essas mudanças não foram suficientes para deixar o Cruzeiro ao menos próximo do gol. Quem bateu literalmente na trave foi o Coritiba, em uma finalização de Val que explodiu na baliza do goleiro cruzeirense Fábio. O jogo ficou mesmo no 0 a 0. 

---

O TEMPO reforça o compromisso com o jornalismo mineiro, profissional e de qualidade. Nossa redação produz diariamente informação responsável e que você pode confiar.

Siga O TEMPO no Facebook, no Twitter e no Instagram. Ajude a aumentar a nossa comunidade.

Escreva um comentário
Comentar

Ver todos
Fechar
Log View
Vem ser Premium!
Seja Premium
Salve matérias
Você poderá salvar as matérias para ler quando e onde quiser.
Matérias Premium
Veja as matérias exclusiva para usuários premium.
Notificações
Receba notificações de novas matérias do seu time do coração.
Av. Babita Camargos, 1645 - Contagem Minas Gerais - CEP: 32210-180
+55 (31) 2101-3000